Pesquisar no blog

domingo, 30 de janeiro de 2011

GATO POR LEBRE

É muito comum ouvirmos a expressão “fulano comeu gato por lebre”. Significa, simplesmente, que foi enganado.
Andam querendo fazer isso com o Espiritismo e, porque nós Espíritas não aceitamos tal postura, somos tachados de preconceituosos, mentes fechadas ou, simplesmente, chatos Espíritas!
Querem porque querem, os ditos “modernos”, “mentes abertas”, inserir no corpo doutrinário e nas práticas Espíritas, práticas outras que não lhe dizem respeito de forma nenhuma, sob o pretexto de que funciona (!?), que as pessoas estão procurando por isso e por ai vai.
Então vamos a algumas informações bem claras para você, amigo leitor, para que, se um dia procurar um local com o nome de Centro Espírita na fachada do prédio, não engula gato por lebre.
CRISTAIS
São bonitos, enfeitam bem o ambiente. São realmente lindos. Se trazem energias, se catalisam, se transmitem, eu não sei e não me preocupo em saber, mas não é prática Espírita, sob nenhum aspecto. Não é ensinada por Espíritos sérios, não consta da Codificação e muito menos de obras mediúnicas sérias, porque você, amigo leitor, sabe perfeitamente que existem livros mediúnicos sem a mínima credibilidade e respaldo doutrinário.
REIKI
Antes que alguém afirme que praticamos REIKI nos Centros Espíritas, deixamos bem claro que não se trata de REIKI. A fluidoterapia tem características bem distintas e basta um pouquinho de vontade e boa vontade, para estudar o assunto e compreender a diferença gritante. Repito: não é porque existe, porque algumas pessoas gostam que nós vamos introduzir nos Centros Espíritas.
CROMOTERAPIA
Muitos afirmam que se tratam pelas cores. Não posso julgar porque prefiro o tratamento médico, quando se faz necessário e, quando convém, o tratamento Espírita. Em alguns casos é preciso os dois. Além do mais, a cromoterapia deve ser praticada por aqueles que estudam profundamente o assunto, e não por pessoas que não a conhecem. Mas, repito, também não é prática Espírita.
UMBANDA/CANDOMBLÉ/MACUMBA/VUDU
Não existe a mínima relação do Espiritismo com tais segmentos. Já ouvi muita gente dizer que é tudo a mesma coisa. Santa ignorância!
MEDIUNISMO
Mediunismo é Espiritismo? Não! O fenômeno mediúnico existe há milênios! Desde que o primeiro homem surgiu no mundo que o fenômeno existe. Existe mediunismo entre todos os grupamentos religiosos, assim, você encontrará tal fenômeno entre Católicos, Evangélicos, Ateus, Hindus, Budistas e... Espíritas.
A grande diferença é que o Espiritismo estuda e metodiza a prática mediúnica, de forma segura, sem misticismos e mitos.
VALE DO AMANHECER
Já fui chamado de ditador, arrogante e chato porque afirmei e afirmo para quem quiser ouvir: práticas do Vale do Amanhecer não são para utilização dentro do Centro Espírita. Você gosta? Sente-se bem? Ótimo, continue onde seu coração deseja, mas não queira introduzir no Centro Espírita sob a desculpa de que “tem gente se curando lá.” Não seja por isso, aqui também tem! Em qualquer lugar onde se tenha profunda fé em Deus e... merecimento, a cura se operará. Lembremo-nos de Jesus quando afirmava que “a tua fé te curou”.
ORAÇÕES E RITUAIS CATÓLICOS, HINDUS, BUDISTAS
É até estranho, chegar ao Centro Espírita e topar com pessoas fazendo preces e rituais de outras denominações religiosas ou filosóficas. Puro atavismo. Como o Espiritismo não tem rituais, nem orações especiais, as pessoas querem trazer para dentro do Centro Espírita tais práticas, que respeitamos profundamente, mas no lugar delas, não no Centro Espírita.
O Espiritismo tem o suficiente e ainda sobra, basta estudá-lo com afinco e profundidade. É preciso questionar tudo o que se lê sob o nome de Espírita porque falta uma categoria, da qual Allan Kardec fez referência:
Há, finalmente, os espíritas exaltados. A espécie humana seria perfeita, se sempre tomasse o lado bom das coisas. Em tudo, o exagero é prejudicial. Em Espiritismo, infunde confiança demasiado cega e frequentemente pueril, no tocante ao mundo invisível, e leva a aceitar-se, com extrema facilidade e sem verificação, aquilo cujo absurdo, ou impossibilidade a reflexão e o exame demonstrariam. O entusiasmo, porém, não reflete, deslumbra. Esta espécie de adeptos é mais nociva do que útil à causa do Espiritismo. São os menos aptos para convencer a quem quer que seja, porque todos, com razão, desconfiam dos julgamentos deles. Graças à sua boa-fé, são iludidos, assim, por Espíritos mistificadores, como por homens que procuram explorar-lhes a credulidade. [1] (grifos meus)
LIVROS MEDIÚNICOS
Pois é, existem muitos livros mediúnicos, com a aparência de livros sérios e, o pior, chamados de livros Espíritas. É tamanha a confusão que, ai de nós se nos atrevemos a questionar o seu conteúdo.
As pessoas leem tais livros e apenas se limitam a dizer que são bons, excelentes, ótimos, sem se preocuparem com o conteúdo real dos livros e, se estes conteúdos se coadunam com a Codificação Espírita.
Foi novidade, vira moda imediatamente e todos se esquecem dos autores verdadeiramente Espíritas.
Não estou afirmando que as pessoas não podem estudar outras coisas: filosofias, religiões, crenças, rituais. Podem e DEVEM! Examinai tudo. Retende o bem, afirmou o Apóstolo Paulo. [2]

Precisa dizer mais?


[1] - KARDEC, Allan. O Livro dos Médiuns. Cap. III - Do Método, nº 28. 62ª ed. FEB/Rio
[2] - Tessalonicenses, 5:21

AS MÃES DE CHICO XAVIER

Recebi email de Alexandra Torres divulgando o filme “AS MÃES DE CHICO XAVIER”

Amigas e amigos!

Em abril, um novo filme chega às telas dos cinemas trazendo a temática transcendental para as salas de exibição de todo o país.

AS MÃES DE CHICO XAVIER” fecha a trilogia de homenagens ao centenário do médium mineiro iniciada com “Chico Xavier” e “Nosso Lar”, e tem lançamento nacional marcado para o dia 1º de abril.

Agora, a história verídica de três mães que sofrem perdas e encontram consolo nas cartas psicografas de Chico embasa o roteiro desse filme que foi produzido pela Estação Luz/CE.

Confiram o trailer oficial do filme no link:

Outras informações sobre a obra, vocês podem obter no site: http://asmaesdechico.blogspot.com/

Abraços
Alexandra Torres

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Dos Delitos e das Penas - A mediunidade a serviço do Direito

Dos Delitos e das Penas

A mediunidade a serviço do Direito

 

1. A partir da Codificação, a mediunidade, não obstante a incredulidade sistemática de alguns “sábios e prudentes”, perdeu o seu caráter sobrenatural e misterioso e passou a ser vista como uma faculdade natural inerente ao próprio homem, nos termos da colocação feita por Allan Kardec (O Livro dos Médiuns, nº 159), quando afirma que “todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos, é, por esse fato, médium”.

A vida tem demonstrado que ela se manifesta a todo instante e a toda hora, e que não se condiciona à vontade do médium, sobretudo e principalmente em face da constante atuação dos Espíritos sobre as ações humanas, conforme nos informa a questão 459 de O Livro dos Espíritos.

Diante disso e tendo em vista a constante interação dos planos material e espiritual, a mediunidade pode ser vista, modernamente, como mais um meio de comunicação, que nada tem de excepcional, inusitado ou fantástico, como salienta Hermínio Miranda, que a considera um “sistema de comunicação entre inteligências situadas em diferentes graus de consciência” [1]

A história está repleta de ações, procedimentos e atividades de cunho mediúnico, em que pese a total ignorância dos seus autores com relação à faculdade que detêm. Tais pessoas se incluem no vastíssimo rol dos chamados “médiuns intuitivos”, nos termos do magistério de Kardec: “A transmissão do pensamento também se dá por meio do Espírito do médium, ou, melhor, de sua alma, pois que por este nome designamos o Espírito encarnado. O Espírito livre, neste caso, não atua sobre a mão, para fazê-la escrever; não a toma, não a guia. A alma, sob esse impulso, dirige a mão e esta dirige o lápis. Notemos aqui uma coisa importante: é que o Espírito livre não se substitui à alma, visto que não a pode deslocar. Domina-a, mau grado seu, e lhe imprime a sua vontade”. E conclui: “Nessa situação, o médium tem consciência do que escreve, embora não exprima o seu próprio pensamento. É o que se chama médium intuitivo” (LM, p. 223).   

A ferocidade da Justiça havia chegado a tal ponto que já não mais comovia o povo 

Via de regra, quase todos os grandes pensadores, cientistas, artistas etc. foram, ou são, por isso mesmo, médiuns. De igual forma, não escapam dessa condição os grandes tiranos da humanidade, cujos procedimentos ensanguentaram e ensanguentam sua história.

2. Um dos exemplos mais impressionantes dessa situação é a conhecida obra Dos Delitos e das Penas, que constituiu o marco decisivo para a humanização do Direito Penal, que, embora defendida e pregada pelos grandes nomes do Iluminismo, não conseguia prosperar na Europa, em virtude da forte oposição dos detentores do Poder, civil e religioso.

De um modo especial, a oposição se fazia sentir mais na Itália, em face da influência dos Estados Papais, cujo poderio político era incontestável. Mas foi exatamente nela que, a partir de meados do século XVIII, tudo leva a crer que uma plêiade de Espíritos reencarnou com a específica missão de modificar a estrutura sanguinária e cruel do Direito Penal, o que veio efetivamente a ocorrer no final do século XIX, com a criação da Escola Positiva ou Antropológica. Até então absurdos inomináveis sempre foram cometidos em nome do Direito e da Justiça, principalmente da Justiça Criminal. Os juristas de então não só recomendavam como estimulavam as crueldades infligidas pelo sistema processual vigente, além de sustentarem que as torturas eram meios de prova normais em todos os ramos do Direito.

A ferocidade da Justiça havia chegado a tal ponto que já não mais comovia o povo de um modo geral. Na introdução constante da edição italiana de 1944 do livro de Beccaria, de autoria do professor da Universidade de Firenze, Piero Calamandrei, ele lembra que era um espetáculo comum ver que a mesma “multidão, que em um lado forma um círculo em torno a um saltimbanco, se detém no outro lado, com o mesmo semblante de despreocupação, a observar o enforcado, que se balança no ar; e os moleques brincam embaixo, sem se preocupar sequer do lúgubre despojo que se encontra suspenso sobre as suas cabeças” [2].  

 

Beccaria revelou-se um fenômeno inexplicável aos olhos
dos intelectuais da época 

Em julho de 1764, na cidade de Livorno, um jovem nobre italiano, Cesare Beccaria Bonesana [3], o Marques de Beccaria, que na época contava vinte e seis anos de idade, escreveu o livro em questão, insurgindo-se, pela primeira vez e de forma clara e direta, contra a facciosidade e as crueldades acobertadas pelo Direito (vale lembrar que, nessa ocasião, o Brasil era regido pelas malsinadas Ordenações Filipinas): “Percorramos a História e constataremos que as leis, que são, ou que deveriam ser, convenções de homens livres, nada mais têm sido do que o instrumento do desejo momentâneo de alguns, ou produto de uma ocasional e efêmera necessidade; não foram ditadas por um profundo analista da natureza humana que, concentrando em um único ponto todas as ações humanas, as considere tendo em vista a seguinte finalidade: “o máximo bem-estar compartilhado entre o maior número de cidadãos”.[4]

3. Beccaria se revelou um fenômeno inexplicável aos olhos da intelectualidade de sua geração. Seu livro provocou uma enorme polêmica. Foi acolhido pelos espíritos liberais da época e rejeitado pela aristocracia dominante, e em especial pela Igreja, que via nele um instrumento perigosíssimo para a sua política de domínio temporal, para o enfraquecimento dos dogmas e para a luta contra o seu cruel antissemitismo (a respeito, veja O Sequestro de Edgardo Mortara e O Vaticano e os Judeus, ambos de David I. Kertzer). Não é, pois, por coincidência ou por obra do acaso que, entre seus detratores e inimigos, pontificou a figura de Frei Ângelo Fachinei, que defendia a pena de morte para os que desafiavam os intocáveis dogmas da Igreja. Todavia, seu sucesso foi tão grande que em 1807, somente na Itália, já havia atingido trinta edições, além de ter sido reiteradamente traduzido para quase todos os idiomas, fato que se repete até os dias de hoje.  

 

No curso das reuniões da Academia, ele se mostrava indolente e desinteressado

O autor não possuía qualquer vocação nem formação jurídica adequada, embora tenha se formado em Leis pela Universidade de Pavía, onde foi um aluno medíocre e desinteressado. A esse respeito, o historiador Cesare Cantú, que integrava o grupo de seus admiradores, não escondeu sua surpresa diante da obra, ao proclamar a ignorância de Beccaria acerca do tema tratado no livro: “De leis conhece pouco e ainda menos de história”. O autor do prefácio retromencionado externa igualmente a sua surpresa em face da obra, fato que permite aos que têm olhos de ver enxergar a nítida atuação da Espiritualidade na sua elaboração: “Com efeito, não deve ser esquecido que o marquês Cesare Beccaria não teve vocação de jurista (essa afirmação, a respeito de quem, como ele, tão logo se pôs a escrever sobre matérias jurídicas, soube fazê-lo com tal maestria que aparece perante os séculos, apenas por este primeiro ensaio, como o fundador da escola italiana de direito penal...)”.

4. Após a conclusão do curso jurídico, Beccaria limitou as suas atividades às discussões sobre política e economia, num grupo formado por ele e pelos irmãos Pietro e Alessandro Verri, a que deram o nome de Academia dos Punhos. Alheio aos problemas de ordem jurídica, parecia confirmar, com seu modo de agir, a famosa frase de Francesco Carrara, principal nome da Escola Clássica do Direito Penal: “Io sono sventuratamente convinto che política e giustizia nom macquero soulle” (Desgraçadamente convenci-me de que a política e a justiça não nasceram irmãs).

Segundo seus biógrafos, Dos Delitos e das Penas não nasceu de um frio e mecânico trabalho de um investigador erudito, mas de um ímpeto repentino de revolta contra as crueldades vigentes. Aliás, a esse respeito, ele, em carta dirigida a Pietro Verri, confessou-se movido pela “minha tirana, a imaginação”. Essa “tirana” que o dominava era, incontestavelmente, a sua mediunidade. No curso das reuniões da Academia, ele se mostrava indolente e desinteressado.

 

Estas considerações são uma ligeira amostragem da mediunidade de Beccaria 

O ócio o levou a um estado de verdadeiro desespero, porquanto as questões políticas já não mais o entusiasmavam. Pediu, então, aos companheiros que lhe sugerissem um tema para que pudesse desenvolver e lhe propuseram escrever sobre os problemas da justiça. Embora os desconhecesse inteiramente, pôs-se à execução da tarefa e, a exemplo dos médiuns psicógrafos, lançava suas ideias em folhas de papel soltas e meio desordenadamente. Somente depois de escritas é que foram reunidas de modo a formarem um livro, mas mesmo assim convém notar que as duas primeiras edições nem sequer possuíam uma divisão em parágrafos. E a prova eloquente dessa mediunidade está no relato de Calamandrei, no aludido prefácio da obra: “não obstante, foi precisamente essa sua imaginação cujo elogio havia sido feito, em outra oportunidade, em um artigo do Il Caffè, o que se constituiu na sua força de escritor; foi essa a mesma imaginação quem, enquanto os amigos dissertavam e discutiam, como dialéticos, sobre a tortura ou sobre a pena de morte, lhe pintou ao vivo, como se os tivesse diante de seus próprios olhos, as convulsões e as maldições dos torturados; e o forçou a escrever, sob a angústia premente daquelas visões, como se as páginas lhe houvessem sido ditadas pelos próprios estertores das vítimas”.[5]

5. Estas considerações contêm apenas uma ligeira amostragem da inconfundível mediunidade de Beccaria. Ademais, como reforço desta conclusão, é de ser levado em conta o fato de que as suas ideias, desenvolvidas ao longo da obra, refletem, quase um século antes, aquilo que os Espíritos da Codificação ditaram a Kardec. Há uma perfeita sintonia entre o que se encontra, por exemplo, nas questões 614, 615 e 619 de O Livro dos Espíritos e a sua afirmativa sobre a Justiça Divina, in verbis: “a justiça divina e a justiça natural são, por sua própria essência, imutáveis e constantes, porque a relação entre seus objetos é sempre a mesma; porém, a justiça humana, ou seja, a justiça política, não representando mais do que uma reação entre a ação e o estado mutável da sociedade, pode variar na medida em que essa ação venha a ser vantajosa ou útil à sociedade, o que torna essa justiça melhor compreendida apenas por aqueles que analisam as complicadas e inconstantes relações daqueles que compõem a sociedade, nos seus acordos entre si”.          
                           

[1] REENCARNAÇÃO E IMORTALIDADE, Ed. Feb, Rio, 1972, p. 54.
[2] DOS DELITOS E DAS PENAS, José Bushatskv, Editor, São Paulo, 1978, p. 69.
[3] Op. cit.
[4] Op. cit., p. 100.
[5] op. cit., p. 27.
fonte: http://www.oconsolador.com.br/ano4/194/especial.html in Revista Eletrônica O Consolador, Ano 4 - N° 194 - 30 de Janeiro de 2011

Autor:
JOSÉ CARLOS MONTEIRO DE MOURA
jcarlosmoura@terra.com.br
Belo Horizonte, Minas Gerais (Brasil

I Congresso Espirita Alagoano

Promovido pela Federação Espírita do Estado de Alagoas, em parceira com a Fraternidade Espírita Joanna de Ângelis, ocorrerá amanhã, dia 29 de janeiro, no auditório do Tribunal de Contas de Alagoas, o I Congresso Espírita Alagoano. O evento terá como tema central A Transformação do Homem na Era da Regeneração e já estão confirmadas as presenças de Divaldo Pereira Franco, Marta Antunes, Haroldo Dutra Dias, Evandro Noleto, Nestor Masotti, Ricardo Santos, Cesar Reis, Eurides Porangaba, Frederico Menezes, Cesar Perri. Mais informações: http://www.feeal.org/.




quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Núcleo Espírita Missionários da Luz precisa de sua ajuda

MOMENTO DA SOLIDARIEDADE - O Núcleo Espírita Missionários da Luz precisa urgentemente da ajuda de todos os Espíritas militantes e das casas Espíritas do Estado. O teto cedeu e a instalação elétrica precisa ser substituida com urgência. As atividades estão suspensas.
Recebemos o email abaixo, de Heleno Vidal da CEE e da FEP solicitando a ajuda de todos os companheiros. Clique em leia mais para saber como ajudar.

Prezados amigos e irmãos Diretores das Casas Espíritas

Estamos repassando a mensagem abaixo e solicitando a todos que possam contribuir com o reergimento de uma Casa Irmã. Se cada um de nós contribuirmos com o valor que pudermos, lembremos que UM + UM é SEMPRE MAIOR QUE ZERO. Vamos somar.

Temos 100 Instituições adesas, se cada uma depositar R$10,00 somará R$1.000,00.

Vamos a luta.

Um fraternal abraço
Heleno Vidal - Presidente da CEE
 


A ajuda ao NEML poderá ser feita através de depósitos em conta corrente pelos bancos CEF ou Banco do Brasil ou ainda, direto na secretaria do Núcleo com: Taciana, Antonieta, Anneliese e/ou Ana Barros. As despesas com a reforma estão orçadas em R$12.000,00 (doze mil reais)

Para esclarecer qualquer dúvida: 81-3466-4025 - 9977-2885 - 8609-9597 (Taciana)

Bancos:
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

AG.: 2139
C/C: 39-7
OP: 003
BANCO DO BRASIL
AG: 2811-8
C/C: 106346-4
CNPJ: 11.025.152/0001-15

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Sílvio Romero em Garanhuns

Notícia excelente: próximo sábado, dia 29/01, Sílvio Romero estará em Garanhuns realizando palestra na sede social da Seara Espírita Allan Kardec, a partir das 20:00h, com o tema: "Respeito, tolerância, renúncia na família e comprometimentos sexuais fora do casamento".

Sílvio Romero está, também, empenhado numa campanha para socorrer o C.E. Maria Nunes, de Belo Horizonte - MG, que sofreu os efeitos das chuvas que atingiram aquele estado. O Centro está sob a direção de Juselma Coelho e precisa de recursos financeiros para sua manutenção.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

1ª Reunião entre a CEE e a FEP para União e Unificação do Movimento Espírita.

No dia 19 de janeiro de 2011, na sede da CEE aconteceu o primeiro encontro realizado entre a Comissão Estadual de Espiritismo e a Federação Espírita Pernambucana com o intuito de fortalecer o movimento espírita bem como ajudar e orientar as adesas das duas federativas.
Esses encontros ocorrerão sistematicamente a cada mês sendo uma vez na sede da CEE e outra na sede da FEP.
Estiveram presentes ao encontro, além dos presidentes, alguns representantes das duas entendidades que externar a alegria de estarem todos trabalhando pela mesma causa.
Na oportunidade foram trabalhados os seguintes itens:
  • Relembrado o Sesquicentenário do Livro dos Médiuns em 2011 (Publicado em 15.01.1860).
  • Centenário de Chico Xavier: Comemorações prorrogadas até 02.04.2011 (02.04 data do seu nascimento).
  • Adiamento do Encontro com Cecília Rocha para o dia 24.09.2011. – sugerido apresentação de um Grupo vencedor do I FEMI durante o encontro com Cecília. Virgínia irá manter contato.
  • Pendente a sugestão de um evento sobre União e Unificação com Cesar Perri da FEB provavelmente em 2012.
  • Reunião do CFN – Regional Nordeste em Salvador dias 01, 02 e 03 de abril de 2011. Ednar enviará formulário para inscrição de representante das áreas da CEE.
  • Encontro Nacional da Mediunidade das Comissões Regionais do CFN da FEB, na sede histórica (RJ) 24 e 25.07.2011. Coordenadores da área da Mediunidade.(possibilidade de 02 representantes de cada CEE e FEP).
  • 18 DE ABRIL/2011 – COMEMORAÇÃO DE “O LIVRO DOS ESPÍRITOS). NOVAS SUGESTÕES
  • Horário: 19:30 ás 21:30.
  • Local: Teatro Tabocas – Virgínia irá menter contato e agendar.
  • Parcerias: FEP x CEE, como (GEFA, NEAS, NEIL, PEIXOTINHO, SEARA e Círero/S. Talhada. – Ednar manterá contato com os parceiros.
  • Tema: A Mediunidade em “O Livro dos Espíritos”
  • Expositores: 1ª opção - Marcel Mariano (Ednar) 2ª Opção – Simão Pedro (Heleno).
  • Momento de Arte pra a abertura: Convidar o Grupo Voz e Caridade – Virgínia
  • Cartaz e Camisas para o encontro – Marcelo Mota e Alexandre Junior.
  • Entrada: um Kg de Alimento não perecível ou um Livro Espírita.
  • Registro (filmagem): Marcelo irá manter contato com uma pessoa da FEP.
A próxima reunião está programada para o dia 14 de fevereiro, às 19h30 na sede da FEP.
Fonte: http://comissaoestadualdeespiritismo.blogspot.com/2011/01/1-reuniao-entre-cee-e-fep-para-uniao-e.html?showComment=1295908116655#c555214487857718546

domingo, 23 de janeiro de 2011

CEE - Comissão Estadual de Espiritismo - grade de eventos e atividades 2011

A CEE - Comissão Estadual de Espiritismo encaminhou a sua grade de atividades e eventos para 2011. Confira:                                                    


ATIVIDADES PERMANENTES
DIA
HORÁRIO
LOCAL
ATIVIDADE
1º SÁBADO
09:00  ÀS  12:00h
CEE
REUNIÃO MENSAL DA DIRETORIA C E E
15:00  ÀS  17:00h
CEE
REUNIÃO MENSAL COM COORDENADORES DAS AGs
3º SÁBADO
15:00  ÀS  17:00h
INSTITUIÇÕES
REUNIÃO MENSAL DAS AG.s – ÁREA GEOGRÁFICAS
4º SÁBADO
14:00  ÀS  17:00h
CEE
REUNIÃO MENSAL COM AS ADESAS
1º DOMINGO
09:00  AS  12:00h
CEE
REUNIÃO MENSAL - PROJETO PEDAGÓGICO (CIJ)
14:00  AS 17:00h
CEE
REUNIÃO MENSAL - ORGANIZAÇÃO DO CONGRESSO
3º DOMINGO
08:30  AS 12:00h
CEE
REUNIÃO MENSAL - ORGANIZAÇÃO DO FORESPE
3ª Terças-feiras
12:00 AS 17:00h
CEE
REUNIÃO MENSAL - DE ORGANIZAÇÃO DA SMEPE
Todas 6ª-FEIRAS
19:30  AS 20:30h
CEE
REUNIÃO SEMANAL DE ESTUDOS


GESTÃO ADMINISTRATIVA – 2010/2012
Presidente do Conselho Deliberativo
ROSA DE LIMA MELLO E SILVA
Secretária do Conselho Deliberativo
IVANIRA MIRANDA DA SILVEIRA
Presidente
HELENO VIDAL DA SILVA
Vice Presidente
CIRO PEREIRA DE EMERY
Secretária
SIMÔNICA FARIAS FERREIRA
2ª Secretária
MARLENE GONÇALVES PEREIRA
Tesoureira
ARLENE SOARES BEZERRA DE VASCONCELOS
2ª Tesoureira
IVANIA MARIA SOARES DA SILVEIRA
Procurador
DORGIVAL VICENTE DA SILVA
Bibliotecária
MARIA JOSÉ FERREIRA
1º Suplente
SÔNIA MARIA PEDROSA
2º Suplente
FRANCISCO DE ASSIS RODRIGUES
Coordenadoria de Apoio as Adesas
SEVERINO ALEXANDRE JUNIOR/FRANCISCO DE ASSIS BARBOZA
Coord. de Infância e Juventude
VIRGÍNIA SOLANGE DA NÓBREGA NOVAIS
Coordenadoria de Ação Social
ANTÔNIO ALVES DE SÁ SOBRINHO
Coord. de Divulgação Doutrinária
FRANCISCO DE ASSIS RODRIGUES
Coordenadoria de Arte e Cultura
CLEIDILENE SANTOS DE MIRANDA
Conselho Fiscal 1º Membro
LUIZ HONORATO DE MORAIS
Conselho Fiscal 2º Membro
ANTÔNIO FERREIRA DA SILVA
Conselho Fiscal 3º Membro
ANTONIO ALVES DE SÁ SOBRINHO
Setor de Patrimônio
GUTTEMBERG JOSÉ GOMES DA SILVA/ RUBENS BRAZ
Assessoria de Comunicação Social
ADRIANA OLIVEIRA DOS SANTOS/ MARIA DE FÁTIMA DE M. BARROS


MÊS
DIA
EVENTO / ATIVIDADE
LOCAL
REALIZAÇÃO
FEV
048
9 ás 12h
Reunião da diretoria executiva - CEE
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
12 e 13
CEE Marcando Presença no Interior
Associação Municipal Espírita de Bonito/PE.
Centro Espírita Investigadores da Luz – Gravatá/PE.
CEE/CODID
14
19 ás 21h
Reunião União & Unificação
Av. João de barros1629 Espinheiro
CEE/FEP
13/02/11
I SEMINÁRIO: Transtornos da Sexualidade Infanto-Juvenil com Edna Souza
CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
CIJ/CEE
 20
15:00h
  Reunião do Conselho Deliberativo

CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
26
14 às 17h
Encontro Mensal com as Adesas

CEE
R. Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E

Mês de Fevereiro
Ciclo de palestras sobre a importância do Evangelho no Lar
Diversas Instituições
NDEL/Ag-04


MÊS
DIA
EVENTO / ATIVIDADE
LOCAL
REALIZAÇÃO
MAR
12
9 ás 12h
Reunião da diretoria executiva - CEE
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
13
CEE Marcando Presença no Interior
Associação Espírita Eurípedes Barsanulfo – Arcoverde/PE
CEE/CODID
13 a 20
39ª Semana da Campanha do Quilo    
Diversas Instituições
F.E.Camp.Quilo
14
19 ás 21h
Reunião União & Unificação
CEE
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto
CEE/FEP
19 e 20 03/2011
I  Capacitação  Para Educadores De Juventude  - Equipe do CIJ-CEE
CEE
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto
CIJ/CEE
26
14 às 17h
Encontro Mensal com as Adesas

CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E

27/03/11
8 ás 12h
II Encontro da Casa de Ismael
Seminário: Corpo e Mente – c/ Ednaldo
Rua da Alegria, 88 – 53700-000 – ITAPISSUMA-PE.
AG-10/AF-07

27
Ética e Espiritismo com Francisco Barboza
Instituição Espírita Caminheiros da Paz.
Rua Canaã, 63 – Curado I – 54280-644 – Jaboatão-PE
AG-05


MÊS
DIA
EVENTO / ATIVIDADE
LOCAL
REALIZAÇÃO
ABR
02
9 ás 12h
Reunião da diretoria executiva - CEE
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
11
19 ás 21h
Reunião União & Unificação
FEP- Av. João de Barros1629 Espinheiro
CEE/FEP
09 e 10
CEE Marcando Presença no Interior
Instituto Espírita Caetano Coimbra – FLORESTA/PE
CEE/CODID
18
15:00h
Reunião Comemorativa ao Livro dos Espíritos – com Marcel Mariano/BA
Teatro Tabocas – C. Convenções de Olinda.
CEE/FEP
24
I Feira de Livro Espírita de Casa Amarela
Escola Clotilde de Oliveira
AG-03/CEE
24 a 30
Semana da Mulher Espirita Olindense
Diversas Instituições
AG-07
30
14 ás 18h
Seminário: Atendimento Fraterno
Centro Espírita José Acioly
Rua Exp. Guilherme Brasileiro, 250 – Iputinga.

AG-04

30
14 às 17h
Encontro Mensal com as Adesas


CEE
C E E

Mês de Abril
Ciclo de palestra sobre o Evangelho Seg.o Espiritismo e o L. dos Espíritos.
Diversas Instituições da Área
AG-04

Mês de Abril
Ciclo de palestra: Ensina-nos a Orar
Diversas Instituições da Área
NIDEL/AG-04

Obs. Reunião com as Adesas será no 5º Domingo por conta do feriadão.
MÊS
DIA
EVENTO / ATIVIDADE
LOCAL
REALIZAÇÃO

MAI

07
9 ás 12h
Reunião da diretoria executiva - CEE
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
09
19 ás 21h
Reunião União & Unificação
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
CEE/FEP
14
14 ás 18h
Seminário: Orientação a Gestante
Educandário Espírita Joana D”arc

AG-04/CEE
14 e 15
CEE Marcando Presença no Interior
Ed. E.J.de Angelis/Frei Miguelinho-PE
C. Esp. Allan Kardec – S. Caetano-PE
CEE/CODID
14 e 15
Uso da Tribuna Espírita
C. E. Humberto de Campos
R. Lourenço Bezerra, 170 – Coqueiral
AG-05
21
Seminário sobre: Orientação às Gestantes
A definir
NAS/AG4
23 a 29
XVIX Semana da Mulher Espírita de Casa Amarela
Diversas Instituições
AG-03
27, 28 e 29
IV Congresso Espírita para Pais e Educadores Infanto-Juvenil (IV CEPEIJ) -
Teatro Beberibe
Centro De Convenções de Olinda
CIJ/CEE
28
14 às 17h
Encontro Mensal com as Adesas
Seminário: Aspecto jurídico contábil na Casa Espírita – Jorge Costa – AG-05

CEE Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E

MÊS
DIA
EVENTO / ATIVIDADE
LOCAL
REALIZAÇÃO
JUN
04
9 ás 12h
Reunião da diretoria executiva - CEE
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
11
9 ás 21h
Reunião União & Unificação
FEP - Av. João de barros1629 Espinheiro
CEE/FEP
18 e 19
CEE Marcando Presença no Interior
Cruzada Espírita Cristã/Flores/PE
CEE/CODID
Definir
40 anos do G. de Frat. Esp. de Ouro Preto. Tema: Educando por uma Cultura de Paz. Com: Clovis Nunes e Ana Guimarães.
Centro de Convenções de Olinda
AG-07

Mês de junho
Ciclo de palestras: Oficina do Evangelho no Lar
Diversas Instituições da Área
NIDEL/AG-04

Não haverá reunião de Adesas em Junho por conta dos festejos juninos.
MÊS
DIA
EVENTO / ATIVIDADE
LOCAL

REALIZAÇÃO

JUL
02
9 ás 12h
Reunião da diretoria executiva - CEE
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
02 e 03
I WORKSHOP de Música Infanto-Juvenil

CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
09 ou 10
CEE Marcando Presença no Interior
9º ENARG – Encontro das Áreas Geográficas
Centro Espírita Necy Cordeiro Campos - Vila Popular – 55700-000 - Limoeiro-PE
AG-09/CEE
11
19 ás 21h
Reunião União & Unificação
CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
CEE/FEP
17.07.11
Luz...  Arte....  Ação
Teatro Paulo Freire - Paulista
AG-10/AF-07
21 a 24
XXXI - CIBE Curso Intensivo Básico de Espiritismo
Tema Central: As Dores da Alma 19 Às 21h (Quinta e Sexta) 15 h (Sab. e Dom.).
NEMB
Rua Odon Rodrigues, 115 – Cidade Universitária.
NEMB/AG-04
24
Ação e Promoção Social na Casa Espírita
Centro Espírita Moacir
Rua Paula Batista, 205 – C. Amarela.

AG-03/CEE

23
14 às 17h
Encontro Mensal com as Adesas

CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E

24
Ação social na Casa Espírita
C. E. Vozes da Alma Rua Sebastião Grande, 336-Jd Uchoa-Areias- Recife/PE
AG-05

30
14 ás 18h
Seminário: Orientações Prática para Exposição Espírita
Núcleo Espírita Obreiros do Senhor
Rua Siqueira Campos, 137 – São Lourenço da Mata - PE.
AG-04


MÊS
DIA
EVENTO / ATIVIDADE
LOCAL
REALIZAÇÃO
AGO
06
9 ás 12h
Reunião da diretoria executiva - CEE
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
08
19 ás 21h
Reunião União & Unificação
FEP - Av. João de barros1629 Espinheiro
CEE/FEP
13 e 14
CEE Marcando Presença no Interior
Seminário: Gestão na Casa Espírita
AME CARUARU
AG-08/CEE
 21
14:00h
Reunião do Conselho Deliberativo da CEE
CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
27
9 às 17h
“VI ENCONTRO FRATERNO DE DIRIGENTES ESPÍRITAS”
CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.

CODID/ CEE


28/08/11
XVI FELEAL
Escola Prof. José Francisco Barros
Abreu e Lima
AME- Abreu e Lima/AG-10

Mês de Agosto
Ciclo de Palestras: Tira Dúvidas do Evangelho No Lar
Diversas Instituições da Área
NIDEL/AG-04


MÊS
DIA
EVENTO / ATIVIDADE
LOCAL
REALIZAÇÃO
SET
03
9 ás 12h
Reunião da diretoria executiva - CEE
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
12
19 ás 21h
Reunião União & Unificação
CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
CEE/FEP
Mês de setembro
X Encontro de Sexualidade na Visão Espirita
 Terças e Quintas - Horário: 20 às 21h
NEMB
Rua Odon Rodrigues, 115 – Cidade Universitária.
NEMB/AG-04
24
14 às 17h
Encontro Mensal com as Adesas

CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E

26/09 a 02/10/11
Semana da Mulher Espírita de Pernambuco - SMEPE
Diversos
CEE

Mês de Setembro
Ciclo de palestra sobre o livro Céu e Inferno.
Diversas Instituições
AG-04


MÊS
DIA
EVENTO / ATIVIDADE
LOCAL
REALIZAÇÃO
OUT
01
9 ás 12h
Reunião da diretoria executiva - CEE
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
02
Seminário: Uso da Tribuna Espírita
Centro Espírita Pedro Carneiro
Rua Itacoatiara, 05 – Casa Amarela.
AG-03/CEE
08 e 09
VI Curso Dinâmico Prático Para Educadores Espíritas Infanto-juvenis - Equipe do CIJ-CEE

CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
08
14 ás 18h
Seminário sobre a alma dos Animais
Instituto Espírita Chico Xavier
Rua Volta Grande, 1010 – S. Martim.
AG-04/CEE
09
08 ás 17h
 VI Encontro de Arte e Cultura Espírita da AG-05                                                           
Escola Estadual Aníbal Falcão.
Tejipió – Recife/PE
AG-5 - CEE
10
19 ás 21h
Reunião União & Unificação
FEP - Av. João de Barros1629 Espinheiro
CEE/FEP
23
15:00h
64º ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO DA CEE
CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.

C E E
30
XI ENCONTRO DO EVANGELHO NO LAR
A Definir
AG-04/CEE

29
Confraternização de aniversário.
A definir
NIDAL/AG-04

Todo Mês de outubro
X Homenagem a Kardec
Terças e Quintas - Horário: 20 às 21h
NEMB
Rua Odon Rodrigues, 115 – Cidade Universitária.
NEMB/AG-04

Mês de Outubro
Ciclo de palestra sobre a vida e obra de Kardec e o Auto  de Fé  de Barcelona.
Diversas Instituições
AG-04


MÊS
DIA
EVENTO / ATIVIDADE
LOCAL
REALIZAÇÃO
NOV
04 a 06
Fórum de Debates Espíritas em Pernambuco- FORESPE. 2011
Centro de Convenções - Olinda
CEE
12
9 ás 12h
Reunião da diretoria executiva - CEE
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
12
14 às 18h
SEMINÁRIO - DROGAS: NÃO HÁ FAMÍLIA IMUNE
Núcleo Espírita Caminho da Luz
Ag-04
14
19 ás 21h
Reunião União & Unificação
CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
CEE/FEP
19
13 às 18h
4ª FEIRA DE LIVROS ESPÍRITAS DO Educ. Espírita Joana D”Arc.
Escola Estadual Joaquim Távora - Madalena
AG-04/CEE
19
14 às 18h
Seminário sobre - Drogas - Não há Famílias Imunes
A definir
AG-04/NAS
26
14 às 17h
Encontro Mensal com as Adesas


CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E


MÊS

DIA

EVENTO / ATIVIDADE
LOCAL

REALIZAÇÃO




DEZ
03
9 ás 12h
Reunião da diretoria executiva - CEE
Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E
12
19 ás 21h
Reunião União & Unificação
FEP - Av. João de barros1629 Espinheiro
CEE/FEP
17
14 às 17h
CONFRATERNIZAÇÃO - Encontro Mensal com as Adesas

CEE - Rua Iguatu, 135 – Campina do Barreto.
C E E

EVENTOS DIVERSOS NO ESTADO

DIA

EVENTO / ATIVIDADE
LOCAL

REALIZAÇÃO

23.01.2011
SEMINÁRIO: VIDA, DESAFIOS E SOLUÇÕES C/LOURENÇO BARROS.
Auditório do SEST SENAT-Beberibe – Recife/PE

G. E. JULIO CESAR-OLINDA

20.02.2011
8:00 ás 17h
Espiritismo, ciência e Psicologia com Eduardo Barros e Lourenço Barros.
Casa Espírita Francisco de Assis - CEFA, em Jardim Brasil II ( antiga Escola Regional do Quilo de Olinda),

Informações: 3244-7872 / 9206-0637 / 8616-2332 com Íris.

05 a 08/03/11
EME – ENCONTRO DE MOCIDADES ESPÍRITS
?????

NEAS

02 e 03.04.2011
INTERMÉDIUM
Teatro Beberibe - Centro de Convenções – Olinda/PE

GESP/Camaragibe

22 a 24.04.2011
XXIX EJEPE - Encontro de Juventude Espírita de Pernambuco
A definir

FEP

15 a 17/07/11
VI SIMESPE
Centro de Convenções – Olinda/PE

G. E. Seara de Deus

09 a 11/09/11
Mostra Espírita
Centro de Convenções-Olinda/PE

FEP

08.10.2011
9:00 ás 17:00h
VII CONFESP - CONFRATERNIZAÇÃO ESPÍRITA EM PERNAMBUCO,
ÁREA DE LAZER DO SEST SENAT

G. E Júlio Cesar

04 a 06.11.2011
FORESPE.2011
Teatro Guararapes - Centro de Convenções de Olinda

-------

27.11.2011
Caminhada da Paz
Boa Viagem – Recife/PE

MOVPAZ

24.11.2011
19:00h
Dia Nacional de Ação de Graças
Recife/PE

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...