quarta-feira, 28 de abril de 2010

O EXEMPLO DE YVONNE

Repeli impiedosamente todos esses Espíritos que reclamam o exclusivismo de seus conselhos, pregando a divisão e o insulamento. São quase sempre Espíritos vaidosos e medíocres, que procuram impor-se a homens fracos e crédulos, prodigalizando-lhes louvores exagerados, a fim de os fascinar e ter sob seu domínio. (01) (grifo meu)
Você, amigo leitor, sabe quem foi a médium Yvonne do Amaral Pereira? Bom, se você for Espírita acredito em 99,99% de certeza que sabe quem é. Se você não é Espírita, mas simpatiza com a Doutrina e quer conhecer um pouco mais dessa mulher extraordinária, recomendo a leitura de suas obras psicográficas, profundamente instrutivas e doutrinárias, seguindo sempre o crivo kardequiano.

Ela sempre submeteu as suas psicografias ao crivo doutrinário e, o que não se encaixasse nesse crivo, felizmente, não recebia a sua chancela.

Quando os Espíritos Amigos, sofredores e obsessores se comunicavam, ela sempre submetia ao Evangelho e a esse crivo kardequiano de que tanto falo, sempre batendo na mesma tecla. Era uma garantia para Yvonne de que não teria problemas em ferir os postulados do Evangelho e do Espiritismo, o Evangelho Redivivo!

Da mesma forma a obra de André Luiz não foge em nada aos postulados Espíritas.

Então, me pergunto: por que determinadas obras mediúnicas lançadas de uns tempos para cá fogem a esta regra tão simples? Por que alguns livros ditos mediúnicos, literalmente, batem pesado com os coitados dos Espíritas? Já não bastam sermos chamados por outros epítetos menos elogiosos? Já não basta a perseguição dos adversários declarados da Doutrina, ainda temos de enfrentar a fúria de “Espíritos Superiores”? (assim, com aspas mesmo!).

O Movimento Espírita tem problemas? Mostrem-me algum movimento, seja ele qual for que não os tenha! Ah, sei: o Movimento Espírita não deveria ter problemas porque ensinamos e temos de vivenciar o Evangelho! Corretíssimo! Só estão esquecendo de um detalhe, um detalhe assim, ó: somos imperfeitos e os Espíritas serão reconhecidos pelos esforços que fizer para vencer suas más inclinações, lembram?

Já li um livro, que virou coqueluche no Movimento Espírita, e onde os coitados dos Espíritas são sempre criticados, perseguidos, julgados e condenados. Só não foram lançados ao fogo do inferno porque felizmente, não existe o inferno.

André Luiz (02) já advertia a todos nós sobre as nossas fugas aos compromissos assumidos na vida espiritual e de uma forma que nós nos sentimos ainda mais comprometidos em cumpri-los. Não da forma como alguns livros andam pintando por aí. O livro inteiro é uma advertência contra as nossas defecções, mas sempre ressaltando a importância de recomeçar, sem perder o foco novamente.

Pergunto, sinceramente, se tais Espíritos que escrevem essas tolices todas e seus médiuns conhecem, efetivamente, O Livro dos Médiuns? Será?

Voltando à Yvonne do Amaral Pereira. Ela, certa feita, recebeu a proposta de determinado Espírito para psicografar a história dele, uma história cheia de dor, drama, sangue e lágrimas. Ela ouviu toda a história. Aguardou o aval de Charles, seu mentor espiritual. O Espírito, que ela chamava de O Beletrista (03), prometeu riqueza e sucesso e, ainda mais, que ela não precisaria dizer que aquele livro era uma psicografia, pois que o sucesso seria garantido.

Hoje isso ainda acontece com determinados médiuns apressadinhos e, para eles, fica a advertência de O Livro dos Médiuns, que encima este simples artigo.

Ah, para quem ainda não conhece a história de Yvonne, só para constar: ela recusou, formalmente.

01 - KARDEC, Allan. O Livro dos Médiuns. 62ª Ed. FEB/Rio. cap. XXXI, item XXVII
02 - XAVIER, Francisco Cândido. Pelo Espírito André Luiz. Os Mensageiros. Ed.FEB/Rio
03 - PEREIRA, Yvonne do Amaral. Devassando o Invisível.7ª Ed.FEB/Rio1987. cap. VII

terça-feira, 27 de abril de 2010

Mensagem de Chico Xavier, recebida pela medium Wagner Paixão durante o encerramento do 3º Congresso Espírita Brasileiro em Brasília (18/04/10)

Na Luz do Amor

Meus queridos irmãos e distintas irmãs de nosso ideal com Jesus, supliquemos juntos ao Senhor as dádivas do entendimento e da paz, da fé e do amor fraternal ante a infinita misericórdia de nosso Pai, manifesta entre nós em luzes e bondade inexcedível. Temos a considerar por gratidão e reconhecimento a amizade sincera que nos devemos uns aos outros, o esforço pela adoção da mensagem de Amor do Evangelho e o trabalho que nos enobrece os dias, a vida interior, sempre louvando a Deus.

Vemos as manifestações dos generosos corações que em nós, pequenino candidato à luz cristã, enxergam o que compete e esplende em Jesus, nosso Senhor. É a nossa gratidão profunda, pelo cunho de bondade e ternura, verdadeiro estímulo ao nosso coração ainda imperfeito, a nos propor o prosseguimento da grande luta pela renovação de nós próprios à Luz do Evangelho. Não utilizamos aqui, nessas notas de reconhecimento e gratidão o efeito convencional do pensamento humano, divorciado do amor a Deus; não! Salientamos a verdade que se estampa na vida que passamos entre sacrifícios e lágrimas, fé e serviço a descobrir em sublime usufruto: todos os nossos desentendimentos na Terra são ainda nódoas de nossas tendências inferiores, quais sombras transitórias entre claridades inapagáveis do Amor Divino.

Na Jornada Espírita Cristã os desafios sempre correm por conta de nossas imperfeições. Digo-lhes isso com a sinceridade depreendida das experiências que nos assinalaram os anos de abençoado aprendizado e labor entre o mundo físico e o espiritual. O Chico que todos vocês identificam com a inalterável bondade de suas almas tão queridas, não é mais que a projeção dos potenciais que brotam, belos e imorredouros de seu sentimento já convertido à Nosso Senhor Jesus Cristo. O nosso encargo no Espiritismo alcança níveis de responsabilidade muito altas, porque todas as aberturas da sociedade humana à sublime revelação que nos chegou com Allan Kardec nos requisitam o esquecimento de tudo aquilo que em nós se assemelha a impedimento, a adulteração dos excelsos propósitos Evangélicos, então redivivos pelos ensinos dos espíritos.

A mais expressiva manifestação do Amor é a Fé, que nos corrige os vícios, que nos soergue nos dramas e provações de toda ordem, que nos aponta o Senhor no cume do monte, que se alteia cada vez mais pelo mecanismo da evolução e do progresso. A ventura dos que efetivamente compreendem a Doutrina dos Espíritos está em servir, porque servindo sem exigências, sem elitismo, sem a sombra dolorosa das vaidades e do orgulho, exercitamos o Dom do Amor. Não há outro meio, meus irmãos, de ver e sentir Deus por dentro do próprio ser.

O Cisco que lhes fala neste instante, ainda e por muito tempo necessita das preces amorosas e amigas de todos vocês. Uma encarnação iluminada pela Doutrina e buscando a própria educação nas disciplinas libertadoras é um passo expressivo, mas não a santidade, consoante muitos pensam. Respeito a todos é o princípio elementar da subida, não reconhecemos autoridade em quem não ama, excluído dos propósitos divinos. Mas quando o silêncio nos freia os impulsos primários e a paciência nos versa sobre a sabedoria de Deus, o verdadeiro entendimento do que o Espiritismo nos revela nos torna melhores e nos capacita à secundar os bons espíritos nesta escalada que segue para o infinito da criação, revelando-nos Deus.

Amemo-nos uns aos outros, meus irmãos, sem competições, sem vaidades, sem presunção, sem desprezo ao que nos ensinou Jesus, em sua missão redentora, de nossos velhos e perigosos hábitos humanos. Sobre o nosso Brasil paira a benção da mais grave responsabilidade: a da vivência do Evangelho puro e simples, em que a fé e a caridade dando-se as mãos, ilustre, para todos os nossos irmãos em sofrimento e negação, a presença de Deus.

Nós agradecemos com a alma e o coração, empenhados no compromisso de servir e amar, porque a mais alta distinção de um filho de Deus Altíssimo é fazer Sua vontade Augusta em todos os lances e ocorrências do caminho. Suplico ao nosso anjo maternal, nossa Mãe Santíssima, que a todos abençoe em nome D ’Ele, o Senhor e Mestre, nosso Governador planetário, que nossos benfeitores de sempre, a serviço de Ismael no Brasil, e em favor de todo o Mundo nos inspirem, hoje e em todos os dias que virão, a compaixão e a amizade; a confiança e a abnegação.

Obrigado meus amigos tão queridos, a homenagem dos corações segue para Jesus, como todas as nascentes fornecem a água que repousará nos oceanos. Sirvamos sem desalento e sem exigências, porque o Amor é o nosso prêmio supremo, falando de Deus ao nosso ser. Do menor servidor e amigo de todos,

Chico Xavier (psicografia de Wagner Paixão – 3º Congresso Espírita Brasileiro – 18/04/2010)

Fonte:

O Sublime Triângulo

A Ciência, a Filosofia e a Religião constituem o triângulo sobre o qual a Doutrina Espírita assenta as próprias bases, preparando a Humanidade do presente para a vitória suprema do Amor e da Sabedoria no grande futuro.

Recorremos às três vigorosas sínteses da Codificação Kardequiana,para comentar, com mais segurança, o tríplice aspercto de nossos princípios redentores.

Com a Ciência, asseverou o grande missionário:

"A fé sólida é aquelaque pode encarar a razão, face a face."

Com a Filosofia, afirmou peremptório:

"Nascer, viver, morrer e renascer de novo, progredindo sempre, tal é a lei."

Com a Religião disse bem alto:

"Fora da caridade não há salvação."

Não será justo em nosso movimento libertador da vida espiritual, prescindir da Ciência que estuda, da Filosofia que esclarece e da Religião que sublima.

Buscando a verdade, colheremos o conhecimento superior; conquistando o conhecimento superior, penetraremos novas faixas de evolução e, absorvendo-lhes a claridade divina, compreenderemos que somente pela caridade que é amor puro, é que viveremos em harmonia com a justiça imutável, erguendo-nos enfim à desejada ascensão.

Abracemos em nossa fé o trabalho paciente da pesquisa honesta e a construção do entendimento, para que a fraternidade cristã possa esculpir em nós mesmos a viva pregação do ideal que espalhamos, no serviço aos outros e que significa a nós mesmos.

Em suma, instruamo-nos e amemo-nos uns aos outros, descerrando o coração ao sol da boa vontade infatigável e incessante, e o Espírito da Verdade nos tornará na Terra por instrumentos úteis na edificação do Reino de Deus.


Fonte:
XAVIER, Francisco Cândido. Pelo Espírito Emmanuel. Fonte de Paz. 1ª ed. IDE/Araras, 1987. cap 15, pp 67 a 70

NOTA DO BLOG:Esta mensagem de Emmanuel também está publicada no Portal Garanhuns Espírita:
http://www.garanhunsespirita.com.br/modules.php?name=Content&pa=showpage&pid=30

PORQUE GARANHUNS NÃO VÊ CHICO XAVIER

Cine Eldorado publica nota no Blog do jornalista Roberto Almeida — http://robertoalmeidacsc.blogspot.com/ — sobre a não exibição do filme Chico Xavier em Garanhuns. Pelo menos esclareceram de forma clara, pois que, todas as pessoas que conheço e que ligavam para o cinema, inclusive eu mesmo, recebiam informações diferentes de cada vez. Eu mesmo liguei numa semana e minha esposa em outra, e recebemos duas informações diferentes, totalmente contrárisa às da nota do Cine Eldorado. Também, Dedé Seixas, deixou comentário em meu blog — http://claudioluciano.blogspot.com/ — informando que o filme tinha estréia prevista para o dia 30 deste mês de abril. (Cláudio Luciano)

MATÉRIA NO BLOG DE ROBERTO ALMEIDA:

Recebemos da direção do Cine Eldorado de Garanhuns, uma satisfação a respeito da não inclusão do filme Chico Xavier em sua programação. Por duas vezes cobramos dos responsáveis pela PMC Cinemas uma explicação. O Blog do Wagner Marques chegou a informar que o longa estrearia dia 30, mas pelo que diz a nota enviada a este repórter isso não será possível. Leia abaixo, na íntegra, o porquê de Garanhuns estar sendo discriminado na exibição de um filme que está batendo recorde de bilheterias no País:

NOTA DA DIREÇÃO DO CINE ELDORADO

Caro Roberto Almeida,

Não fomos incluídos no lançamento por parte da distribuidora Downtown. Estamos aguardando liberação de cópia deste filme para inclusão na grade de programação, pois, até o momento não existem cópias disponíveis.

Uma coisa é certa: Quem está exibindo não pode descartar o filme por força de contrato e quem não pôde entrar no lançamento, vai ter que esperar.

Acreditamos que não fomos incluídos, pelo fato do filme possuir exigências contratuais severas de exibição, que inviabilizariam entrarmos no lançamento, como por exemplo, a exigência de exibição e exclusividade em uma sala por oito semanas seguidas. Como também, achamos que não interessa a eles, incluir uma cópia no Cine Eldorado, devido ao valor cobrado do preço do ingresso(R$10 e R$5,00). Para você ter uma idéia, as distribuidoras de cinema recebem 50% do valor arrecadado na bilheteria e com esses preços cobrados, não houve interesse comercial da Downtown em nos oferecer o filme.

Eles preferiram alocar a cópia em outro cinema com preços de ingressos mais elevados, com isso aumentando consideravelmente a arrecadação do filme.

E mais, o contrato de exibição exigindo 8 semanas exclusivas do filme numa sala, impede a estreia de outros filmes no cinema, filmes como O Livro de Eli, Homem de Ferro 2(estreia mundial), Uma Noite Fora de Série, Um Sonho Possível(oscar de Melhor Atriz), Como Treinar o Seu Dragão, Robin Hood(estreia mundial), Fúria de Titãs(estreia mundial) e o mais esperado do ano: ECLIPSE(estreia mundial), filmes que temos que exibir também por força de contrato já assinados com outras distribuidoras.

Um cinema como o nosso, com apenas duas salas não pode se dar ao luxo de ficar com um único filme exclusivo em uma sala por oito semanas, pois inviabilizaria totalmente o negócio.

Portanto, estamos aguardando uma cópia por volta da oitava ou nona semana, quando outros cinemas estarão descartando o filme.

Hoje este filme está apenas na terceira semana de exibição.

Esclarecemos também, que da mesma forma que Chico Xavier, o filme Alice no País das Maravilhas(que tem um contrato mais acessível) também ficou fora do lançamento, e está sendo tão procurado quanto, e só vamos poder exibi-lo daqui há algumas semanas, quando suas cópias estiverem disponíveis.

Fonte:

Blog do Jornalista Roberto Almeida em http://robertoalmeidacsc.blogspot.com/2010/04/porque-garanhuns-nao-ve-chico-xavier.html, acesso em 27/04/2010 às 09:51h

NOTA DE CLÁUDIO LUCIANO: o presente artigo, com o texto do jornalista e a nota do cinema foi publicado agora mesmo no Portal Garanhuns Espírita - http://www.garanhunsespirita.com.br/.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Doe palavras

O Hospital Mário Penna em Belo Horizonte, que cuida de doentes de câncer, lançou um projeto sensacional que se chama "DOE PALAVRAS". Fácil, rápido e todos podem doar um pouquinho.

Você acessa o site http://www.doepalavras.com.br/, escreve uma mensagem de otimismo, curta (como twitter) e sua mensagem aparece no telão para os pacientes que estão fazendo o tratamento.

Pessoal, é muito linda a reação de esperança dos pacientes. Eu já deixei minha mensagem. Participem, não apenas hoje, mas, todos os dias, dêem um pouquinho das suas palavras e de seus pensamentos.

domingo, 25 de abril de 2010

Antídoto para o voto de cabresto

Em um passado nem tão remoto em épocas eleitorais de nosso Brasil via-se a figura lamentável dos coronéis, fazendeiros de grande poder econômico que utilizavam sua força e poder para coagir o eleitorado a votar em determinado candidato.

Capangas usavam e abusavam da violência e tratavam de garantir que ninguém fraudaria a vontade dos poderosos. Esta prática recebia a alcunha de voto de cabresto.

No entanto, é inegável que a evolução das idéias humanas quebrou inúmeros absurdos do passado, mas como todo processo evolutivo é lento e responde a moralização dos cidadãos, o voto de cabresto ainda existe, embora em outra roupagem, mais light, sem violência física e sem capangas por perto.

O voto de cabresto hoje se faz de maneira psicológica, atuando junto às necessidades básicas do eleitor. Um bolsa isso, um auxílio aquilo, uma cesta básica, uma promessa... Olha, não vote em tal candidato, o benefício poderá ser cortado. Pense bem antes de votar, o candidato do partido A é da oposição, deixe-o de lado, senão...

Sim, não há mais o coroné, mas há o engravatado que semeia o medo, a desesperança e limita o raciocínio do cidadão. Desapareceu o capanga, mas surgiu o cabo eleitoral participando ativamente da campanha, abraçando os necessitados, visitando lares menos abastados, acariciando crianças, mostrando a imagem e figura da simpatia; uma simpatia de fachada que conquista as carentes mães da periferia. O cabresto hoje é feito de promessas vazias e evasivas, sem compromisso com a sinceridade e sem qualquer envolvimento com o bem coletivo.

Um cabresto que não desfere pontapés, mas alimenta a ignorância.

Um cabresto que uiva silencioso e pisoteia nas agruras humanas.

Quando será que desaparecerá o cabresto? Difícil saber, porquanto o cidadão comum também atua no seio da sociedade alimentando essa nefasta tendência de manipulação do poder.

É o empresário que pensa somente em seus lucros esquecendo-se dos funcionários. São os funcionários que lesam a empresa “enrolando” no serviço, passando minutos ou horas a fio envolvidos com as maravilhas da internet. São as pessoas que agem como se o mundo fosse dos espertos desrespeitando os mais elementares direitos do semelhante. Em realidade o cabresto começa em nós mesmos. Os governantes apenas manifestam as tendências de nossa sociedade. Se somos desonestos, eles também serão. Por isso o cabresto começa no fura fila, no troco a mais não devolvido, no produto comercializado acima do preço justo. “Veja que pechincha!!! Está barato!!!! Aproveite! E há vendedores orgulhosos com seu desempenho, gabando-se: “Fiz ótimo negócio, empurrei por alto preço esta mercadoria encalhada há anos”.

Sim, é o cabresto manifestando-se por intermédio do verbo; enganando, ferindo direitos, prejudicando o outro...

Um cabresto bem vestido, um cabresto de terno e gravata, sorridente e simpático. Ah, os coronéis não se foram, o cabresto não se foi.

Todavia, o Espiritismo tem o antídoto para a eliminação do voto de cabresto moderno: A educação da criatura humana pelo conhecimento redentor do Evangelho.

E o conhecimento evangélico é uma convocação ao trabalho e à renovação. Nada de facilidades e presentes enganadores. O conhecimento evangélico convoca ao trabalho libertador da consciência pelas vias da reflexão. Afirmava Jesus em sua sabedoria insofismável: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”. Para encontrar a verdade é imperioso caminhar pelas trilhas do mestre de Nazaré. E para caminhar pelas trilhas que Jesus ensinou é necessário trabalhar pela renovação íntima que possibilitará o encontro com a vida em plenitude.

Em uma sociedade educada nos ideais cristãos inexistirá voto de cabresto, seja pela violência, seja pela enganosa simpatia coletora de votos.

Longe da violência dos coronéis do passado e incompatível com a ilusão do presente, a educação evangélica configura-se no remédio eficaz para a solução das doenças ainda impregnadas na sociedade. O voto de cabresto é uma delas, podem acreditar.

Fonte:
Blog de Wellington Balbo - http://wellingtonbalbo.blogspot.com/2010/04/antidoto-para-o-voto-de-cabresto.html, acesso em 25/04/2010 às 11:50h



Dívida e Resgate

Uma das cunhadas do Chico teve um filho anormal. Braços e pernas atrofiadas. Os olhos, cobertos por uma espessa névoa, mantinham-no mergulhado na mais completa escuridão. Inspirava medo às pessoas que o viam. Era tão deformado que a mãe ao vê-lo teve um choque e foi internada num hospital de doentes mentais.

O Chico ficou com o sobrinho.

Cuidar dele não era fácil. Medicá-lo, banhá-lo e aplicar-lhe um clister diariamente. O menino não deglutia e para alimentá-lo, o Chico tinha que formar uma pequena bola com a comida, colocar em sua garganta e empurrar com o dedo.

Isto, durante doze anos aproximadamente.

Quando o sobrinho piorava, o Chico rezava muito para que ele não desencarnasse. Já o amava como um filho.

Um dia o Espírito Emmanuel lhe disse:

— Ele só vai desencarnar quando o pulmão começar a desenvolver e não encontrar espaço. Aí, então, qualquer resfriado pode se transformar numa pneumonia e ele partirá.

Quando estava próximo dos doze anos, foi acometido de uma forte gripe e começou a definhar.

Na hora do desencarne, seus olhos voltaram a enxergar. Ele olhou para o Chico e procurou traduzir toda a sua gratidão naquele olhar.

Emmanuel, presente, explicou:

— Graças a Deus. É a primeira vez, depois de cento e cinquenta anos, que seus olhos se voltam para a luz. As suas dívidas do passado foram liquidadas. Louvado seja Jesus.

(do livro "Chico, de Francisco, de Adelino da Silveira, Ceu, 1987).

sábado, 24 de abril de 2010

'Chico Xavier' lidera bilheterias e chega a 2 milhões de espectadores

19/04/2010 20h08 - Atualizado em 19/04/2010 20h09

"Chico Xavier" lidera bilheterias e chega a 2 milhões de espectadoresLonga segue em primeiro lugar nos cinemas brasileiros há três semanas. "Como treinar o seu dragão" volta a ficar na segunda posição.

Do G1, em São Paulo
O filme “Chico Xavier”, que conta a história do médium mineiro, liderou novamente as bilheterias brasileiras nesta semana, e ultrapassou a marca de 2 milhões de espectadores.
O longa, que bateu o recorde de melhor estreia de filme nacional nos últimos 20 anos com mais de 500 mil espectadores, levou quase 300 mil pessoas aos cinemas no fim de semana entre os dias 16 e 18 de abril.

A segunda posição segue com a animação 3D “Como treinar o seu dragão”, pela terceira semana consecutiva. Em terceiro lugar ficou a comédia romântica “O caçador de recompensa”, estrelado por Gerard Butler e Jennifer Aniston.

Confira abaixo a lista dos filmes mais vistos no Brasil no fim de semana
1 – “Chico Xavier”
2 – “Como treinar seu dragão”
3 – “O caçador de recompensa”
4 – “Uma noite fora de série”
5 – “As melhores coisas do mundo”
6 – “Dupla implacável”
7 – “Caso 39”
8 – “O livro de Eli”
9 – “Zona verde”
10 – “Ilha do medo"

Fonte:

NOTA DO PORTAL GARANHUNS ESPÍRITA: Colhemos hoje (24/04/2010 às 19:40h) a informação de que o filme já deveria ter chegado no interior do Estado e, consequentemente, em Garanhuns, mas as capitais não estão liberando o filme, ainda, para o interior, devido ao grande sucesso de público, o que, de certa forma, é uma boa notícia. Esperamos que venha logo para o interior porque, os filmes piratas já estão na praça e de péssima qualidade, porque copiados diretamente da tela do cinema, eis que não saiu DVD, que eu saiba. - Cláudio Luciano, webmaster e administrador do Portal.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Juiz decreta prisão preventiva de Kleber Aran, que dizia incorporar Doutor Fritz

É lamentável que as pessoas e, especialmente, alguns Espíritas desavisados, insistam na “fenomenologia” duvidosa de determinadas pessoas, achando que, com isso, atraem pessoas para o Espiritismo.

O Espiritismo não prega, nem ensina a realizar tais tipos de práticas — cirurgias mediúnicas, com objetos perfuro cortantes —, a mensagem do Espiritismo se dirige ao coração e à alma da criatura humana, não aos olhos. Basta estudar Kardec.

Os dirigentes desavisados que trazem tais “médiuns” para as suas cidades prestam um desserviço à Doutrina.

Quando estes “médiuns” aparecem, lotam os lugares para onde vão e o que fica depois? Suspeitas, dúvidas e a perseguição gratuita aos Espíritas e ao Espiritismo que, repito, não incentiva tais práticas.


Foi decretada a prisão preventiva de Kleber Aran Ferreira, que diz incorporar o espírito do médico alemão Adolf Fritz. Ele é acusado do exercício ilegal da medicina e é considerado foragido da Justiça. O juiz responsável pelo caso é Adjar Francisco de Assis, da 2ª Vara Criminal da Comarca do Recife. Após decretada a prisão preventiva, o juiz encaminhou carta precatória para as delegacias de captura de todos os estados brasileiros, no dia nove de abril deste ano.

O juiz Adjar Francisco recebeu ontem (19) a informacão da Delegacia de Capturas de São Luís (MA) que Kleber Aran não reside no último endereço que seu advogado forneceu à Justiça pernambucana, na cidade de São Luis. Além do exercício ilegal da medicina, Aran é acusado, mediante provocação do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco, dos crimes de infração de medida sanitária preventiva, falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produtos terapêuticos medicinais.

A primeira prisão preventiva decretada pelo juiz Adjar Francisco de Assis para Kleber Aran ocorreu no dia 26 de janeiro de 2009. Em outubro de 2008, Aran foi denunciado pelo CREMEPE de Pernambuco por não possuir inscrição no Conselho Nacional de Médicos do Conselho Federal de Medicina. A partir das denúncias, a Polícia Civil de Pernambuco e uma equipe da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (ANPEVISA) realizaram uma inspeção no Clube dos Ferroviários, na Avenida Mascarenhas de Morais, onde Aran atuava. Foi constatado que, dizendo incorporar o espírito do médico alemão Adolf Fritz, Kleber Aran realizava consultas, cirurgias, e vendia uma espécie de chá para ser usado no pós-operatório. Em janeiro de 2009, quando foi decretada a prisão preventiva, o acusado estava atuando em outros estados brasileiros e não foi localizado.

O juiz Adjar Francisco de Assis enfatiza a necessidade de prisão preventiva urgente do acusado. “Se ele continuar foragido vai continuar praticando mais crimes contra a saúde pública, representando um perigo para a população de vários estados brasileiros”, alerta o juiz. Segundo Assis, a soma de todos os crimes atribuídos a Aran, totaliza cerca de 15 anos de prisão. Os crimes prescrevem em 20 anos.

domingo, 18 de abril de 2010

A corrente de Chico Xavier

Lembro que, antes da internet e dos e-mails serem uma coisa popular, as pessoas enviavam correntes através dos correios.

São as famigeradas correntes disso ou daquilo, que sempre chegam com promessas absurdas ou ameaças terríveis: se você não enviar esta corrente em tantos dias, morrerá e coisas do gênero, de muito mau gosto, diga-se passagem. A única coisa que as correntes fazem é: entupir as caixas postais!

Hoje (18/10/2010), aliás, neste momento em que escrevo estas linhas, movido por um sentimento de mal-estar, acabei de receber um e-mail com um arquivo em PPT com uma mensagem de Chico Xavier que, a princípio nada tinha de errada, aliás, era uma mensagem do Chico Xavier.

Quero abrir um parêntesis para lembrar que não se trata de uma mensagem mediúnica do Chico, mas a expressão das palavras do Chico, que fique bem claro, pois o que anda de Espírito por aí se comunicando dizendo ser Chico...

Bem, voltando ao texto, o problema foi o final que me surpreendeu e vou transcrevê-lo na íntegra:

“Bênção do Chico
ESTAREI COM DEUS, PASSAREI PELA TUA CASA E LEVAREI TODOS OS TEUS PROBLEMAS.
CHICO XAVIER.
Passe esta mensagem para 09 (Nove) pessoas a quem você quer bem.
Em nome de Chico Xavier, por favor, não quebre a corrente.”

Ou seja, inventaram uma tal corrente de Chico Xavier, que se fosse católico, seria Santo Chico Xavier. Bom, para que todos saibam, eu quebrei a corrente e quebro todas! Aliás, quando suspeito que se trata de uma corrente, nem abro, uso a tecla mágica do meu computador: DELETE, e recomendo a todos a usarem com sabedoria a internet e os e-mails: quebre toda e qualquer corrente sem medo nenhum, pois somente pessoas supersticiosas podem crer ou acreditar que algo de ruim irá acontecer. Se acontecesse, eu mesmo já estaria morto da silva! Quebrei todas as correntes que recebi, incluindo esta absurda e ridícula corrente intitulada “Bênção de Chico Xavier”.

Chico nunca, em momento algum propôs este tipo de coisa. O Espiritismo nunca apresentou este tipo de informação e quero aqui alertar a quem ler este artigo: O ESPIRITISMO NÃO ENSINA ESSE TIPO DE COISA! NO ESPIRITISMO NÃO EXISTEM CORRENTES DE NENHUM TIPO!

Então, em nome do bom senso, vamos divulgar que NÃO EXISTE CORRENTES EM NOME DE CHICO OU QUEM QUER QUE SEJA DO MOVIMENTO ESPÍRITA e VAMOS QUEBRÁ-LAS TODAS, NÃO REENCAMINHANDO PARA NOSSOS CONTATOS.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Chico Xavier – O Filme: vai ou não vai passar em Garanhuns?

Recebemos a informação de pessoa de confiança que ligou para o cinema de Garanhuns e lhe foi informado que, até o fim do mês o filme sobre Chico chegaria às telas da cidade das flores.

Em seguida, outra pessoa entrou em contato com o cinema e recebeu outra informação: “até que as capitais liberem o filme, este não chega às cidades do interior. Que continuassem ligando para colher informações.”

Bezerra de Menezes já não passou. Será que farão o mesmo com o filme sobre Chico Xavier? Até hoje não sabemos porque Bezerra não veio às telas.

Fica aqui a nossa pergunta: vai ou não vai passar em Garanhuns?

quinta-feira, 1 de abril de 2010

A Propósito das Homenagens a Chico Xavier

Por que, no mundo, tão amiúde, a influência dos maus sobrepuja a dos bons? “Por fraqueza destes. Os maus são intrigantes e audaciosos, os bons são tímidos. Quando estes o quiserem, preponderarão.” (01)

"Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus." (02)


Muito se tem falado e escrito sobre as homenagens pelo centenário do nascimento de Francisco Cândido Xavier: são artigos, palestras, filmes, eventos dos mais diversos e em diversas partes do nosso país, quiçá do planeta. Alguns defendem ardorosamente e outros a combatem como a uma praga.

Acho que o amigo leitor já deve ter percebido, pelas citações acima, a tendência que seguirá este modesto artigo: sou a favor!

Vemos todos os dias, a criatura humana homenagear pessoas, encarnadas ou desencarnadas, algumas notoriamente equivocadas em sua conduta. Vemos criminosos serem admirados por seus feitos, como se fossem heróis, Hobins Hoods modernos.

Lembro bem que, há alguns anos, propuseram a construção de uma estátua para Lampião, o Rei do Cangaço e foi a maior confusão, principalmente, porque um dos soldados que participou da morte de Lampião ainda estava vivo (se ainda está, não sei) e criticou duramente a idéia: homenagear um assassino!

Muito se tem dito que Chico “deve estar sofrendo com isso” — será mesmo? Alguém já recebeu mensagens dele, dele mesmo (03), destaco, afirmando isso? Todos nós sabemos que o Chico era e é muito humilde, mas isso não invalida a lembrança dos seus feitos. Muito pelo contrário, vem reforçar a necessidade de divulgá-los para todo o mundo.

Ora, é bastante curioso que vivemos reclamando que ninguém faz o bem, que só os maus conseguem vitórias. A mídia, principalmente, adora divulgar tudo o que não presta em nosso mundo e quando surge a oportunidade de divulgar a vida e a obra de alguém que fez e faz realmente a diferença, surgem críticas de todos os lados?

Terá Chico passado procuração para as pessoas falarem em nome dele dizendo que não queria homenagens?

Quando encarnado, ele recebeu várias homenagens e não foi grosso com ninguém. Soube ser humilde! O único cuidado que é preciso ter é com o endeusamento ao médium. Isso deve passar longe de nossas mentes. Se fosse católico, já teria sido canonizado como o segundo santo brasileiro, e como até os Espíritas têm essa mania de endeusar médiuns, é preciso muito cuidado.

Homenagear Chico é mostrar ao mundo que existem pessoas boas que fazem o Bem conforme os preceitos do Evangelho.

Homenagear Chico é mostrar ao mundo um corajoso e valoroso médium Espírita que o mundo conheceu; que soube caminhar por entre pedras e espinhos, entre pessoas de diversas classes, que não criticou a crença de ninguém e que, nem mesmo desencarnado, deixa de ser alvo de críticas e o pior, dos próprios Espíritas!

O único senão, com o qual concordamos, é o custo dos eventos: têm de ser barateados, caso contrário estaremos elitizando o Movimento Espírita. Não é preciso realizar congressos em locais caríssimos sob o pretexto de conforto. Eventos Espíritas tem de ser abertos ao público de todas as classes e ponto final.

Fizeram um filme sobre Chico? Que bom! Deveriam fazer uns dez ou mais! Ora, esta! Corremos ao cinema para assistir filmes de monstros, guerras, vampiros, paixões de Cristo e não podemos ter um filme Espírita, por conta da humildade de Chico? Todo ano, no mês de abril deveríamos comemorar o nascimento de Chico, para que ninguém esqueça da sua história.

Quem não se lembra quando Fernando Collor de Melo o visitou? Teve gente criticando o Chico por isso. Ainda mais essa! Quando artistas famosos o visitavam? Tinha gente falando mal do Chico.

Se Chico tivesse sido um criminoso famoso, já teria vários filmes, peças, livros e por ai vai.

Vamos sim, prestar homenagens ao Chico, um legítimo apóstolo de Jesus para que a luz dele brilhe, como determinou Jesus: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”

A humildade é um anjo mudo, afirma André Luiz e o Chico sempre foi mudo, sempre foi esse anjo!

Agora, será que deveríamos deixar em branco a lembrança de Chico somente porque ele é humilde de coração? Então vamos esquecer também de Kardec, chamado por Flamarion de “o bom senso encarnado” e não nos preocuparmos com a história do Espiritismo no Brasil e no mundo, até que um dia alguém pergunte: quem foi esse tal de Chico? Nunca ouvi falar! Vamos esquecer Bezerra, Yvonne Pereira e tantos outros legítimos seguidores do Cristo de Deus?

Ou será que preferimos os heróis que morreram de overdose?

Fontes:

01 - KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. 76ª ed. Rio de Janeiro: FEB, 1995. IV parte, cap. I, questão 932
02 - Mateus, 5:16
03 - até agora não vi fatos que constatem que ele tem se comunicado, embora alguns livros têm sido lançados como sendo psicografias suas.

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...