quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Fim do mundo em 2012?!

Roberto F Silvestre

Será que algo vai mudar em 21 de dezembro de 2012? Uns dizem que será o fim do mundo, outros apontam para uma reviravolta que modificará radicalmente nossas vidas, talvez até para melhor, mas não sem que antes atravessemos um período de imensas dificuldades. Quais são as evidências científicas que nos fazem acreditar que alterações drásticas estejam para acontecer no mundo? É o que veremos.

Nossa sociedade é um castelo de cartas. Tudo se tornou tão imensamente interdependente que nos colocou numa situação de perigosa fragilidade. É claro que muita gente nem quer saber de pensar nisso, pois se dedica a curtir sua existência no alucinado jogo de competir com outras pessoas, de subir (?!) na vida e de comprar cada vez mais. Muito bom para o sistema, mas ruim para nossos corações e mentes e também para a Terra.

Minha obrigação é dizer que este mundo está mesmo para acabar. Só que o mundo a que me refiro não é nosso planeta físico, com montanhas, oceanos, rios, lagos, geleiras, nem mesmo a vida que ele abriga, porque ela, dentro de certos limites, se recupera com o tempo. O que está fatalmente condenado é nosso modo de viver, tal o tamanho da estupidez associada a ele. Em breve não haverá mais como mantermos essa atitude irracional de tratar a Terra como se ela fosse um reservatório infinito de recursos naturais a serem cada vez mais rapidamente transformados em bens de consumo que duram cada vez menos. Esta festa vai acabar e eu prefiro não estar aqui para ver seu resultado.

Estamos matando a Terra, o que é o mesmo que puxarmos o tapete que está embaixo de nossos pés. Como não existe outro planeta facilmente disponível a nós, se este se tornar sujo, envenenado, queimado, gelado, seco, inundado, estaremos ferrados, para não dizer pior. Estas coisas é que deveriam nos assustar. Alguns grupos de pessoas sensíveis já perceberam que algo não vai bem e estão procurando por formas alternativas de sobrevivência que incluam o respeito ao meio ambiente, mas a maioria continua participando da grande festa.

É possível que um sentimento de culpa pela conivência com o sistema esteja aos poucos invadindo as pessoas e as levando ao medo que notadamente tem se espalhado pelos meios de comunicação. É como se percebêssemos no íntimo que a hora do acerto de contas pelos nossos crimes estivesse para chegar. É bom que isso aconteça, porque pode provocar mudanças importantes a tempo de evitarmos um mal maior, que talvez não tenha volta para nós e nossa dita civilização. Então, este é o momento certo para a união dos protetores da Terra, aqueles que gostariam de reverter toda essa destruição irresponsável.

Em minha opinião, não é hora de temermos supostos castigos divinos, que cheguem de fora. A hora é de agirmos para evitar perigos reais, pois é certo que a maior ameaça está mesmo aqui na Terra. Acredito que devem ser boas as intenções de muitos que divulgam essas coisas assustadoras, que podem alertar as pessoas para a necessidade de mudanças, mas o tiro está saindo pela culatra, porque o medo está se espalhando sem controle.

O recado está dado. Agora vamos analisar friamente o que há de verdadeiro e perigoso naquele alinhamento do Sol com o centro da Via Láctea.

Para começar, é preciso notar que por dois pontos do espaço sempre podemos passar uma linha reta. Então, o Sol está sempre alinhado com o centro da Galáxia. Uns poucos apavorados não notaram que é preciso haver pelo menos um terceiro ponto para que algo fuja do comum, que não aconteça sempre. Fui ver os vídeos no YouTube e entendi que o terceiro ponto é a Terra. Teríamos, portanto, a Terra, o Sol e o centro da Via Láctea numa mesma reta, o que aconteceria em 21 de dezembro de 2012, data que também coincide com um solstício. Agora, será que todos sabem qual é o perigo real que esse alinhamento representa para nós e nosso planeta? Eu sei: exatamente NENHUM!

Vejamos alguns detalhes sobre esse fenômeno tão divulgado:

1) Temos dois solstícios por ano: um acontece em junho e o outro acontece em dezembro. São apenas as datas de início das estações mais marcantes, inverno e verão, quando o Sol fica sobre o Trópico de Câncer ou sobre o Trópico de Capricórnio. Nada mais corriqueiro, repetitivo, suave, monótono e inofensivo. 
2) A Via Láctea existe desde antes de a Terra se formar. Parece haver um buraco negro em seu centro, mas, e daí? A distância que nos separa dele é de uns 30 mil anos-luz. Isso quer dizer que, se fosse possível e se ele resolvesse explodir hoje, somente daqui a 30 mil anos nós ficaríamos sabendo, quando a luz da explosão nos atingisse. Também, se o alinhamento pudesse provocar algum efeito no buraco negro, não o faria em menos de 30 mil anos e ainda teríamos de esperar outro período igual para que aquele efeito voltasse sobre nós. Mas, e se o buraco negro já tivesse explodido há 30 mil anos para causar nossa destruição no dia do alinhamento? Bem, neste caso, o buraco negro teria de adivinhar que, 30 mil anos depois, a Terra e o Sol estariam alinhados com ele. Seria como fazer o efeito trocar de lugar com a causa. Idiotice pura. 
3) A Terra gira em torno do Sol e vem se alinhando com ele e o centro da Galáxia duas vezes por ano há muito tempo. Não é coisa que aconteça somente em 2012 e, como a precessão do eixo da Terra é um fenômeno lento, esse alinhamento também vem ocorrendo perto do solstício há muito tempo. E assim vai continuar. Então, onde está o perigo, se a mesma coisa acontece em todos os anos? Desconfio que escolheram o suposto ano especial do calendário maia por conveniência e o utilizaram para reforçar o medo das massas, que ajuda a vender livros sensacionalistas.

E quanto aos efeitos psicológicos da enorme divulgação da data do fim do mundo nas pessoas mais humildes? Nem é bom pensar. Já ouvi gente dizendo que vai se matar e levar também os filhos. Então, percebo que a propagação dessas informações sem sentido nada tem de inocente, porque pode causar mortes. Assim ocorreu, por exemplo, em 1910 e em 1997, durante a passagem de belos cometas. O acesso que as crianças têm pela Internet a esses vídeos sobre o fim do mundo pode ter resultados que deveriam estar preocupando nossas famílias.

Somente dizer que o mundo vai acabar não funciona mais hoje em dia. É preciso dar um ar de Ciência ao evento, porque há cada vez mais gente percebendo que ela funciona bem. Então, para que a coisa se espalhe como um vírus deve-se idealizar qualquer asneira potencialmente assustadora e depois divulgá-la misturada ao jargão científico, incompreensível para a maioria. Muitos vão acreditar, ainda que não possam entender. Sendo assim, é fundamental que as pessoas sem conhecimentos sobre Astronomia tenham a certeza de que nada há de científico naquilo que se diz hoje sobre alinhamentos perigosos de astros, chegada de planetas invasores, dois sois no céu, entrada no cinturão de fótons e na nuvem do caos, luz purificadora que não causa sombras, tombamento do eixo da Terra, aumento incomum das explosões solares, despertar dos vulcões, inversão dos polos, inversão do sentido de rotação, três dias de escuridão etc. Um verdadeiro cientista jamais divulgaria coisas desse nível. Tudo isso é produto da imaginação e serve somente para assustar as pessoas, deixando-as vulneráveis e ansiosas para que alguém diga a elas o que fazer. E, por motivos que a mim parecem óbvios, não falta quem queira nos dizer o que fazer. Então, é hora de acordar e de pular fora desse esquema do terror.

Mas, e se algo acontecer, apesar da lógica dizer o contrário? Se for para mudar nosso modo alienado de viver, eu acho ótimo, porque do jeito que as coisas estão, nossa espécie não vai durar muito, por nossa culpa, mas a verdade é que não encontrei os elementos cósmicos que poderiam causar essa transformação tão necessária. Tenham a certeza absoluta de que nada há de cientificamente comprovado nas ameaças que dizem que vão chegar do espaço sideral. Tudo é somente especulação baseada em informações obtidas por meios não convencionais e não científicos. O céu, sem a menor sombra de dúvidas, continua tão sereno e inspirador quanto antes de toda essa confusão começar. Por isso, se alguém deseja acreditar, não deve tentar explicar. Deve somente usar a fé, não a Ciência, guardando as conclusões para si.
Estamos preocupados com o fim do mundo? Essa sensação incômoda bem que pode ser uma cobrança do inconsciente. Então, vamos respeitar nosso planeta, ajudar as pessoas, cuidar dos animais e plantar árvores. Acreditem, há tanto para ser feito que não vai sobrar tempo para que o medo infundado contamine nossas mentes.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Federação Espírita Pernambucana completa 108 anos

Convite aos pernambucanos (recebido por email)
Recife, 04 de dezembro de 2012

Da: Presidência da FEP
Para: Movimento Espírita Pernambucano

Nesse sábado, dia 08 de dezembro de 2012, todos estão convidados a participar da Sessão Solene em comemoração aos 108 anos de Fundação da Federação Espírita Pernambucana.

Programação Especial:
08h30 - Apresentação Cultural - Ricardo Andrade - Voz e Violão - Hino à Federação
09h00 - Abertura da Reunião - Composição da Mesa - Ednar Santos - Presidente da FEP
09h10 - Palesta Pública com José Gomes Andrade Filho (FEP) sobre o tema: Aspectos Históricos do Movimento Espírita Pernambucano
10h00 - Encerramento - Prece Final - Ednar Santos

Fraternalmente.
Ednar Santos - Presidente da FEP
http://federacaoespiritape.org/

domingo, 25 de novembro de 2012

Atualização das minhas palestras - ALTERAÇÃO DE TEMA E DATA

Houve alteração do tema da palestra no C. E Joana de Angelis:
Atualização de minhas palestras
Data e hora
Tema
Local
06/12/2012 - 20:00h
O CRISTO CONSOLADOR
C.E. Joana de Angelis
01/12/2012 - 14:30h
O CRISTO CONSOLADOR
C.E. Bezerra de Menezes

terça-feira, 20 de novembro de 2012

ORIENTAÇÕES KARDEQUIANAS - III



ORIENTAÇÕES KARDEQUIANAS - III

“Há entre o espiritismo e outros sistemas filosóficos esta diferença capital; que estes são todos obras de homens, mais ou menos esclarecidos, ao passo que, naquele que me atribuís, eu não tenho o mérito da invenção de um só princípio. Diz-se: a filosofia de Platão, de Descartes, de Leibnitz; nunca se poderá dizer: a doutrina de A. Kardec; e isto, felizmente, pois que valor pode ter um nome em assunto de tamanha gravidade? O espiritismo tem auxiliares de maior preponderância, ao lado dos quais somos simples átomos”.[1] (grifei)


Acho que bastaria tal afirmativa de Allan Kardec para acabar de uma vez por todas com essa história de kardecismo ou Espírita kardecista.

Como o próprio Kardec afirma, ele não criou nada, tendo sido o responsável por organizar (codificar) o ensino trazido pelos Espíritos.

No entanto, em nosso Brasil de tantos povos e culturas, falta um pouco, ou talvez muito estudo sobre a Doutrina Espírita.

Parece um paradoxo, considerando que os Centros Espíritas e as Federativas Estaduais procuram sempre manter reuniões de estudos doutrinárias.

Mas é comum a confusão em torno do que seja Doutrina Espírita ou Espiritismo e, mais ainda, afirmar que somos Espíritas kardecistas. Somos, simplesmente, Espíritas cristãos.

Já ouvi muita desculpa para dizer-se Espírita kardecista, mas não é aceitável. Temos de manter uma divulgação clara e precisa da Doutrina Espirita, por todos os meios lícitos, tendo o cuidado com temas estranhos e que não passam, nem de leve, pelo crivo doutrinário de Allan Kardec.

A humildade do mestre lionês é incomensurável, quando afirma que não passa de um átomo!
Mas, se não podemos dizer “a Doutrina de Kardec”, podemos, com certeza dizer: as orientações de Allan Kardec ou orientações kardequianas, porque foram organizadas sob a orientação dos Espíritos Reveladores que estiveram atentos a quaisquer erros[2] humanos por parte do insigne Codificador, chamado por C. Flamarion de “o bom senso encarnado”.


[1] - KARDEC, Allan. O que é o Espiritismo. Cap I.
[2] - KARDEC, Allan. O Livro dos Médiuns. II Parte. Cap. V, nº 86. 62. Ed.FEB

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Simpósio sobre drogas, suas consequências e tratamento na Federação Espírita Pernambucana

Prezados Irmãos e Irmãs, muita Paz com Jesus!

A Federação Espírita Pernambucana convida os trabalhadores e trabalhadoras das casas espíritas do Estado de Pernambuco a participar do Simpósio Acolhimento, orientação e tratamento ao dependente de drogas, com Vilson Disposti (SP).

O simpósio acontecerá no dia 01 de dezembro de 2012, das 13h45 às 18h00, no Auditório da Federação Espírita Pernambucana. O ingresso será mediante a doação de 1 quilo de alimento não perecível e as inscrições podem ser feitas pelo endereço: inscricaoemeventonafepe@gmail.com

Vilson Disposti é Delegado de Polícia aposentado, residente em São  Paulo, Professor Universitário de Direito Penal, Fundador da Casa  Ave Cristo para recuperação de drogados, Autor do livro FILHOS DA DOR prefaciado por Divaldo Pereira Franco.

Atente para a programação acessando a Página WEB da FEP no endereço: http://federacaoespiritape.org/simposio-na-fep-sobre-o-problema-das-drogas-o-que-fazer/

Para nós que fazemos a FEP será uma honra recebê-los (as) nesse evento de suma importância para o (a) trabalhador (a) espírita que vê chegar na instituição espírita, casos dessa natureza.

Aguardamos Vocês.
---
Fraternalmente.
Ednar Santos - Presidenta da FEP
http://federacaoespiritape.org/

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Dois de novembro

O dia dois de novembro é dia mundialmente dedicado a cultuar os mortos.

        O culto aos mortos foi uma das práticas fundamentais de quase todas as religiões, mesmo das mais primitivas, e esteve, inicialmente, ligado aos cultos agrários e aos da fertilidade.

        Os defuntos, como as sementes, eram enterrados com vistas a uma futura ressurreição ou nascimento.

        Pensava-se que, assim como as sementes, os mortos ficavam no solo esperando uma nova vida.

        Os hindus comemoravam os mortos em plena fase da colheita, justamente como a festa principal desse período.

        Assim, sondando as primeiras manifestações de culto aos mortos, percebemos que a prática foi se desfigurando ao longo dos tempos.

        No princípio, o Dia de Finados era uma verdadeira festa em louvor à imortalidade da alma.

        Sem aspecto fúnebre, marcava o fim de uma, e o início de outra etapa para o Espírito, que deixava seu corpo no túmulo para germinar outra vez e renascer.

        Sabemos hoje que não é possível ressurgir no corpo já morto.

        Assim como ocorre com as sementes, que morrem para libertar a vida pulsante de sua intimidade em forma de plantas, flores e frutos, assim também o corpo morre para libertar o Espírito nele cativo.

        Fenômeno semelhante ao que ocorre com a borboleta, que deixa o casulo para surgir ainda mais bela e mais livre, acontece com o Espírito, que deixa o casulo do corpo físico e vibra na imortalidade gloriosa.

        Dessa forma, os seres amados com os quais convivemos por mais ou menos tempo, não estão cativos no túmulo, de onde até mesmo o corpo físico já se evadiu para formar, com seus átomos, outras formas de vida.

        E para demonstrar-lhes o nosso carinho e gratidão, um único dia no ano é muito pouco, para quem verdadeiramente não os deixou de amar.

        É importante que cuidemos, com carinho, do lugar que abriga os despojos carnais dos entes queridos, mas tenhamos mais cuidado em manter acesa a chama do afeto que nos une uns aos outros, embora em planos diferentes da vida.

        Não os recordemos somente no Dia de Finados, pois que finados eles não são.

        Busquemos, sempre, lembrar os bons momentos que Deus nos permitiu desfrutar juntos do lado de cá, para que, ao adentrarmos o mundo espiritual, possamos abraçá-los com o afeto de quem jamais os esqueceu, embora já tenha passado algum tempo.

        Tenhamos em mente que os ditos mortos registram os nossos pensamentos. E lembremos que, tanto quanto nós, eles sentem saudades. Por isso, não deixemos para nos lembrar deles somente uma vez por ano.
*   *   *
        O dia 2 de novembro não é efetivamente o dia dos mortos, mas sim, o dia consagrado à imortalidade da alma.

        Portanto, seja o dia 2 de novembro, para nós, o dia em que prestamos homenagem especial aos seres amados que partiram para a pátria espiritual, para onde também seguiremos um dia...

        Pensemos nisso!
Redação do Momento Espírita com informações colhidas no verbete Finados, na Enciclopédia Barsa, v.6.Em 26.08.2008.

Os mortos vivem

A comemoração dos mortos, hoje denominada Dia de Finados, tem origem na antiga Gália, no território europeu.
É comum nesse dia a intensa visitação aos túmulos. E se observam cenas interessantes. Existem os que se sentam sobre os túmulos dos seus amados, e ali passam o dia.
Para lhes fazer companhia. Como se, em verdade, eles ali estivessem encerrados.
Outros lhes levam comidas e bebidas. Para que se alimentem. Como se o Espírito disso necessitasse.
Outros ainda gastam verdadeiras fortunas em flores raras e ornamentações vistosas. Decoram o túmulo como se devesse ser a morada do seu afeto.
Tais procedimentos podem condicionar o Espírito, se não for de categoria lúcida, consciente, mantendo-o ligado aos seus despojos, ao seu túmulo.
Como cristãos, aprendemos com Jesus que a morte não existe. Assim, nossos mortos não estão mortos, nem dormem.
Cumprem tarefas e distendem mãos auxiliadoras aos que permanecem no casulo carnal.
Prosseguem no seu autoaprimoramento, construindo e reformulando o mundo íntimo, na disciplina das emoções.
E continuam a nos amar.
A mudança de estado vibratório não os furta aos sentimentos doces, cultivados na etapa terrena.
São pais e mães queridas, arrebatados pelo inesperado da desencarnação. Filhos, irmãos, esposos - seres amados.
O vazio da saudade alugou as dependências de nosso coração e a angústia transferiu residência para as vizinhanças de nossa alma.
É hora de nos curvarmos à majestade da Lei Divina e orarmos. A prece é perfume de flor que se eleva e funde abraços e beijos, a saudade e o amor.
Para os nossos afetos que partiram para o Mundo Espiritual, a melhor conduta é a lembrança das suas virtudes, dos seus atos bons, dos momentos de alegria juntos vividos.
A prece que lhes refrigera a alma e lhes fala dos nossos sentimentos.
Não há necessidade de se ter dinheiro para honrar com fervor cristão os nossos mortos. Nem absoluta necessidade de nossas presenças ao lado das suas tumbas. Eles não estão lá.
Espíritos libertos, vivem no Mundo Espiritual tanto quanto estão ao nosso lado, muitas vezes, nos dizendo da sua igual saudade e de seu amor.
*   *   *
Se desejas honrar teus mortos, transforma em pães e peças de vestuário para crianças e gestantes pobres as quantias amoedadas que gastarias na ornamentação dos túmulos e em flores exuberantes.
Oferta-as em nome e por teus amados.
Redação do Momento Espírita.Disponível no CD Momento Espírita, v. 13, ed. Fep.Em 09.07.2009.

domingo, 21 de outubro de 2012

2º FESTIVAL DE MÚSICA ESPÍRITA INFANTO JUVENIL (2º FEMI

Está chegando um momento extremamente  especial para todos nós.

Faltam menos de 1 mês. É hora de  participar de um FESTIVAL.

A COMISSÃO ESTADUAL DE ESPIRITISMO tem o imenso prazer de convidar a todos para o  2º FESTIVAL DE MÚSICA ESPÍRITA INFANTO JUVENIL  (2º FEMI)   que será realizado dia 11 de novembro de 2012, das 09h as 18h .

Venha passar um domingo diferente, alegre,  junto a nós no CLUBE DOS OFICIAIS  DA POLÍCIA MILITAR DE PERNAMBUCO,  ouvindo lindas músicas que trazem verdadeiras mensagens de luz,  músicas estas que serão escolhidas para fazer parte de um cd,  e este cd  será utilizado no trabalho da educação espírita da criança e do jovem.

Sua partipação será de extrema importância. Venha prestigiar...venha vibrar... venha  ajudar a escolher as melhores músicas.

FAÇA PARTE DESTE MOMENTO.

ESTAMOS VENDENDO OS INGRESSOS  NO VALOR DE R$ 15,00 EM DIVERSOS LOCAIS:

C.E. Peixotinho, NEIL, AME-abreu e Lima, C.E. Humberto de Campos,

COMISSÃO ESTADUAL DE ESPIRITISMO, livraria Renascer, Banca Espírita  e também via internet, fazendo depósito em conta POUPANÇA  ( BANCO DO BRASIL - CONTA POUPANÇA : 2465-1 - AGENCIA : 3242-5  no nome de VIRGINIA SOLANGE DA NÓBREGA NOVAIS )  comunique-se antes pelo e-mail femi.cij.cee@gmail.com  ou pelos telefones 91335621-claro, 98324963-tim, 87680392-oi, 30820481 ( CEE).


GARANTA SEU INGRESSO , temos apenas 400 lugares.
CONTAMOS COM SUA PRESENÇA E SUA DIVULGAÇÃO

UM GRANDE ABRAÇO
VIRGINIA NÓBREGA
Coordenadora geral do 2º Femi

3º Encontro de Literatura Espírita de Pernambuco ( ELESP)

Vem ai o 3º Encontro de Literatura Espírita de Pernambuco ( ELESP), participem! Os ingressos estão a venda na banca espírita (ao lado do diário de Pernambuco), na livraria renascer e na Federação Espírita Pernambucana(FEP).

Segue cartaz com maiores informações.

Jesus sempre conosco

Grata

Audenoura Sabino
Coordenadora do ELESP

sábado, 13 de outubro de 2012

Show Beneficente Por um Sorriso de Criança VII

O Conservatório Pernambucano de Música, com o apoio da Prefeitura da Cidade do Recife, apresenta a sétima edição do Show Beneficente Por um Sorriso de Criança VII, em prol das crianças do Lar Ceci Costa. 
Local: Teatro Santa Isabel
Data: 11 de novembro de 2012 a partir das 17:00h
Ingresso: R$ 15,00

Destaques:
ORQUESTRA SINFÔNICA JOVEM DO CONSERVATÓRIO PERNAMBUCANO DE MUSICA
CORAL ESPÍRITA AFAG OLINDA
CORAL INFANTIL CECI COSTA

Patrocínio e ingressos:
Instituto Espírita Allan Kardec e Lar Ceci Costa
Secretaria: Av. Professor Andrade Bezerra, 826, Salgadinho Olinda, fone (0xx81) 3241-0195.

Venha, participe, divulgue, faça a diferença, sua ajuda é importante, contamos com vocês...

Forte abraço fraterno
Cibelly

NOTA: informação recebida por email

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

65 anos de fundação da Comissão Estadual de Espiritismo-PE.

Temos a grata satisfação de convidar a família Espírita Pernambuca, para juntos comemorarmos os 65 anos de fundação da Comissão Estadual de Espiritismo-PE.

Aqueles que desejarem participar da Primeira Reunião Solene (23.10.12) em Frei Miguelinho/PE, temos ônibus com saida às 16:00h e retorno às 21:00. Previsão de chegada em Recife as 23:00h.
Maiores informações podem ser solicitadas por Email ou pelo fone: 8842.0780 com Francisco Barboza, para reserva de vagas.

A Segunda solenidade será na sede da CEE dia 28.10.12.

Um fraternal abraço

Heleno Vidal
Presidente da CEE

(nota do site: informação recebida por email.)

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

24ª Semana do Jovem Espírita de Pernambuco (publicado no Portal Garanhuns Espírita)

Prezados Dirigentes das Casas Espíritas

Investir na Juventude é estruturar as bases do amanhã da Casa Espírita! A Casa Espírita que não tem um setor de Infância e Juventude, está fadada a descontinuidade, tem seus dias de vida contados.

Segue em anexo programação da 24ª Semana do Jovem Espírita de Pernambuco a ser realizada pelo CIJ/CEE, no período de 15 a 21 de outubro de 2012. Solicitamos divulgar com as Coordenadorias de Juventude da Instituição. Participe!

Heleno Vidal - Presidente da CEE

NOTA DO PORTAL GARANHUNS ESPÍRITA: recebemos a programação por email, em arquivo pptx, então, disponibilizamos o mesmo arquivo para download, clicando no link a seguir:

REFLEXÕES SOBRE O CÉU E O INFERNO - palestra

REFLEXÕES SOBRE O CÉU E O INFERNO - será o tema da minha palestra no Centro de Estudos e Difusão Espírita Joana de Angelis - CEDE, no dia 06/12/2012, a partir das 20:00h.

E A VIDA CONTINUA... trailer oficial

Quando o carro da bela e jovem Evelina (Amanda Costa) quebra na estrada, ela não faz ideia de como seus caminhos serão profundamente alterados para sempre. Socorrida pelo gentil Ernesto (Luiz Baccelli), Evelina logo fica sabendo que tanto ele como ela estão indo exatamente para o mesmo hotel.
Coincidência? Talvez, mas Ernesto não acredita em coincidências.

Imediatamente eles desenvolvem uma amizade tão sólida que persistirá quando ambos passam para o outro plano. Será ali, do outro lado da vida, que Evelina e Ernesto enfrentarão enormes dificuldades e desafios, onde não faltarão surpresas e surpreendentes revelações?

O filme é baseado no best-seller espírita “E a Vida Continua”, escrito em 1968 pelo espírito André Luiz, psicografado por Chico Xavier. Trata-se do 13º e último livro da série “A Vida no Mundo Espiritual”.
Estréia sexta-feira, 14/09. Somente nos cinemas.
CLIQQUE AQUI PARA ASSISTIR AO TRAILER: http://youtu.be/pgR6132okUQ

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Feira do Livro Espírita na I BIENAL INTERNACIONAL DO AGRESTE em Garanhuns-PE

Este ano, a Feira do Livro Espírita será dentro da I BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DO AGRESTE - PE, que será realizada na cidade de Garanhuns-PE, no período de 09 a 16/09/2012,  na Esplanada Guadalajara - STAND 29. Serão vendidos CD e livros Espíritas.

No momento que postamos esta notícia, acessamos o site da BIENAL e não constam horários.

sábado, 25 de agosto de 2012

Postagens "espíritas" no Facebook - texto que publiquei...


Aos companheiros Espíritas, em especial, que utilizam o FB para postar mensagens edificantes de cunho Espírita: tenho notado que, muitas vezes, têm sido compartilhados mensagens e textos atribuídos a alguém, por exemplo, Chico, Kardec, André Luiz, etc.

Eu, pessoalmente, antes de compartilhar tenho o cuidado de verificar se a fonte procede e, justamente por ter este hábito me deparei com uma mensagem, atribuída a Allan Kardec e que ele nunca escreveu! O próprio texto, em si, já demonstrava não ser o estilo kardequiano. O texto era ruim? Não! Mas era profundamente pobre de estilo!

Além do mais, é antiético atribuir algo a alguém que não lhe é o titular e dar armas aos adversários do Espiritismo.

Outro dia recebi uma tal corrente de Chico Xavier, uma paródia infame das famosas correntes que antes vinham pelos correios, depois por email e agora nas redes sociais.

A Doutrina Espírita tem ganhado espaço em todos os quadrantes, mas ao mesmo tempo em que mais pessoas falam dele, poucos se preocupam com seu conteúdo sério e passam qualquer coisa em nome do Espiritismo, dando autoria de nomes importantes no seio da Doutrina a qualquer coisa, inclusive, e o mais grave, a seus próprios textos!

Muitos leem um livro ou mensagem e acham bonitinhas e não os passam pelo crivo kardequiano. Resultado? Um monte de livros mediúnicos, sem conteúdo Espírita com teses esdrúxulas e quixotescas. Livro ou mensagem mediúnico pode ter em qualquer lugar, filosofia ou religião, mas o livro/mensagem mediúnico Espírita só se estiver dentro dos princípios exarados na Codificação, monumento granítico da Doutrina Espírita.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Feliz aniversário, Larissa!


Larissinha, ou como sempre a chamamos, Lalinha!

Hoje você está completando seus 12 anos de existência neste mundo tão cheio de contrastes!
São 12 anos e ainda lembro-me bem quando sonhei com você antes mesmo de saber ser era menina ou menino, quando sua mãe me disse: “estou grávida!”
Avisei que seria uma menina... Você nasceu! Nasceu no ano que muitos diziam ser o do fim do mundo! Pode uma coisa dessas?
Enfim você nasceu: linda, maravilhosa, com cara de sapeca!
Às vezes, à noite eu caminhava com você em nossa rua! Você nunca queria voltar pra casa!
Lembro-me dos seus passos, seus primeiros passos, suas quedas, seu primeiro aniversário com 38 de febre, doente e correndo pelo meio da casa!
Foi crescendo e passou a me chamar de GATO! Acostumei-me de tal forma, que acho natural ser chamado assim e não de pai e por isso, e outras coisas, sou um pai feliz, muito embora, em algumas circunstâncias pareça enfezado e bravo! São coisas de quem é pai! Você, um dia, irá entender bem porque, no fim das contas, o que quero para você é o melhor em tudo e, por isso, em alguns momentos aja de forma um tanto ou quanto dura!
Neste seu dia especial, o dia de seu aniversário, quero lhe dizer, do fundo do meu coração e deixar aqui para que todos vejam e saibam, o quanto você é importante para mim, juntamente com sua irmã e seu irmão, é claro! Mas aqui, trata-se do seu dia!
Você é o meu raio de sol, minha chuva benfeitora, minha flor perfumada, a pedra onde repouso firme os pés cansados, o brilho do luar que ilumina minhas noites e as estrelas que piscam para meus olhos! Você é meu ÓRION!
Perdoe seu pai, quando por querer o melhor para você, sou duro demais e cobro talvez mais do que deveria, mas creia-me, é porque nós, os pais, tememos pelo futuro das nossas crias porque sabemos que, uma dia, elas vão criar suas próprias asas e voarão sozinhas! Isso nos apavora, acredite!
Eu sou feliz por ser seu pai e nada irá mudar isso, até mesmo suas traquinices, pois que eu também tive as minhas, e como as tive, porém não conto nem sob tortura!
O que eu tenho de melhor para você não são os presentes, os brinquedos, o cinema ou qualquer coisa material, mas a educação! Esta sim, bem que nunca deprecia e que, ninguém, pode lhe tirar. Educação moral, espiritual e intelectual.
Assim como eu, seu vôzinho Clóvis tinha e tem um enorme orgulho por você, pois que ele está vivo, agora na vida espiritual.
Olho para você e penso: minha filhota, assim como a irmã, é linda! E eu, seu GATO, sou um eterno apaixonado por você, por isso que, em toda apresentação do dia dos pais, eu choro olhando para você, que também chora cantando para mim!
Bom, escrevi tudo isso, só pra dizer uma coisa: FELIZ ANIVERSÁRIO, MINHA LARISSA NOTA DEZ!

sábado, 11 de agosto de 2012

44ª SEMANA ESPÍRITA DE GARANHUNS-PE

Luiz Carlos Andrade, presidente da Sociedade Garanhuense de Estudos Espíritas - Casa Bezerra de Menezes, nos informou o tema e o período da 44ª SEMANA ESPÍRITA DE GARANHUNS. A programação das Instituições Espíritas ainda não foi definida.

Dentro dos moldes dos anos anteriores, as palestras serão realizadas em cada Instituição Espírita, sempre a partir das 20;00h.
PERÍODO:
de 22 a 29 de setembro de 2012.
LOCAL:
Instituições Espíritas da cidade
TEMA:
Liberdade Cristã - apoteose da cruz redentora

Os braços de meu pai

Haverá lugar mais seguro no mundo, do que os braços de meu pai?
Haverá abraço mais forte, presença mais certa, do que a certeza de meu pai?
Depois de partir tantas vezes, depois de lutar tantas vezes, haverá outro lar para onde eu possa voltar, senão para a mansão do coração de meu pai?
Haverá professor mais dedicado, médico mais experiente, conselheiro mais sábio do que esse?
Haverá olhos mais zelosos, ouvidos mais atentos, lágrimas mais sentidas, sorrisos mais serenos do que os dele?
Existirá mais alguém no mundo que lute por mim como ele? Que se esqueça de suas necessidades pensando nas minhas? Que esteja lá, em qualquer lugar, a qualquer hora, por seu filho?
Existirá mais alguém no mundo que renuncie a seus sonhos pessoais por mim, e que chegue até a tornar os meus sonhares os seus próprios, por muito me amar, e por muito querer me ver feliz? Existirá alguém?
Raros são os corações como o dele. Raros como a chuva durante a estiagem. Raros como o sol nas noites eternas dos polos terrenos.
*   *   *
Nossos pais são únicos. São dessas almas que Deus, em sua bondade sem fim, coloca em nossas vidas, para torná-las completas.
Nossos pais são únicos. São as estrelas que permanecem no firmamento, dando-nos a beleza e a luz da noite, sem nada exigir em troca.
São tão valorosos que, mesmo após se tornarem invisíveis aos olhos, e serem vistos apenas em fotografias e sonhos, continuam conosco, com o amor de sempre, com o abraço seguro de todas as horas.
*   *   *
É por tudo isso que preciso lhe dizer, pai, não somente hoje, mas em todas as manhãs que a vida me proporcionar, que se meus passos são mais certos hoje, é porque souberam acompanhar os seus; que se hoje sou mais responsável, é porque minha responsabilidade se espelhou na sua; e que se hoje sonho em ser pai, é porque tive em você a maior de todas as inspirações.
Não sabemos ao certo o tempo que estaremos juntos, aqui, nesta jornada, mas saiba que nada me fará mais feliz no futuro do que reencontrá-lo, tantas e tantas vezes, em tantas e tantas vidas, porque jamais existirá lugar mais seguro no mundo do que os seus braços, meu pai querido.
Minhas preces têm em seus versos o seu nome.
Meu espelho tem as feições que seu semblante me emprestou.
Minha fé tem a sua certeza, a sua confiança.
Meu coração tem as sementes das suas virtudes, e o livro da história de minha felicidade tem, em todas suas páginas, a palavra pai.

Redação do Momento Espírita, com base no poema Os braços de meu pai, de autoria desconhecida.

domingo, 24 de junho de 2012

PÁTRIA DO EVANGELHO"- SERÁ QUE ISMAEL CONSEGUIRÁ CONDUZIR ESSA EMPREITA?

Para o Espírito Humberto de Campos “o Brasil não está somente destinado a suprir as necessidades materiais dos povos mais pobres do planeta, mas, também, a facultar ao mundo inteiro uma expressão consoladora de crença e de fé raciocinada e a ser o maior celeiro de claridades espirituais do orbe inteiro.” (1) Evidentemente essas idéias não são para já e nem se restringem ao desenvolvimento dos ensinos de Jesus apenas por aqui, até porque a visão doutrinária  do pensamento de Jesus é universalista.
O ilustre filho de Miritiba (município maranhense hoje batizado com o seu nome),  narra que Jesus, “pelas mãos carinhosas de Ismael, acompanha desveladamente a evolução da pátria extraordinária e delegou autoridade aos grandes médiuns, que seriam os portadores da luz do Cristo. Dentre eles, é citada a personalidade de Bezerra de Menezes, aclamado na noite de julho de1895, diretor de todos os trabalhos de Ismael no Brasil.”(2) Há estudiosos que abominam os argumentos do livro , sobretudo porque Humberto faz referência a Roustaing (estudado por Bezerra no século XIX),  sendo esse fato uma “punhalada cruel contra Kardec”! Que exagero! (não sou roustenista, porém divirjo dessa postura intolerante dos adversários da obra). 
Acudimo a tese de que Jesus realmente transferiu a Doutrina Espírita, a mais liberal filosofia que o mundo já conheceu, para o Brasil e creio que aqui haverá de ser o celeiro imenso de riquezas espirituais e recursos materiais para os povos mais pobres do planeta. Quanto a isso, não paira dúvida que o Brasil aposta ser hoje o grande exportador do Espiritismo, nas suas teses abençoadas, que valorizam a Terra, as nações, todos os povos e todos os seres.
Quando mencionamos nosso país como "celeiro", materialmente falando,  é importante frisar que até hoje no Brasil somente foi extraído do subsolo aproximadamente 10% do petróleo existente (incluindo o pré-sal). As reservas minerais estão em grande monta intocadas. As reservas florestais ainda são colossais. A plataforma continental brasileira é depósito de recursos quase infinitos. A nossa reserva hídrica e capacidade fluvial é uma das maiores do mundo. As terras imensas, inabitadas, virgens, guardam possibilidades incontáveis de realizações no que tange ao ecossistema global.
O IBGE instituto Brasileiro de Geografia e Estatística calcula que existam 20 milhões de adeptos e simpatizantes da Doutrina Espírita no Brasil. Existem pelo menos 9.000 núcleos espíritas; milhares de instituições kardecianas  de assistência e promoção social; há uns 500 jornais espíritas impressos, milhares de Portais da Internet contento Revistas Eletrônicas, Jornais Virtuais, Blogs, Salas de Estudos espíritas , são centenas de  programas radiofônicos, alguns poucos programas espíritas de televisão (aqui o número é irrisório); são pelos menos 50 as editoras espíritas, editando aproximadamente 4.000 livros (alguns bons e outros que jamais deveriam ter sido publicados); são quase 90 milhões de exemplares de livros editados e vendidos; atualmente, há centenas traduções para dezenas de idiomas dos livros psicografados pelo Chico Xavier. Como se não bastasse, o movimento espírita mundial é incrementado  por brasileiros que se radicaram noutros países.
Pronuncia Humberto de Campos que o Cristo orientou Ismael nos seguintes termos: “doravante sejas o zelador dos patrimônios imortais que constituem a Terra do Cruzeiro.  Para aí transplantei a árvore da minha misericórdia e espero que a cultives com a tua abnegação e com o teu sublimado heroísmo. Concentraremos todos os nossos esforços, a fim de que se unifiquem os meus discípulos encarnados . Na pátria dos meus ensinamentos, o Espiritismo será o Cristianismo revivido na sua primitiva pureza. Sem as ideologias de separatividade, e inundando todos os campos das atividades humanas com uma nova luz. ”(3)  (grifei)
O “Conselheiro XX”, magno esteta das letras  do Maranhão,   explana: “a Federação Espírita Brasileira, fundada em 1884, aguardava, sob a proteção de Ismael, a ocasião propícia para desempenhar a sua tarefa junto aos grupos do País. Quando Bezerra de Menezes assumiu a direção da FEB e fez da Instituição o porto seguro a todos os corações.” (4) Entretanto, após a sua administração, tem-se a impressão  que o Movimento Espírita Brasileiro ficou sem  orientação. 
Com vista a integração nacional do Movimento , no dia 5 de outubro de 1949, por ocasião da Grande Conferência Espírita no Rio de Janeiro, com a participação de vários dirigentes de Instituições Espíritas, foi firmado um acordo, que passou a ser chamado "PACTO ÁUREO". Nessa ocasião foi criado, na Casa–Máter, o Conselho Federativo Nacional, integrado pelas Federações e Uniões representativas dos Movimentos Espíritas estaduais e do DF (o Distrito Federal era no Rio de Janeiro). Tal instância  foi instituído com objetivo de promover a união dos espíritas e a unificação do Movimento Espírita no Brasil.
A bem da verdade os Benfeitores nos ofereceram todas as condições necessárias para o cumprimento da missão (Pátria do Evangelho). Eles fizeram e continuam fazendo a parte que lhes cabe, mas será que a liderança atual está fazendo a sua? Sinceramente? Não percebemos esse empenho com muita clareza! Pronunciamos isso baseado na seguinte premissa: Quando o Mestre enfatiza a revivescência do Evangelho na sua “primitiva pureza” infelizmente constatamos  que as federativas atuais (com raríssimas exceções) estão absurdamente bem longe de alcançar o que significa “PIMITIVA PUREZA”. Basta medirmos os eventos esplêndidos e dispendiosos que obstinadamente são concretizados no Brasil. Paira um infeliz ranço aristocrático  na coordenação do movimento espírita contemporâneo. Como resolver  esse imbróglio?
Ora, que os dirigentes espíritas, sobretudo os comprometidos com órgãos “unificadores”, compreendam e sintam que o Espiritismo veio para o povo e com ele dialogar como insistentemente advertia Chico Xavier.. Devem  primar pela simplicidade doutrinária e evitar tudo aquilo que lembre castas, discriminações, evidências individuais, privilégios injustificáveis, imunidades, prioridades, mercantilismos dos eventos doutrinários, urge melhorar o emprego dos recursos financeiros oriundos do comércio de produtos espíritas (CD’s, DVD’s, Livros e outros...).
É impraticável “um Espiritismo sem Jesus e sem Kardec para todos, com todos e ao alcance de todos, a fim de que o projeto da Terceira Revelação alcance os fins a que se propõe.” (5) A tendência fidalga  nas celebrações  doutrinárias vai sujeitando-nos a dogmatização dos postulados espíritas na configuração do Espiritismo para abastados, para pobrezinhos, para intelectuais, para iletrados, para expoentes (estrelas) da tribuna, para empavonados sabichões (“doutores”), para associações de “notáveis”, e para uma lista colossal de diversos disparates.
Infelizmente, alguns insistem e se perdem nos labirintos das promoções de eventos cognominados  “congressos espíritas” que jamais assemelham-se às reuniões modestas conduzidas  por Jesus há dois mil anos. Realizam  esses festivos encontrões  não raro  em luxuosos Centros de Convenções destinados a espíritas abastados. Sem qualquer inquietação espiritual ou escrúpulos  justificam a cobrança  de taxas (falaciosamente alcunhada de “contribuição espontânea, colaboração ou rateio”) aos interessados, razão pela qual a flâmula  tão “almejada”  da “unificação” se submerge nesse cipoal de incongruências.
Nos chamados eventos grandes, os órgãos “unificadores” devem envidar todos os esforços para que não haja a necessidade de qualquer cobrança de taxa de inscrição dos fortuitos participantes. O ideal será a opção  por eventos menores, com estruturas modestas e eficazes. Muitas vezes temos a impressão que a liderança atual deseja  concorrer com os segmentos evangélicos a fim de abarrotarem de gente os  ginásios e estádios. Detalhe: O expositor-mor que arrebanha milhares de ouvintes para esse desiderato não vai ficar reencarnado 300 anos e já está próximo dos 90.
Batendo sempre na mesmíssima tecla,  recordamos o Cândido Xavier de Uberaba que  alertou: "é preciso fugir da tendência à ‘elitização’ no seio do movimento espírita (...) o Espiritismo veio para o povo. É indispensável que o estudemos junto com as massas mais humildes, social e intelectualmente falando, e deles nos aproximarmos (...). Se não nos precavermos, daqui a pouco, estaremos em nossas Casas Espíritas, apenas, falando e explicando o Evangelho de Cristo às pessoas laureadas por títulos acadêmicos ou intelectuais.” (6)(grifei)
Não queremos ser prisioneiro do pessimismo. Talvez nem tudo esteja perdido. Não ignoramos  que há muitos Centros Espíritas bem conduzidos em alguns  municípios do Brasil. É exatamente por causa desses Núcleos Espíritas e médiuns humildes, que o Espiritismo poderá se manter simples e coerente, no Brasil e, quiçá, no futuro , possamos dizer que o Brasil é concretamente  a “Pátria do Evangelho e Coração do Mundo ”, segundo Jesus determinou e ordenou a Ismael a tarefa de administrar essa empreita.
Jorge Hessen
http://jorgehessen.net


Referências Bibligráficas:
(1)    XAVIER, F. C. Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho (pelo Espírito Humberto de Campos). 11. ed., Rio de Janeiro, FEB, 1977.
(2)    idem
(3)    idem
(4)    idem
(5)    Entrevista concedida ao Dr. Jarbas Leone Varanda e publicada no jornal uberabense O Triângulo Espírita, de 20 de março de 1977, e publicada no Livro intitulado Encontro no Tempo, org. Hércio M.C. Arantes, Editora IDE/SP/1979
(6)    idem

quarta-feira, 13 de junho de 2012

PALESTRA NO JOANA DE ANGELIS VOLTOU PARA O DIA 21/06

Informo que a minha palestra no Joana de Angelis, que seria amanhã, por motivo de força maior, voltou para o dia 21/06/2012, com o tema ÉTICA E ESPIRITISMO, a partir das 20:00h.

domingo, 27 de maio de 2012

Palestra de Lourenço Barros na S.E. Allan Kardec

No próximo dia 29 de junho, às 20 horas, na Seara Espírita Allan Kardec, à Rua Joaquim Távora, 191, Centro, Garanhuns - PE, haverá uma palestra do orador e conferencista Espírita, Lourenço Barros, sobre Emoções. Esteja convidado para prestigiar este evento. Nossos sinceros agradecimento pelo seu apoio.

domingo, 20 de maio de 2012

1º SEMEG - Seminário da Mulher Espírita de Garanhuns - PE

1º SEMEG - Seminário da Mulher Espírita de Garanhuns - PE
Data: 16 de junho de 2012
Local: Auditório do Centro Espírita Joanna de Ângelis
Horário: 09:00 às 12:00 hs - 14:30 às 17:00 hs
PROGRAMAÇÃO
09:00h
Abertura – Momento Musical
Prece
Homenagem às mulheres  Espíritas  pioneiras do Espiritismo em Garanhuns
09:30h - 10:30h
INTERVALO
10:00h - 12:00h
Palestras
1ª palestra: A MULHER NO EVANGELHO DE JESUS com Fernanda Vieira Santos
2ª palestra: A MULHER ESPÍRITA NA CONTRAMÃO DA HISTÓRIA com Márica Áurea
12:00h
INTERVALO - ALMOÇO
14:30h - 16:00h
Pinga fogo (perguntas e respostas)
16:00h -17:00h
Dinâmica de grupo
Confraternização
Momento musical
Prece final

quinta-feira, 3 de maio de 2012

VI CURSO DINÂMICO PRÁTICO PARA EDUCADORES ESPÍRITAS INFANTOJUVENIL – 2012

PROGRAMAÇÃO DO VI CURSO DINÂMICO PRÁTICO PARA EDUCADORES ESPÍRITAS INFANTOJUVENIL – 2012  
Tema central : A EDUCAÇÃO ESPÍRITA ATRAVÉS DE UMA NOVA PROPOSTA PEDAGÓGICA
19 e 20 de maio – Agreste e sertão de PERNAMBUCO – BELO JARDIM
contatos:
Virginia Nóbrega: 9133-5621/9832-4963/8768-0392/3037-1814 ou pelo email: cij.cee@gmail.com

Contato em Belo Jardim-PE:

Vânia: vaniapsf@hotmail.com
81-9821-5704/81-9408-6461
Cleide ou Marcelino
81-3726-3903
81- 3726-1486
email: cleide_a_alcantara@hotmail.com

DIA
HORA
OFICINA
FACILITADOR
Sábado
13:00h
ENTREGA DE CREDENCIAIS

19.05.12
13:30 h
Abertura
VIRGÍNIA

14:00 h
O educador espírita  e uma nova proposta pedagógica
VIRGÍNIA

14:30h
IMPORTANCIA DO PLANEJAMENTO NA EDUCAÇÃO ESPÍRITA  INFANTOJUVENIL : Utilizando uma nova proposta
  • Organização de Espaço
  • Manejo na sala de educação espírita infanto-juvenil
  • Uma nova proposta pedagógica para o estudo espírita infanto-juvenil
   Como utiliza-la em sala de aula ? Como planejar as aulas ?
Irty, Irze, Sheila e Eudóxia

16:00
INTERVALO


16:30
CONTINUAÇÃO DAS OFICINAS


18:30
Intervalo - JANTAR


19:30
Oficinas de atividades em sala de aula
  • Contação de história
  • O teatro na educação espírita
  • Jogos e dinâmicas

  • Margareth e Jacyara
  • Eudóxia e Vera Martha
  • Edna Souza

21:30h
Encerramento do dia
  •  
DOMINGO
20.05.12
08:30h
Construindo recursos didáticos com material reciclável :
  • Trabalhando com formas animadas ( fantoches , marionetes, etc. )
  • Trabalhando com Cenários para contação de história ( teatro de sombra, filminhos , teatrinhos )
Utilitários para organização da sala de aula

  • Vera Martha
  • Edna Souza 
Virgínia , Arlene e Rodrigo

10:30
INTERVALO


11:00h
CONTINUAÇÃO DAS OFICINAS


12:00H
APRESENTAÇÃO DAS ATIVIDADES 
Todos

12:30h
MOMENTO DE ARTE
Grupo Girassol

13:00 h
ENCERRAMENTO  DO CURSO E ENTREGA DOS CDs COM APOSTILAS as casas participantes

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Ave, 18 de Abril!

Ave, 18 de Abril!

Antônio Moris Cury
Foi no dia 18 de abril de 1857, na cidade de Paris, capital da França, que veio a lume "O Livro dos Espíritos", a obra basilar do Espiritismo, ditada pelo mundo invisível e compilada, separada, classificada e codificada pelo ínclito professor Hippolyte Léon Denizard Rivail, que, propositadamente, adotou o pseudônimo de Allan Kardec, nome que tivera em recuada existência pretérita, a fim de que a obra pudesse ser comprada, se fosse o caso, pelo seu conteúdo e não por quem a assinava, já que era ele muitíssimo conhecido e reconhecido, como professor e como autor de diversos livros, vários dos quais adotados pela Universidade de Paris, notadamente os que versavam sobre educação.

Teve considerável peso também, na adoção do pseudônimo, o fato de que o livro foi ditado pelos Espíritos Superiores, daí o título "O Livro dos Espíritos", não sendo obra dele, professor Rivail, portanto, não obstante tenha nela lançado inúmeros comentários e observações pessoais.

Nota-se, assim, desde logo, por esses detalhes, a conduta reta e ilibada do professor Rivail, o codificador do Espiritismo, que foi discípulo de Johann Heinrich Pestalozzi, famoso educador e fundador do Internato de Yverdon, na Suíça, e, posteriormente, seu substituto predileto, tendo sido considerado pelo célebre astrônomo francês Camille Flammarion "o bom senso encarnado", que, acrescente-se, sempre procurou agir com seriedade e sem rejeições apriorísticas, características do verdadeiro cientista.

Constituía traço característico de sua personalidade, por igual, a preservação da ética, sempre, em suas múltiplas e variadas expressões.

De 1855 a 1869, quando desencarnou em 31 de março, o eminente e ilustrado professor Rivail consagrou sua existência ao Espiritismo.

Em seu túmulo, no Cemitério Père Lachaise, em Paris, uma inscrição sintetiza a concepção evolucionista da Doutrina Espírita: nascer, morrer, renascer ainda e progredir sem cessar, tal é a lei!

Por outro lado, decorridos 141 anos, não se pode deixar de reconhecer que os ensinos contidos em "O Livro dos Espíritos", em sua essência, permanecem absolutamente aplicáveis aos dias atuais, o que, por si, recomenda a leitura, a releitura e, sobretudo, a reflexão, em torno de tão preciosa obra, que contém os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da Humanidade.

Verdadeira síntese do conhecimento humano, é um tesouro colocado em nossas mãos, que merece, por isso mesmo, repetimos adredemente, ser lido e refletido de capa a capa, palavra por palavra.

Com efeito, para dizer o mínimo, convém salientar que o Espiritismo nada impõe a seus profitentes, e muito menos a terceiros.

Ao contrário, procura orientar sempre, pela palavra escrita ou falada, que somos dotados de livre-arbítrio, da faculdade de decidir livremente sobre quaisquer assuntos, esclarecendo ao mesmo tempo que, exatamente por isso, somos responsáveis pelas decisões que tomemos, sejam quais forem e nos mais variados campos, e naturalmente responsáveis pelas suas conseqüências.

Por outra parte, enfatiza lições seculares, procurando demonstrar com exemplos e com fatos que "a semeadura é livre, mas a colheita obrigatória" e que "a cada um será concedido de acordo com as suas obras".

Consola, ao salientar que ninguém será condenado irremediavelmente pelos erros, males e equívocos cometidos, porquanto até mesmo em outra reencarnação, que detalha e aprofunda, poderá repará-los, parcial ou totalmente, até quitá-los integralmente, contando com todas as oportunidades de que necessite para tal, uma vez que Deus, sendo o Pai Celestial de todos nós, a nenhum de seus filhos abandona ou desampara.

Consola, igualmente, ao demonstrar cabalmente que as Leis Naturais são perfeitas e por isso mesmo imutáveis, advindo daí a certeza de que a Justiça Divina, que nelas se baseia, é absolutamente imparcial, não havendo seres privilegiados na Criação ou privilégio de qualquer espécie a quem quer que seja, prevalecendo a convicção de que Deus não pune, não castiga e não premia a ninguém, sendo, assim, soberanamente bom e justo, Ele que é a inteligência suprema do Universo, causa primária de todas as coisas!

Por fim, nestas rapidíssimas observações, o Espiritismo ensina que o amor é a lei maior da vida, consubstanciada por Cristo na sentença que constitui o seu ensino máximo "amar ao próximo como a si mesmo", vale dizer, aconselhando que façamos ao próximo aquilo que gostaríamos que ele nos fizesse, porque quem assim procede estará, por esse mesmo motivo, "amando a Deus sobre todas as coisas".

Aliás, esta sentença de Jesus de Nazaré, o Cristo, modelo e guia da Humanidade, nosso mestre e amigo de todas as horas, também ensina e deixa muito claro que para que amemos ao próximo é absolutamente indispensável que nos amemos, de modo que é necessário, no mínimo, que tenhamos elevada auto-estima.

Agindo com amor e praticando o Bem, ensina-nos a veneranda Doutrina Espírita, ingressaremos na estrada que nos conduzirá à perfeição relativa e à felicidade suprema, destino final dos seres humanos, sendo certo que, assim, sem dúvida, seremos muito mais felizes, desde agora, aqui mesmo na Terra!
"Com efeito, para dizer o mínimo, convém salientar que o Espiritismo nada impõe a seus profitentes, e muito menos a terceiros."
(Jornal Mundo Espírita de Abril de 1998)

domingo, 15 de abril de 2012

COMUNICAÇÃO DE UM ANENCÉFALO

Ricardo Di Bernardi

Inicialmente, lembramos que anencéfalo, embora seja considerado sem cérebro, na realidade é portador de um segmento cerebral estando faltante regiões do cérebro que impossibilitarão sua sobrevivência pós parto.

Afim de colocarmos a visão espírita sobre este importante problema exemplificaremos com um caso real. Usaremos nomes fictícios. João e Maria, eram casados há 2 anos. A felicidade havia batido à sua porta. Maria estava grávida. Exultantes procuraram o médico Obstetra para as orientações iniciais. Planos mil ambos estabeleceram. Ao longo dos meses, no entanto, foram surpreendidos , através do estudo ultrassonográfico, da triste notícia de que seu bebê era anencéfalo. Ao serem informados caíram em prantos ao ouvirem a proposta do obstetra lhes oferecendo o abortamento. Posicionaram-se contrários explicando sua visão espírita.

-- Trata-se de um ser humano que renasce precisando de muito amor e amparo. Nós estaremos com nosso filho (a) até quando nos for permitido.

-- Mas, esta criatura não vai viver além de alguns dias ou semanas na incubadora disse o obstetra.

-- Estamos cientes, mas até lá seremos seus pais.

Guardavam, também, secretamente, a esperança de que houvesse algum equívoco de diagnóstico que lhes proporcionasse um filho saudável.

Durante nove meses dialogaram com seu bebê, intra-útero. Disseram quanto o (a) amavam. Realizaram, semanalmente, a reunião do Evangelho no Lar, solicitando aos mentores a proteção e amparo ao ser que reencarnava.

Chegara o grande momento : Em trabalho de parto, Maria adentra a maternidade com um misto de esperança e angústia. A criança nasce; o pai ao ver o filho sofre profundo impacto emocional tendo uma crise de lipotímia. O bebê anencéfalo sobrevive na incubadora com oxigênio, 84 horas. Há um triste retorno ao lar.

Passam-se aproximadamente 2 anos do pranteado evento. João e Maria, trabalhadores do instituto de cultura espírita de sua cidade frequentavam na mencionada instituição, reunião mediúnica quando uma medium em desdobramento consciente informa ao coordenador do grupo:

-- Há um espírito de uma criança que deseja se comunicar.

-- Que os mediuns facilitem o transe psicofônico para a atendermos - responde o dirigente.

Após alguns segundos, uma experiente medium dá a comunicação :

-- Boa noite, meu nome é Shirley venho abraçar papai e mamãe.

-- Quem é seu papai e sua mamãe ?

-- São aqueles dois - disse apontando Joào e Maria.

-- Seja bem vinda Shirley, muita paz! que tens a dizer ?

-- Quero agradecer a papai e mamãe todo o amor que me dedicaram durante a gravidez, sim, eu era aquele anencéfalo.

-- Mas voce está linda agora.

-- Graças as energias de amor recebidas, graças ao Evangelho no Lar, que banharam meu corpo espiritual durante todo aquele tempo.

-- Como se operou esta mudança ?

-- Tive permissão para esta mensagem pelo alcance que a mesma poderá ter a outras pessoas. Eu possuia meu corpo espiritual muito doente, deformado pelo meu passado cheio de equívocos. Fui durante nove meses envolvida em luz . Uma verdadeira cromoterapia mental que gradativamente passou a modificar meu corpo astral (perispírito). Os diálogos que meus pais tiveram comigo foram uma intensa educação pré-natal que muito contribuiram para meu tratamento. Eu expiei, no verdadeiro sentido da palavra. Expiar é como expirar, colocar para fora o que nào é bom . Eu drenei as minhas deformidades perispirituais para meu corpo físico e fui me libertando das minhas deformidades. Como meus pais foram generosos. Meu amor por eles será eterno.

-- Por que estás na forma de uma criança, já que te expressas tào inteligentemente ?

-- Por que estou em preparo para o retorno. Dizem meus instrutores que tenho permissão para informar. Meus pais tem o merecimento de saber. Devo renascer como filha deles, normal, talvez no próximo ano.

Após dois anos renasceu Shirley, que hoje é uma linda menina de olhos verdes e cabelos castanhos, espírito suave e encantador.

Fraternalmente
Fonte: http://www.espirito.org.br/portal/artigos/bernardi/anencefalo-e-abortamento.html - acesso em 15/04/2012

sábado, 14 de abril de 2012

Atualizando minhas palestras.

Bom, ando muito afastado das palestras por dois motivos:
  1. - minha esposa está estudando à noite e, então, preciso tomar conta das filhas e o
  2. - é que pretendo, tendo, vou fazer o possível para estudar para o concurso TRF da 5ª Região.


Não obstante tal situação, ainda assim faço algumas palestras:

  • 12/05/2012 - sábado - no Centro Espírita Bezerra de Menezes, a partir das 14:30h - TEMA LIVRE com base no Evangelho Segundo o  Espiritismo;
  • 21/062012quinta-feira - no Centro de Estudo e Difusão Espirita Joana de Angelis - CEDE, a partir das 20:00h - TEMA: ÉTICA E ESPIRITISMO;

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Espiritismo Século XXI - novo blog Espírita

Acaba de entrar no ar o mais novo blog Espírita: Espiritismo Século XXI - http://espiritismo-seculoxxi.blogspot.com.br/, que vem com a seguinte informação inicial:

Este blog surge na mesma semana em que a revista eletrônica "O Consolador" comemora 5 anos de existência.
Nascida no dia 18 de abril de 2007, neste domingo - dia 8 de abril de 2012 - a revista chegará à sua edição número 255.
Procuraremos utilizar este blog para atualizar, com vistas aos nossos amigos e simpatizantes do Espiritismo, as notícias que sejam de interesse geral, no tocante à doutrina espírita e também às dificuldades relacionadas com o uso do idioma português.
Aos que nos prestigiarem com sua atenção, desde já o nosso agradecimento e o nosso abraço.

domingo, 11 de março de 2012

Falta o arrastar dos chinelos

Ele reencarnou aos 11 de março de 1934. Seu novo nome, na nova existência: CLÓVIS SOARES FERREIRA LINS e foi uma das figuras mais importantes na minha vida e de outras pessoas que com ele conviveram, em 76 anos de existência terrena.


Há 60 dias não temos mais o arrastar dos chinelos no meio da casa, marca registrada de quem passou dos setenta anos e, como ele mesmo dizia “tô ficando véio!”.

Este artigo é a minha forma de homenagear meu velho pai e, mal começo a digitar estas linhas, as lágrimas insistem em saltar aos olhos!

Não conheço uma pessoa que tenha convivido com ele, que não sinta sua falta, de parentes, amigos a ex-patrões!

Sabe aquela criatura que tira do seu próprio prato ou dá o seu prato inteiro se você pedisse? Pois é, ele era assim! Se eu, minha esposa, o neto, as netas, os netos e sobrinhos “agregados” pedissem, ele cederia de bom grado e ainda diria “não estou com fome!”

Quantas vezes minha esposa dizia a ele: “tem tal comida no fogão!” O que ele fazia? Comia um pouco e deixava para a gente!

Seu time do coração? Santa Cruz, time que a neta mais nova passou a torcer, o que fazia seu orgulho e alegria! Mas e a outra neta? A outra neta é torcedora do arquirrival Sport! Mas o amor do Vovô Clóvis era grande demais para isso fazer alguma diferença, pois não é que comprava coisas do Sport para a neta?!

Houve uma época, ainda lembro bem, eu era garoto e, ele e minha mãe passaram a maior dificuldade, chegando a ficar quase a pão e água. E eu? Mandaram-me para a casa de um tio, para não sofrer com aquela situação.

Nos últimos anos, seu prazer era levar meu almoço. Reclamava quando entrava de férias ou de recesso, ou então, quando eu dizia a ele que “hoje não vai almoço, pois vou comprar por lá mesmo.” Ah, ele não gostava, não.

Não foi um homem rico que pudesse dar presentes caros ou outros supérfluos, mas nunca tive um único motivo de me envergonhar. Aliás, eu bem que poderia ser como ele, um verdadeiro poço de paciência! Sempre os outros na frente, pois ele gostava de ser sempre o último.

Seu refúgio? O lar, de onde saía para levar meu almoço e comprar o seu jornal de segunda-feira.

Conforme me vem as lembranças, vou narrando alguns “causos” [1] vivenciados com meu pai:

CAUSO 01 – SUPERMAN, O FILME
Lá estava eu, no antigo Cine Jardim, hoje sede do SEBRAE, assistindo Superman, o filme. Pergunto ao meu pai:
- Painho, o Senhor gostaria de ser o “superhomi”, assim?
- Eu, não! – respondeu.
- E por que não? – voltei a perguntar.
- Oxe, Claudinho - sempre me chamou assim! – e eu lá quero ser imortal!?
Bem que poderia ser...

CAUSO 02 – O CAWBOY E O CAVALO
Ele trabalhava numa padaria e chegava morto de cansado. Deitava na sua cama, enquanto minha mãe assistia a novela na casa da vizinha, pois, nessa época não tínhamos TV.
Lá estava ele, deitado, em decúbito ventral, ou como dizemos em nordestinês, de bucho mesmo. Eu pulava nas suas costas, segurava pela gola da camisa e começava a pular, fazendo-o de cavalo.
O que ele fazia, cansado, doido pra dormir? Dava risadas! Eita, meu velho!

CAUSO 03 – FINALMENTE, A TV
Um belo dia, meu pai me chamou para ir com ele à rua. Somente ele e eu e todo cheio de segredos (não era pra falar pra minha mãe)! Hum, que estranho...
Chegamos de frente a uma antiga loja da cidade e entramos. Ele começou a olhar os televisores, em preto e branco, claro e, me perguntou:
- O que você acha?
- Acho de quê?
- Qual a melhor televisão? – retrucou ele.
Eu já estava com o coração aos saltos e, pensei: “Painho tá louco! Vai comprar uma TV!”
Ele olhou, olhou e escolheu uma TV e... comprou em 14 prestações semanais de 1.400,00 cruzeiros! Ainda lembro o dia!
Quem chamou ele de doido foi minha mãe, quando a TV chegou.
Assistimos aquela seleção mágica de 1982 pela nossa TV, em preto e branco!

CAUSO 04 – CARREGANDO ÁGUA
Eu tinha 3 para 4 anos, se bem me lembro e, na casa onde morávamos, não tinha água encanada. Meu pai tinha de pegar em latas. E eu, pequeno ia junto, “ajudando” o pobre coitado. Ele não teve dúvidas: pegou duas latinhas de leite, pregou um pauzinho em cada uma e eu ganhei minhas latinhas de carregar água junto com ele.
Essa lembrança é tão nítida, que me lembro até do seu sorriso e o da minha mãe, me vendo com aquelas latinhas “pesadas”.

CAUSO 05 – VISITANDO OS PARENTES DISTANTES
Era raro meu pai viajar, principalmente depois que minha mãe desencarnou.
Um dia, meu tio o convidou para visitar os irmãos e sobrinhos na cidade de Palmares.
Quando cheguei do trabalho, ele estava conversando com minha esposa e, depois, ele me contou os detalhes: ele não queria ir, porque, quem levaria meu almoço? E a neta? Quem ajudaria a buscar no colégio (nessa época, só tínhamos Larissa).
Eu disse a ele: vá visitar o pessoal de Palmares.
Bom, na segunda-feira, pela manhã, meu tio veio pegá-lo, depois que eu saí para o trabalho. Quando cheguei, algo em torno de 19:00h meu pai já estava em casa.
Indaguei à minha esposa o que tinha acontecido. “Painho não viajou?” Sim, havia viajado, mas já retornara!
Depois ele me disse que meu tio estava com um pouco de pressa pra voltar!
Um dia meu tio me disse a outra versão dos fatos: chegando em Palmares, foram visitar os parentes e, sempre que chegavam em alguma casa, meu pai dizia a meu tio:
- Valdemir, num apressando não viu, mas quando quiser voltar, eu já pronto!
Isso se repetiu em todas as visitas, até que meu tio disse: então vamos embora!
Agora, avalie se ele estivesse com pressa?

CAUSO 06 – SEU PRIMEIRO NETO
Meu filho mais velho, Thiago, hoje com 20 anos, quando era pequeno, era outro xodó do vovô Clóvis!
Todo fim de semana eu pegava ele para ficarmos juntos e era uma alegria para meu pai, ter o seu netinho em casa.
Lógico que, quando eu chegava com ele, meu pai tinha sempre algum brinquedinho para dar... coisas de avô...

CAUSO 07 – A ESTRELA QUE CAIU DO CÉU
Um dia eu achei que uma estrela havia caído do céu, bem no meio da rua onde morava. Eu olhava da janela e via aquela “coisa” brilhando! Só podia ser uma estrela!
E fui correndo contar para meu pai.
Na hora ele não me disse que não podia ser uma estrela, mas veio olhar comigo e me disse:
- É a luz do poste no calçamento, Claudinho...



[1] - os causos não estão em ordem cronológica, porque vou digitando à media que me lembro.

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...