Pesquisar no blog

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

PPS da palestra na Seara Espírita Allan Kardec - SEAK

Sempre que realizo uma palestra, utilizando-me de arquivos PPS, disponibilizo para download.

A palestra de hoje, TRÍPLICE ASPECTO DA DOUTRINA ESPÍRITA já está disponível para download no link: http://www.4shared.com/file/tE4RbpkX/20131220_-_TRIPLICE_ASPECTO_DA.html.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Palestras: PRINCÍPIOS BÁSICOS DA DOUTRINA ESPÍRITA - PBDE no CEDE Joana de Angelis

Vamos iniciar, a partir de janeiro de 2014, uma série de palestras, no CEDE Joana de Angelis, sobre os Princípios Básicos da Doutrina Espírita - PBDE.

As palestras serão realizadas uma vez por mês, totalizando 06(seis) meses.

O primeiro trimestre já está definido e, abaixo, segue o roteiro de palestras, com as respectivas datas do primeiro trimestre de 2014:

1          EXISTÊNCIA DE DEUS – 23/01/2014

1.1         Que é Deus?

1.2         Provas da existência de Deus

1.3         Atributos da Divindade

2          EXISTÊNCIA, SOBREVIVÊNCIA E INDIVIDUALIDADE DA ALMA APÓS A MORTE – 27/02/2014

2.1         Espírito e alma – há distinção?

2.2         Existência da alma

2.3         Sobrevivência da alma após a morte

2.4         Individualidade da alma após a morte

3          PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS – 27/03/2014

3.1         Reencarnação ou palingenesia

3.2         Esquecimento do passado

4          PLURALIDADE DOS MUNDOS HABITADOS

4.1         Categorias de mundos habilitados

4.1.1        Primitivos

4.1.2        Provas e expiações

4.1.3        Regeneradores

4.1.4        Felizes

4.1.5        Celestes ou divinos

5          COMUNICABILIDADE DOS ESPÍRITOS

5.1         Mediunidade

6          JUSTIÇA DIVINA

6.1         Lei de causa e efeito

6.2         Lei de ação e reação


quarta-feira, 23 de outubro de 2013

VII FEIRA DO LIVRO ESPÍRITA DE GARANHUNS - PE

PERÍODO: 04 a 09 de novembro de 2013

LOCAL: Espaço Colunata, na Av. Santo Antônio, Centro.

HORÁRIO: 09h as 18h

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Seara Espírita Mensageiros do Bem - Casa Bezerra de Menezes realiza evento em comemoração do seu aniversário de 40 anos.

Seara Espírita Mensageiros do Bem - Casa Bezerra de Menezes realiza evento em comemoração do seu aniversário de 40 anos.

Local do evento: Colégio Cônego João Rodrigues
Rua Cira Mota, s/n - Centro - São Bento do Una - PE
ponto de referência para chegar ao endereço do evento:
1 - Terminal rodoviário;
2 - Estádio de Futebol - ASA
PROGAMAÇÃO
Data
Horário
Roteiro
12/10/2013 - sábado (tarde)
14:00
Abertura: prece
14:10
TEMA I: A CONSCIÊNCIA ESPÍRITA NA CONSTRUÇÃO DE UM MUNDO MELHOR
Expositor: GIOVANI MONTEIRO
15:10
INTERVALO
15:30
TEMA II: O ESPIRITISMO E OS DESAFIOS DAS QUESTÕES SOCIAIS
Expositor: GEZSLER WEST
16:30
Perguntas e respostas aos expositores e sorteio de livros
16:50
Encerramento: agradecimentos e prece
13/10/2013 - domingo (manhã)
08:20
Abertura: prece
08:30
Ednar Santos - Presidenta da FEP
09:00
Tema central: A EXCELÊNCIA DA EDUCAÇÃO PELA CULTURA DE PAZ
Expositor: CLÓVIS NUNES
10:20
INTERVALO
12:00
ALMOÇO
13/10/2013 - domingo (tarde)
13:30
Exposição
14:50
INTERVALO
16:30
Perguntas e respostas aos expositores e sorteio de livros
16:50
Encerramento: agradecimentos e prece
Para melhor acomodação dos participantes, contaremos com os serviços de cozinha no local do evento. Desta forma, com referência ao almoço no dia 13/10/2013, será de R$10,00 por indivíduo.
Solicitamos às instituições que participarão do evento, que nos informem com antecedência a quantidade de seus participantes, através dos fones (0**81) 9943-1661, 9811-5960, 9642-1011 e 9914-3606.

sábado, 21 de setembro de 2013

Disponível o PPS da minha palestra de hoje na SE Chico Xavier na abertura da 45ª Semana Espírita

Hoje realizei a palestra de abertura da 45ª Semana Espirita de Garanhuns e algumas pessoas me pediram o arquivo da apresentação. 

Informo que já está disponível aqui no blog, no finalzinho da página, no item DOWNLOADS, ou clique neste link: http://www.4shared.com/file/uiMEhIRN/Abertura_45_SEG.html.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

ATUALIZANDO A 45ª SEMANA ESPÍRITA DE GARANHUNS

Atualizamos todos os oradores da 45ª SEMANA ESPÍRITA DE GARANHUNS, que terá inicio no dia 21 de setembro e encerramento no dia 28 de setembro de 2013.
Observação:
todas as palestras terão início as 20:00h.

TEMA:
"NOSSAS ESCOLHAS: CAMINHOS DE APRISIONAMENTO OU REDENÇÃO".

PROGRAMAÇÃO:
Data
Dia
Orador
Local
21/09
Sábado
Cláudio Luciano
Centro espírita "CHICO XAVIER" abertura.
22/09
Domingo
Geceraldo Siqueira
Centro espírita "PAULO DE TARSO"
23/09
Segunda-feira
Luiz Henrique
Centro espírita "ALLAN KARDEC".
24/09
Terça-feira
Yaci Novaes
Centro espírita "MARIA DE NAZARÉ".
25/09
Quarta-feira
Fernando Campos
Centro espírita " SEARA CARIDADE".
26/09
Quinta-feira
Rosana Araújo
Centro espírita " JOANNA DE ANGELIS".
27/09
Sexta-feira
Cristiano Antônio dos Santos
Centro espírita " DEUS, AMOR E CARIDADE".
28/09
Sábado
Sílvio Romero
Centro espírita " BEZERRA DE MENEZES"

NOTÍCIAS DA 45ª SEMANA ESPÍRITA DE GARANHUNS – PE.

NOTÍCIAS DA 45ª SEMANA ESPÍRITA DE GARANHUNS – PE.

COMUNICADO

Por motivo força maior, houve alteração no palestrante da Seara Espírita Chico Xavier. A palestra de abertura será proferida por Cláudio Luciano.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

JESUS ESTÁ NO LEME, por Cláudio Luciano

Já li este texto com várias versões que nem lembro qual a oficial, mas é mais ou menos assim: conta-se que em um navio em alto mar, uma tempestade o atingiu com toda a sua força, assustando os passageiros, que correram para suas cabines, alguns já apavorados. Notaram, então, que uma criança ficara no convés, tranquilamente, como se nada estivesse acontecendo. E, quando chamaram sua atenção para a tempestade e a violência das procelas furiosas, jogando o navio de um lado para o outro, perguntando se ela não tinha medo, ela respondeu simplesmente: “Meu pai é o capitão deste navio. Ele está no leme!”


É exatamente o que está ocorrendo com o nosso mundo, com notícias avassaladoras de guerras iminentes ou em andamento, de governos feitos por homens corruptos que tiram o remédio e o pão da boca dos necessitados deste mundo, ainda de provas e expiações, onde a justiça ainda parece se dobrar diante do descalabro moral de uma sociedade que ainda permanece nos instintos primários do tribalismo feroz, quais feras sanguinolentas.

Mas, apesar das violências das procelas do mundo, aqui representados por todos aqueles que têm a oportunidade de desenvolver o progresso da sociedade, em todos os seus setores e que, infelizmente, atraem para si mesmas, os ditames da lei causa e efeito, que as constrangerão ao pranto e às lágrimas, ao ranges de dentes da expressão evangélica, JESUS ESTÁ NO LEME!

Sim, irmãos cristãos de todos os matizes e interpretações: Jesus está no leme; Ele está no barco e com Ele no barco, a tempestade virá sim, mas será amainada!

Esta nave na qual viajamos universo afora, não está abandonada pelo Cristo Divino. Neste exato momento Ele aprecia nossos valores em seus ensinamentos, em seus exemplos e espera de nós a adesão plena à sua proposta de renovação interior, para a melhoria de nossa sociedade.

Se há governos iníquos é porque os seus governantes ainda não despertaram para as vivências do Evangelho Redentor.

Se há sociedades revoltadas, que buscam a luta armada e fratricida para implantar suas reformas efêmeras, porque lastreadas na lei do mais forte, é porque seus membros ainda não compreenderam a necessidade de dar para receber.

Se há infância abandonada, velhice desamparada, presídios, campos de morticínio, notícias de sofrimento nesta humanidade que vai aos seus diversos cultos e cria o seu próprio deus, é porque esqueceram os ensinamentos de Jesus.

Ainda que a nossa fé seja tal qual uma bruxuleante chama de uma vela, enfrentando a fúria de mil furacões, ela é irmã da radiosa luz das estrelas [1] e, num quarto escuro e fechado, de nada nos serve a luz das estrelas, mas a luz humilde de uma vela!

Confiemos, pois Jesus está no leme e o barco não soçobrará!






[1] - expressão de André Luiz, Espírito.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Lançamento do Livro SOCORRO E SOLUÇÃO, de José Carlos de Lucca (SP) na Bienal Internacional do Livro de Pernambuco

Lançamento do Livro SOCORRO E SOLUÇÃO, de José Carlos de Lucca (SP) na Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, dia 12 de outubro, às 15 horas, no estande do Clube do Livro Espírita (Bienal Pernambuco 2013 - Av. "C" Esquina com Rua "05" - Pavilhão do Centro de Convenções de PE)

Nosso compromisso: colocar o livro Espírita ao alcance de todos (brasileiros e estrangeiros) que o queiram ou necessitem de esclarecimentos e conforto. Para tanto, TODOS os livros são vendidos abaixo do preço de catálogo.

A Bienal do Livro de Pernambuco vai de 4 a 13 de outubro de 2013.

Abraços
Equipe do Clube do Livro Espírita Luz da Verdade
Atenciosamente,
Clube do Livro Espírita Luz da Verdade | clubedolivroespirita10@gmail.com

terça-feira, 27 de agosto de 2013

COMUNICADO PORTAL GARANHUNSESPÍRITA

COMUNICADO PORTAL GARANHUNSESPÍRITA

SITE FORA DO AR


Nos últimos 3 a 4 dias, aproximadamente, o Portal esteve off line e, ao que pudemos perceber, somente em determinadas regiões. Tal afirmativa se deve ao fato de termos efetuado diversas consultas em sites de análise, onde  é verificado se determinado site está UP ou DOWN.

Entramos em contato com o provedor de serviços, recebendo a informação da mudança da conta de um servidor para outro, bem como a mudança dos DNS e IP, solicitando da nossa parte, a devida alteração dos DNS no registro.br.

A seguir transcrevemos o email recebido, excluindo os detalhes técnicos:

“Fizemos mudança das contas para outro servidor e mudamos o DNS principal e a maioria das contas está funcionando bem, infelizmente algumas contas não está captando este novo DNS e IP, por isso peço que o sr. entre no www.registro.br e faça a alteração dos DNS para os seguintes.”

Informamos que o site já está on line.

Cláudio Luciano
Administrador do Portal

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

45ª SEMANA ESPÍRITA DE GARANHUNS

Estamos comunicando e convidando os caríssimos, amigos e irmãos, para participarem e divulgarem a 45ª SEMANA ESPÍRITA DE GARANHUNS, que terá inicio no dia 21 de setembro e encerramento no dia 28 de setembro de 2013.
Observação:
todas as palestras terão início as 20:00h.

TEMA:
"NOSSAS ESCOLHAS: CAMINHOS DE APRISIONAMENTO OU REDENÇÃO".

PROGRAMAÇÃO:
Data
Dia
Local
21/09
Sábado
Centro espírita "CHICO XAVIER" abertura.
22/09
Domingo
Centro espírita "PAULO DE TARSO"
23/09
Segunda-feira
Centro espírita "ALLAN KARDEC".
24/09
Terça-feira
Centro espírita "MARIA DE NAZARÉ".
25/09
Quarta-feira
Centro espírita " SEARA CARIDADE".
26/09
Quinta-feira
Centro espírita " JOANNA DE ANGELIS".
27/09
Sexta-feira
Centro espírita " DEUS, AMOR E CARIDADE".
28/09
Sábado
Centro espírita " BEZERRA DE MENEZES" - encerramento com Silvio Romero

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

COMUNICADO IMPORTANTE: ENCONTRO DE MAGNETIZADORES CANCELADO

COMUNICADO IMPORTANTE! 

Informamos que, o II ENCONTRO DE MAGENTIZADORES, que seria realizado no Centro Espírita Joana de Angelis e no Centro Cultural, foi CANCELADO, por motivo de força maior.

sábado, 27 de julho de 2013

8º Encontro de Dirigentes Espíritas

Recebido por email, da CEE:


Prezados e prezadas Dirigentes 

Em cumprimento ao nosso calendário CEE.2013, estaremos realizando o 8º Encontro de Dirigentes Espíritas. Dia 24 de agosto de 2013 da 8 às 17:00h.

Segue em anexo a programação.
Solicitamos nos enviar a lista de participantes até o dia 18 de agosto 2013, indicando se vai aderir ao almoço para que possamos providenciar toda estrutura. Valor do almoço R$ 10,00 que poderá ser efetuado no dia. Porém a reserva até a data já mencionada.

Início: 8:00h = Café da manhã com os Presidentes/Diretores das Casas Espíritas. Cortesia da CEE.

Aguardamos a todos e todas.
Um fraternal abraço
Heleno Vidal

Pres. da CEE

programação

terça-feira, 9 de julho de 2013

Desencarnação de Hermínio C. Miranda

Comunicamos a desencarnação do dedicado companheiro Hermínio Correa Miranda, aos 93 anos de idade, ocorrido no dia 8 de julho na cidade do Rio de Janeiro. O sepultamento será nesta 3a. feira, por volta das 15 horas no Jardim da Saudade – Sulacap, na mesma cidade.
Hermínio C.Miranda colaborou durante muitos anos com a revista “Reformador”, escrevendo a seção “Lendo e Comentando” e com artigos avulsos. Pela Editora da FEB, tem publicado os livros: As Marcas do Cristo (2 Volumes), Sobrevivência e Comunicabilidade dos Espíritos, Nas Fronteiras do Além, Reencarnação e Imortalidade, Candeias da Noite Escura, e outros esgotados.

Na Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, a Editora FEB estará lançando a nova obra “Estudos e Crônicas”, no início de setembro.

Desde junho, o presidente da FEB vinha mantendo contatos com as filhas de Hermínio, pois o mesmo se encontrava adoentado, e estava em andamento uma entrevista com o mesmo para a revista “Reformador”.

O Conselho Diretor e a Diretoria Executiva da FEB homenageiam o inolvidável trabalhador da Seara Espírita e externam o apoio vibratório a seus familiares.

fonte: www.febnet.org.br

domingo, 7 de julho de 2013

A Pureza Doutrinária e a Ciência

Introdução – A expressão “pureza doutrinária” ainda é mal compreendida no meio espírita. Alguns acreditam que pureza doutrinária engessa o Espiritismo, impedindo o desenvolvimento do seu caráter progressista (Kardec, item 55 do cap. I de A Gênese [1]). Entretanto, por mais contraintuitivo pareça, é justamente a pureza doutrinária o ingrediente mais importante para se desenvolver o Espiritismo de modo eficiente. Para entender isso, vamos traçar um paralelo entre o conceito de “pureza doutrinária” e a postura dos cientistas no caráter progressivo da Ciência.

O que é e a importância da pureza doutrinária para o movimento espírita já foram debatidos na literatura espírita [2,3]. Como destacado anteriormente [3], o conceito de “pureza” de alguma “coisa” não tem valor pela “coisa” em si (que é pura por natureza), mas sim para quem a emprega em determinado fim. Por exemplo, faz sentido dizer que “a água que vou tomar é pura”, mas não faz sentido dizer que “a água pura é pura”. O adjetivo doutrinária apenas faz referência ao tipo de pureza que está sendo analisado. Assim, não faz sentido verificar se a Doutrina Espírita é pura, pois isso é redundante! Pureza doutrinária só se aplica ao Movimento Espírita já que ele representa a prática, vivência e o emprego que se faz do Espiritismo na vida das pessoas. Nisso, será que temos consciência se tudo aquilo que estudamos, praticamos e vivenciamos reflete os ensinamentos da Doutrina Espírita? Será que a água que estamos bebendo é pura?

O Movimento Espírita (ME) é muito interessado nas descobertas da Ciência e, em particular, da Física. Logo, é sensato analisar como o caráter progressivo da Ciência se desenvolve. O que veremos a seguir é que o rigor da Ciência no seu trabalho de pesquisa representa a aplicação do conceito de pureza doutrinária no seu desenvolvimento.

Quando as pessoas assistem admiradas às notícias sobre novas descobertas da Física, mal sabem que a Física é extremamente rígida e não aceita novidades antes de se verificar todos os seus critérios de validade.  

A pureza doutrinária na Física – Therezinha Oliveira, ao falar sobre a possibilidade de incorporação de novas revelações e conhecimentos ao Espiritismo, diz [2] que “... não sem que passem, antes, pelo crivo da razão e, quando possível, da experimentação”. Não é exatamente isso que os físicos cientistas fazem, isto é, passar pelo crivo da razão e da experimentação? Literalmente, o que os físicos fazem é seguir “à risca” o que podemos chamar de “pureza doutrinária na Física”! Mas como pode uma ciência tão progressista como a Física adotar “pureza doutrinária” em seus critérios de pesquisa? A resposta é simples. É justamente por aplicar com todo rigor seus critérios de pesquisa que os resultados de pesquisa da Física têm valor! Da mesma forma, como uma verdadeira ciência, é justamente adotando “pureza doutrinária” que o Espiritismo irá progredir a passos muito mais largos do que se imagina hoje. Não é adotando, sem critérios e razão, conceitos esotéricos, práticas pseudocientíficas e novidades de todo o tipo que o Espiritismo vai se desenvolver. Pureza doutrinária em qualquer Ciência, incluindo a Ciência Espírita, nada mais é do que a observância dos métodos, rigores, teorias e paradigmas da própria Ciência no trabalho de pesquisa e desenvolvimento de novos conhecimentos!

O equívoco decorre de se considerar o conceito de “pureza doutrinária” como fator de estagnação. Em pleno milênio das luzes do conhecimento, o ME precisa amadurecer o seu entendimento a respeito do significado real de pureza doutrinária. E, para isso, vamos analisar um pouco mais sobre como a Ciência se desenvolve.

O que confere valor a uma descoberta, em qualquer área do conhecimento, é a observância dos critérios, rigores, e fundamentos da respectiva área. Na área da Física, os físicos e cientistas seguem com rigor os métodos e conceitos estabelecidos pelas teorias e paradigmas da Física. Se algum cientista decidir utilizar métodos de outra área na investigação de conceitos de Física, isso não terá valor científico. Se algum cientista decidir inventar novos métodos sem justificá-los em termos dos métodos e conceitos atuais, isso não terá valor científico. Assim, novas descobertas só são aceitas numa área, se foremfiéis aos conceitos, critérios e métodos do paradigma original da respectiva disciplina científica.  

Por que bóson de Higgs? – Como exemplo, vamos analisar uma das descobertas recentes da Física que mais chamou a atenção da mídia: o bóson de Higgs. A revista Science dedicou espaço especial para vários artigos sobre o assunto (incluindo acesso gratuito a alguns deles [4]). O chamado Modelo Padrão das partículas subatômicas é considerado uma das teorias mais completas e bem sucedidas da Física, por descrever de modo preciso as propriedades das partículas que compõem a matéria, e as forças de interação entre elas (com exceção da força da gravidade). Entretanto, uma dessas propriedades das partículas que não era explicada pela teoria é a massa. Há 40 anos, Higgs propôs a existência de um campo que seria responsável pela propriedade de massa das partículas. Como campos, segundo a Física Quântica, são formados por um tipo de partícula chamada bóson, a responsável por esse campo levou o seu nome: bóson de Higgs. Se essa partícula realmente existisse, a massa das partículas poderia ser explicada pelo Modelo Padrão de modo consistente. O conceito de “pureza doutrinária” na descoberta do bóson de Higgs se evidencia de duas formas. Uma ao verificar que, mesmo sabendo que o Modelo Padrão sustentava a existência dessa partícula, os físicos não consideravam como certa a existência do bóson de Higgs! Isso, pois, de acordo com a pureza doutrinária da Física, não basta apenas fazer sentido teoricamente, a existência do bóson de Higgs precisava ser verificada experimentalmente e com todo o rigor que a Física determina para isso.

Cientistas de diversas áreas construíram um aparelho de mais de 5 bilhões de dólares [4] para realizar os experimentos de colisões de partículas necessários para observar o bóson de Higgs. E a segunda forma de perceber o conceito depureza doutrinária na Física advém do seguinte. Como os fenômenos de colisão envolvidos no experimento podem ser explicados por outros fatores, foi necessário repetir as colisões de partículas por bilhões de vezes, e por mais de um método diferente ao mesmo tempo [5].  

O que na Física é tido como verdade – Da análise e comparação dos resultados, foi possível demonstrar que o bóson de Higgs está presente em determinados tipos de reações nucleares com um erro de 1 em ~ 300 milhões de eventos! Só assim, os físicos deram por demonstrada a existência do Bóson de Higgs! Isso é pureza doutrinária aplicada na Física! Isso é o exemplo de cuidado que a Física nos mostra antes de se considerar como verdade uma novidade qualquer.

É preciso, pois, evitar o deixar-se seduzir pelas aparências, tanto da parte dos Espíritosquanto da dos homens; ... é preciso que tudo seja friamente examinado, maduramente pesado, confrontado, e, se desconfiamos do próprio julgamento, (...), é preciso recorrer a outras pessoas.” (Grifos em negrito, meus).  Essas palavras de Kardec, em discurso feito em 19 de setembro de 1860 aos espíritas lioneses [6], não expressam exatamente a postura de pureza doutrinária que a Física e toda Ciência adotam? Portanto, o movimento espírita deve valorizar a pureza doutrináriaem suas atividades. É justamente ela que ajudará o caráter progressista do Espiritismo.

Para desenvolver bem o caráter progressista do Espiritismo, é necessário: 1) estudar aprofundadamente as obras básicas do Espiritismo; 2) estudar as obras, mediúnicas ou não, de autores bem reconhecidos no movimento espírita, sempre verificando se elas de fato não apresentam conflitos com a base doutrinária; 3) evitar a adição de enxertos e novidades sem satisfazer o crivo da razão e sem a devida demonstração, que, por sua vez, não pode ocorrer de modo superficial e sem completo domínio do assunto em questão (ver, por exemplo, a análise apresentada na referência [7]); e 4) seguir a recomendação de Erasto (item 230 de O Livro dos Médiuns [8]): “É melhor repelir dez verdades do que admitir uma única falsidade, uma só teoria errônea”. Em outras palavras, como descrito na Introdução de O Evangelho segundo o Espiritismo [9]: “Uma só garantia séria existe para o ensino dos Espíritos: a concordância que haja entre as revelações que eles façam espontaneamente, servindo-se de grande número de médiuns estranhos uns aos outros e em vários lugares. (...) Essa verificação universal constitui uma garantia para a unidade futura do Espiritismo e anulará todas as teorias contraditórias. Aí é que, no porvir, se encontrará o critério da verdade.” (Grifos em itálico originais, e em negrito, meus.)

Por fim, jamais esquecer que “o que costuma caracterizar uma nova revelação, quando o é de fato, não é a negação da anterior, mas, justamente, a sua confirmação dos pontos fundamentais que lhes servirão de degraus de apoio”. (Yvonne do Amaral Pereira [10].) 

A base kardequiana e sua importância – Para concluir, reproduzimos abaixo a preocupação dos bons Espíritos com relação à pureza e fidelidade doutrinária:

A Doutrina Espírita possui os seus aspectos essenciais em configuração tríplice. Que ninguém seja cerceado em seus anseios de construção e produção. Quem se afeiçoe à ciência que a cultive em sua dignidade, quem se devote à filosofia que lhe engrandeça os postulados e quem se consagre à religião que lhe divinize as aspirações, mas que a base kardequiana permaneça em tudo e todos, para que não venhamos a perder o equilíbrio sobre os alicerces em que se nos levanta a organização. (...)
(...) Acontece, porém, que temos necessidade de preservar os fundamentos espíritas, honrá-los e sublimá-los, senão acabaremos estranhos uns aos outros, ou então cadaverizados em arregimentações que nos mutilarão os melhores anseios, convertendo-nos o movimento de libertação numa seita estanque, encarcerada em novas interpretações e teologias, que nos acomodariam nas conveniências do plano inferior e nos afastariam da Verdade.(...)

(...) Allan Kardec, nos estudos, nas cogitações, nas atividades, nas obras, a fim de que a nossa fé não faça hipnose, pela qual o domínio da sombra se estabelece sobre as mentes mais fracas, acorrentando-as a séculos de ilusão e sofrimento. (...)

(...) Seja Allan Kardec, não apenas crido ou sentido, apregoado ou manifestado, a nossa bandeira, mas suficientemente vivido, sofrido, chorado e realizado em nossas próprias vidas. Sem essa base é difícil forjar o caráter espírita-cristão que o mundo conturbado espera de nós pela unificação.” (“Unificação”, mensagem de Bezerra de Menezes recebida por Chico Xavier em 20-04-1963 publicada em  Reformador, Dezembro de 1975. Grifos em negrito meus.) 

Fidelidade à doutrina é essencial – “A programação que estabelecestes para este quinquênio é bem significativa, porque verteu do Alto, onde se encontrava elaborada, e vós a vestistes com as considerações hábeis e aplicáveis a esta atualidade. Este é o grande momento, filhos da alma. Não tergiverseis, deixando-vos seduzir pelo canto das sereias da ilusão. Fidelidade à doutrina é o que se nos impõe, celebrando os cento e cinquenta anos da obra básica da Codificação Espírita. Não permitais que adições esdrúxulas sejam colocadas em forma de apêndices que desviem os menos esclarecidos dos objetivos essenciais da doutrina. (...) Sede fiéis, permanecendo profundamente vinculados ao espírito do Espiritismocomo o recebestes dos imortais através do preclaro Codificador.” (“O Meio-Dia da Nova Era”, mensagem de Bezerra de Menezes recebida por D. P. Franco em 12-04-2007 publicada em Reformador, Junho de 2007. Grifos em negrito meus.)

Esses tempos atuais chamam-nos à fidelidade aos projetos do Espírito de Verdade, para que estejamos atentos a fim de que não abandonemos otrabalho genuinamente espiritista, passando a ocupar valioso tempo com palavrórios e disputas, situações e questões que, declaradamente, nada tenham a ver com a nossa Causa, por não serem da alçada do Espiritismo.” (“Definição e trabalho em tempos difíceis.”, mensagem de Camilo recebida por Raul Teixeira em 11-11-2005 publicada em Reformador, Janeiro de 2006. Grifos em negrito meus.) 

Referências: 
[1] A. Kardec, A Gênese, Editora FEB, 36ª Edição, Rio de Janeiro (1995).
[2] T. Oliveira, “Pureza Doutrinária”, FidelidadESPÍRITA 112, 15 (2012). 
[3] A. F. da Fonseca, “O Que Seria Pureza Doutrinária Segundo o Espiritismo?”,Boletim do GEAE n. 529, 15 de Setembro, (2007); e O Consolador 162, 13 de Junho (2010)  Reproduzido em:
[4] Acessar, por exemplo, os links:http://www.sciencemag.org/site/special/btoy2012/   ,
[5] M. Della Negra, P. Jenni e T. S. Virdee, “Journey in the Search for the Higgs Boson: The ATLAS and CMS Experiments at the Large Hadron Collider”, Science338, 1560 (2012). Acessível através do link:
[6] A. Kardec, O Que É o Espiritismo, Editora FEB, Rio de Janeiro (2006).
[7] A. F. da Fonseca, “Análise Científica da Apometria”, O Consolador  289, Dezembro,  (2012). Acesso pelo link:
[8] A. Kardec, O Livro dos Médiuns, Ed. FEB, 1ª Edição, Rio de Janeiro (2008).
[9] A. Kardec, O Evangelho segundo o Espiritismo, Editora FEB, 112a Edição, Rio de Janeiro (1996).
[10] Espíritos diversos, psicografia de Emanuel Cristiano, O zelo da tua casa, Editora Allan Kardec, Campinas (2009).

Alexandre Fontes da Fonseca é professor de Física na Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", em Bauru-SP.

domingo, 16 de junho de 2013

Zibia na IstoÉ: uma declaração infeliz (editorial da revista eletrônica O CONSOLADOR)

No início deste mês, em sua edição n. 2272, datada de 3 de junho, a revista IstoÉ voltou a focalizar um tema relacionado com a mediunidade e, por tabela, com o Espiritismo.

Devem-se a essa revista matérias importantes relacionadas com o mesmo assunto, a que já nos reportamos neste espaço em mais de uma ocasião. Diferentemente de outras publicações brasileiras, IstoÉ não tem manifestado, a respeito da doutrina espírita, o preconceito que é compartilhado em geral pela chamada grande imprensa.

Ocorre que desta vez a revista contrariou um princípio caro ao jornalismo que recomenda sempre, quando alguém se refere a uma pessoa, que se ouça a outra parte.

Referimo-nos à reportagem assinada pelo jornalista João Loes, sob o título “A Senhora dos Espíritos”, em que foi entrevistada a conhecida médium Zibia Gasparetto. Segundo o texto da reportagem, a médium, questionada pelo fato de usufruir dos direitos autorais dos livros que psicografa, atribuiu ao saudoso médium Chico Xavier uma declaração inusitada.

Eis parte da reportagem de IstoÉ:  

“Mas a guinada que levou os Gasparetto a se distanciarem dos preceitos balizadores do Espiritismo não veio sem críticas. Para muitos, a máxima do ‘dai de graça o que recebestes de graça’ foi relegada em nome da vaidade e do dinheiro. Muitos exigiam, inclusive, que Zibia abrisse mão dos direitos autorais dos livros que recebia dos espíritos, co­mo fez Chico Xavier, o maior psicógrafo brasileiro de todos os tempos. ‘O Chico abriu mão dos direitos dos livros dele, mas uma vez chorou para mim, arrependido do que tinha feito’, revela Zibia.”

Como Chico Xavier não mais vive entre nós, os encarnados, seria interessante que a revista ouvisse pessoas que conhecem sua vida e sua obra, uma vez que Chico Xavier jamais se aproveitou do produto de seus livros e primou por uma vida simples e sem luxo, como é público e notório.

Se ele estivesse algum dia arrependido do que fez, certamente outras pessoas disso saberiam, e nada havia que o impedisse de mudar de comportamento.


Os fatos acima, como era de esperar, repercutiram muito mal no meio espírita, porque é preciso sempre respeitar as pessoas, sobretudo quando elas não podem defender-se.

Foi com esse propósito que o sempre atento e combativo confrade Gerson Simões Monteiro enviou à direção da revista IstoÉ, no dia 6 de junho, uma carta em que solicitou à revista publicasse uma nota de desagravo para mostrar aos seus leitores que a declaração atribuída a Zibia Gasparetto acerca de Chico Xavier é destituída de fundamento e não tem base nos fatos.

Na carta, embasando seu pedido, Gerson Simões Monteiro transcreveu inicialmente um trecho de uma crônica assinada pelo jornalista Artur da Távola, publicada no jornal O Globo, na qual o ex-senador da República escreveu, referindo-se a Chico Xavier:

“Além da aura de paz e pacificação que parte dele, há outro elemento poderoso a explicar o fascínio e a durabilidade da impressionante figura de comunicação de Francisco Cândido Xavier: a grande seriedade pessoal do médium, a dedicação integral de sua vida aos que sofrem e o desinteresse material absoluto. A canalização de todo o dinheiro levantado em direitos autorais para as variadíssimas atividades assistenciais espíritas dão a Chico Xavier uma autoridade moral (...) que o coloca entre os grandes líderes religiosos do nosso tempo".  
         
Na sequência de sua carta, Gerson Simões Monteiro, que privou da amizade do saudoso médium, escreveu:
“A vida de Chico desmente o depoimento da entrevistada, pois ele nunca se beneficiou da indústria da fé. O médium Francisco Cândido Xavier, como se sabe,  psicografou mais de 400 livros, totalizando milhões de exem­plares vendidos no Brasil e no exterior, dos quais, é bom que se diga em alto e bom som. jamais auferiu qualquer vantagem finan­ceira. Sempre viveu às cus­tas do seu trabalho como operário, balconista e mo­desto funcionário público. As obras por ele psicografadas foram traduzidas para o castelhano, francês, in­glês, grego, japonês, espe­ranto, tcheco, e transcritas em braille. Todos os direi­tos autorais foram transferi­dos para instituições bene­ficentes.

“Além dos livros, foram psicografadas mais de dez mil comunicações dadas por diversos espíritos, de cunho pessoal, transmitin­do todas elas conforto e esperança para milhares de criatura aflitas, que sempre o procuraram e continuam a procurá-lo na certeza de receber alívio para as suas almas angustiadas. É bom que se saiba, tam­bém, que já foram produzi­dos de suas obras mediúni­cas teleteatros,  filmes e peças teatrais, e pessoalmente gravou discos e fitas cassetes com mensa­gens transmitidas pelos es­píritos. De tudo isso, nunca tirou vantagem. Viveu da sua aposentadoria como ex-servidor do Ministério da Agricultura. Jamais viveu às expensas do Espiritismo. Chico Xavier entendeu que para viver a mensagem do Cristo na Terra não se pode viver às custas dele, porque ai dos que esquecem o ‘dai gratuitamente o que haveis gratuitamente recebido’ asseverado por Jesus.

“Se Chico Xavier vivesse das suas atividades mediúnicas é claro que poderia ser tachado de falso profe­ta, de ‘industrial da fé’, mas isso nunca aconteceu. A primeira coisa que ele faz ao psicografar um livro é ceder em Cartório os direi­tos autorais para uma entidade filantrópica. Essa é a paz que Chico Xavier sempre gozou. É a paz de consciência que o dinheiro não pode dar e que nada neste mundo pode lhe tirar. Nunca cobrou pelas cu­ras realizadas por seu inter­médio. Nada recebeu em troca por ter confortado milhares de pessoas necessitadas, e é por isso que jamais poderá ser conside­rado um religioso profissional ou um comerciante da fé.”

Falando em nome de todos os que compõem a equipe de redação desta revista e dos que nela atuam como articulistas, editores, tradutores ou colaboradores eventuais, subscrevemos integralmente as palavras acima, rogando à médium Zibia Gasparetto que tenha, em homenagem à verdade, a hombridade de retificar as palavras que IstoÉ lhe atribuiu.

nota do blog:

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Minha agenda de palestras no cabeçalho do blog

Amigos visitantes do meu blog, resolvi facilitar as informações sobre minhas palestras: inserir a minha agenda de palestras no cabeçalho do blog. Assim a agenda será atualizada automaticamente à medida que alimento as informações no site.

Por enquanto o link do mapa ainda está com apontamento errado, mas logo irei corrigir.

sábado, 1 de junho de 2013

Palestras em 2013 - atualizada em 01/06/2013

Data/dia/hora
Tema
Local
29/06/2013
sábado, às 14:20h
LIVRE
(Evangelho Segundo o Espiritismo)
C E Bezerra de Menezes
15/08/2013
quinta-feira, as 20:00h
Doação de órgãos - uma visão Espírita
C.E. Joana de Angelis

domingo, 19 de maio de 2013

Mensagem de Eurípedes Barsanulfo ao Brasil


Pátria bem amada ouvi o meu canto de gratidão!
Teus ubérrimos campos sustentam a vida.
Tuas planícies ubertosas festejam a natureza em corolas perfumadas e multicoloridas.
Teus flumes da cor da prata, da ocra, do âmbar e do cristal, serpenteiam caudalosos e fartos.
Teus mares de safira e esmeralda escondem ricos tesouros.
Tuas verdosas florestas acolhem a flora e a fauna exuberantes que, em tudo, revelam o Criador.
Em teus céus, coalhados de rútilas estrelas, lucila o cruzeiro como sinal astronômico para a redenção.
Mas se os teus recursos naturais enchem-nos de admiração, é o povo, especialmente, que desejamos exaltar.
Brasileiros, filhos desta nobre nação, ante as lutas da vida apresentai-vos intrépidos.
Desde que Cabral, capitaneando as naus do descobrimento, ostentando a cruz e o ideal dos templários, rompeu o Atlântico, a terra de Pindorama fez raiar o sol do Novo Mundo.
A parte as críticas pertinentes à História, o Brasil tem por função a espiritualização dos homens.
Então, brasileiros, ouvi, levantai-vos, pois vossa missão é a fraternidade universal.
Entre os astros de primeira grandeza, incrustados no panteão de nossas conquistas, há um povo cuja tarefa não pode mais tardar!
Um país continental, de programação, de espírito e verdade, carece de braços e heróis. Não nas ideologias dominantes, em que a propagação do “heroísmo” interesseiro entorpece as massas, refiro-me ao heroísmo pessoal em benefício da construção de uma nação verdadeira.
Mas, no panorama político, alguém recorda:
- A corrupção nos açoita como látego cruel a fazer correr o sangue das multidões!
- A tortura dos tiranos modernos, nas manobras da economia, parece-nos esfacelar o corpo e traspassar a alma com a lâmina da beligerância.
Tratai de acalmar-vos!
Uma pátria verdadeira não se constrói sem suor e lágrimas.
Um Brasil, legitimamente nacional, é construção de todos nós!
Um estado que sirva à humanidade, e dela recolha representantes da honestidade e do patriotismo real, é sonho que se sonha na coletividade.
Por isso, longe de atacarmos, ferirmos, revolucionarmos com armas, convém contribuir, democraticamente, usando a educação intelecto moral por instrumento de renovação social.
Espíritas brasileiros, oferecei vossa contribuição ao Brasil:
- Trabalho honesto;
- Vivência dos valores cristãos no lar;
- Respeito às diferenças;
- Misericórdia para os falidos;
- Educação, cortesia, gentileza;
- Amizade, fé racional;
- Entendimento correto do Espiritismo;
- Pureza doutrinária.
Isso, está ao nosso alcance!
Um Brasil melhor começa com nosso compromisso de bem viver.
A violência assusta e enche-nos de indignação!
Os hospitais públicos fazem pensar, aos desavisados, que Deus esqueceu-se dos pobres e desesperançados!
As escolas, em território nacional, abandonadas muitas, miseráveis outras, fazem crer, aos olhos meramente materialistas, que o povo está desamparado.
Se a caixa de Pandora está aberta, convidando os homens à auto-superação, lembrai-vos da esperança!
Dia virá em que a nossa terra despertará!
Ainda vivemos o pesadelo dos exploradores, mas a nação, composta por almas devotadas, sonhará com a liberdade das amarras do poder e a responsabilidade fará surgir um novo Grito, em cada um de nós, e o clamor dessa nova Independência, num Ipiranga de confiança, nos conduzirá na construção de um Brasil mais justo e nobre!
O brado novel, porém, diferente do de outrora, retumbará mais forte: Brasil Pátria do Evangelho!
Brasileiros, irmãos, bendizei esta terra, amai-a!
Entidades maiores clamam a Deus pelo renascimento e rogam o Brasil por honra de trabalho.
Muitos colonizadores retornarão das campas, para devolver ao povo o que ao povo pertence por direito.
Mas trabalhai, colaborai, vossa bandeira tem de ser o labor!
Vossos filhos ganharão letras, honrarão a ciência, permanecerão em solo nacional e a nossa gente contribuirá para uma grande renovação social.
Vede, espíritas, quanto bem feito no mundo!
Se as trevas nos espreitam, nos estertores de um tempo que se esgota, a luz surge triunfante!
Em toda parte há obras de benemerência, muitas outras virão!
A aristocracia intelecto-moral, promulgada por Kardec, haverá de ser uma realidade. A ética será uma necessidade entre as nações e a economia, necessariamente, trará a fraternidade.
Por uma questão de sobrevivência, os povos aprenderão a respeitar-se, reciprocamente!
Brasileiros, nada de abandonar a nossa terra, nada de desertar da batalha! Sois soldados do Cristo, apresentai-vos:
- Vossa arma? A inteligência;
- Vosso escudo? A fé;
- Vosso elmo? A oração;
- Vossa lança? O trabalho;
- Vossa luta? A renovação moral;
- Vosso comandante? Jesus;
- Vossa musa? A Verdade!
Avante, irmãos!
Nenhum brasileiro renasceu por acidente!
Todos temos uma programação!
Ouvi o Hino Nacional, irmãos, e vede que Manuel da Silva e Duque Estrada foram guiados por seres invisíveis a grafar, em acordes de luz com letra de estupenda beleza, o destino da nação.
Fazei deste poema cantante, clarim da verdade, vossa prece diária. E quando orardes assim, cheios de certeza, sabei que os ministros do Senhor conhecem o Brasil!
Estudantes, acadêmicos, professores, médicos, cientistas, advogados, políticos, legisladores, religiosos, trabalhadores, gente do povo, irmãos, levantai!
Carregai n´alma o nosso pendão! A flâmula verde-louro, representa o ideal que todos devemos perseguir: Ordem e Progresso! Que as vinte e seis unidades federativas e o Distrito Federal, estrelas fulgentes de um céu anilado, representem e exaltem, com honestidade soberana, a nação!
E nós, o povo, encarnado e desencarnado, laboremos com afinco, mantendo-nos honestos e fraternos onde a vida nos colocou.
Irmãos, há uma infinidade de espíritos que se sentem brasileiros (pelo amor que devotam a esta mátria) envolvendo-vos!
Aos espíritas deste solo, e aos que aqui vieram ter, coragem, avante!
A doutrina nos ilumina, façamos, portanto, luz!
O Espiritismo nos esclarece, comportemo-nos, então, com equilíbrio!
O Consolador nos estimula, marchemos, assim, impávidos!
Mas, o Mestre vos conclama e a todos auxilia, convicto da transformação! Enchamo-nos de ânimo, pois que o Brasil necessita de sua brava gente, plena de fé, esperança e caridade.
Quando em vossas reflexões mais profundas sobre a pátria que vos acolhe, olhai para o alto e sabei: de páramos de glória, o Cristo, contando convosco, guia o Brasil!
Eurípedes

(Mensagem psicografada pelo médium Emanuel Cristiano em reunião da noite de 21/4/2013, no Centro Espírita “Allan Kardec”, de Campinas/

sábado, 18 de maio de 2013

I JOANA DARC COM CRISTO


Acabo de chegar em casa com minha filha Larissa, que participou do I JOANA D'ARC COM CRISTO.

É louvável e merece todos os nossos aplausos à iniciativa da coordenação do Colégio pela realização de um evento com enfoque espiritual, vivenciando o tema da FAMÍLIA.

Eis que a família é a célula máter da sociedade. Se ela vai mal, a sociedade vai mal e o resultado estamos vendo no alto índice de criminalidade vivenciado nos momento atual.

De fato, é preciso espiritualizar a sociedade, as nossas crianças e os nossos jovens, já que vivemos em uma sociedade hedonista, que visa o TER e não o SER.

O Colégio Santa Joana D’Arc pode se orgulhar de afirmar que “educa para Deus e para a vida”, pois que nessas horas vivenciadas pelos alunos, efetivamente Deus e a espiritualidade Maior esteviram presentes, iluminando aquelas mentes juvenis!

Eu e minha esposa nos emocionamos profundamente. Os outros pais e mães presentes no encerramento, em uma surpresa para os alunos, também não conseguiram conter a emoção e deixaram que as lágrimas, como pérolas de amor, lavassem suas faces, aos verem seus rebentos, também em lágrimas emocionantes, ao retirarem uma venda colocada em seus olhos e terem a grata surpresa de encontrarem os próprios pais!

Como nos ensina a Doutrina Espírita, nossos filhos não chegaram ao acaso em nossa família: são vínculos do nosso passado e recebemos a nobre e grata missão de encaminhá-los no bom caminho.

Parabéns à Professora Maria Almeida pela grande iniciativa. Parabéns à coordenação do Colégio. Parabéns aos professores e funcionários!

Que Deus e o Cristo abençoe ao Colégio Santa Joana D’Arc!


sábado, 4 de maio de 2013

Downloads do meu e-Book

Atrevimento é pouco!

Eu não sou escritor, mas resolvi reunir meus textos em um "livrinho". Resultado: EXPRESSÃO ESPÍRITA - REUNINDO TEMAS DO COTIDIANO À LUZ DA IMORTALIDADE.

O título foi obra de minha amiga  Sônia Marli, de Mineiros do Tietê - SP, que também o prefaciou.

Como sei da dificuldade em publicar um livro, principalmente se for Espírita, tive a ideia de fazer em PDF, um e-Book e, detalhe, já que não tive custos a cobrir, o livro seria disponibilizado gratuitamente na internet.

Outro detalhe, é que também disponibilizei o livro em formato TXT e arquivo ZIP.

Bem, neste exato momento que digito estas linhas, verifico que o livro já teve 2.866 downloads, conforme discrimino abaixo:

formato ZIP: 709 downloads;
formato TXT: 1.382
formato PDF: 767

Site 4Shared.com:
formato PDF: 8

domingo, 14 de abril de 2013

O Caso Star Child - A Criança das Estrelas

O Caso Star Child - A Criança das Estrelas

A estranha descoberta se deu nos anos 30, quando uma adolescente norte-americana havia saído de férias com sua família para uma região localizada próxima ao Cooper Canyon, no México. A garota explorava a região quando encontrou um túnel de uma mina abandonada. Por curiosidade ela entrou na mina e no interior desta encontrou um esqueleto humano completo deitado de costas por sobre o solo. Ao lado daquele esqueleto, um monte de terra, semelhante a uma sepultura, com um osso de braço saindo da terra. A adolescente cavou com as próprias mãos e retirou de dentro da “sepultura” outro esqueleto lá enterrado. Ela tentou recuperar os dois esqueletos, todavia, quando ia sair do túnel, uma chuva muito forte desabou e acabou alagando a entrada da mina, e ela acabou perdendo a maioria dos ossos, sobrando somente dois crânios e um maxilar. Aquele achado foi mantido guardado em uma caixa de papelão pela adolescente. Ela acreditava que o crânio era de uma pessoa que possuíra algum tipo de deformidade.
No começo de 1990, já adulta, a descobridora dos crânios faleceu e, em 1998, os dois crânios e o maxilar foram dados de presente para Ray e Melanie Young de El Paso, no Texas (EUA). Melanie era fisioterapeuta e também enfermeira neonatal, e percebeu que aquele crânio estranho não poderia ser devido a algum tipo de deformidade. Conversando com seu marido Ray decidiram enviar aqueles achados para Lloyd Pye, escritor e pesquisador. De posse daquele precioso achado, Lloyd criou o Projeto Starchild em fevereiro de 1999. Ele encaminhou os crânios para um exame de tomografia computadorizada, e este revelou que a parte da mandíbula superior do crânio deformado possui diversos dentes inclusos (recolhidos), e isso sugeria a hipótese de se tratar do crânio de uma criança que morreu entre os cinco e seis anos de idade.
O crânio humano, mostrado acima, no lado esquerdo e no centro, mostra uma cavidade óssea frontal típica, localizada entre as cavidades oculares.  O crânio Starchild no lado direito, por sua vez, não tem traço algum de sinus frontal, nem mesmo vestígios de onde esta cavidade poderia se desenvolver. Este fato é considerado extremamente raro.

O segundo crânio era de uma mulher adulta, normal, mas tinha algo diferente: ele tinha sido moldado com tábuas de madeira – uma prática que consistia em amarrar a cabeça dos bebês para que o crânio ficasse com formato alongado.

Os crânios foram datados em 900 a. C. com o teste do Carbono 14.

Geralmente os bebês eram amarrados a uma tábua usando-se uma corda, ou um tecido, posicionando-se a cabeça voltada para frente, com o ângulo de visão e o pescoço levemente flexionado para facilitar a respiração, mas, se rotacionarmos o crânio Starchild a fim de alinhá-los com sua área plana, notamos que os olhos apontam para baixo, e mais ainda, o pescoço fica inclinado de maneira que bloqueia a passagem do ar na respiração.
A capacidade volumétrica do crânio Starchild é de aproximadamente 1600 centímetros cúbicos; mais de 200 cm que a de um ser humano.

O crânio Starchild tem um leve formato de coração, e se expande em ambos os lados da sutura sagital (centro).  Um exame desta sutura mostra que ela não está fundida, assim não poderia restringir a expansão se tivesse sido causada por um acúmulo do fluido cefalorraquidiano.  Isto sugere que a forma do crânio não foi causada por este motivo, e sim que era sua estrutura normal.

Uma outra indicação de que este não seja o problema com o crânio, é que as cavidades oculares não ficam distorcidas nas crianças hidrocéfalas.  As faces dessas crianças são absolutamente normais.
Ainda, as cavidades oculares do crânio em questão estão completamente fora da normalidade. Como pode ser visto acima, em humanos, as cavidades são profundas, com aproximadamente cinco centímetros de profundidade, em forma de cone, com as aberturas dos nervos óticos localizadas no ponto mais profundo das cavidades.

As cavidades oculares no crânio Starchild têm aproximadamente dois centímetros de profundidade e as aberturas dos nervos óticos estão localizadas mais abaixo e mais próximas da base interior do nariz.  As superfícies das cavidades oculares são perfeitamente lisas, sem quaisquer distúrbios a olho nu.  Contudo, quando analisadas mais de perto, encontraram-se alguns distúrbios em sua topografia, os quais são idênticos em ambos os lados.  Eles podem ser sentidos com a ponta dos dedos.  Esta incrível simetria torna a possibilidade quase nula de que a “deformidade” possa ter sido consequência de alguma doença, ou anomalia genética.

Existem ainda várias outras disparidades entre este crânio e o de um humano, como por exemplo, a localização do ouvido interno. Nos seres humanos, o ouvido interno é usado para nos ajudar a determinar o que está para cima, ou para baixo, para esquerda ou para a direita, e para nosso equilíbrio. Ele é essencial para nossa existência na gravidade deste planeta. No crânio Starchild, existe um enorme ouvido interno, muito maior do que o humano. Talvez tenha sido muitas vezes mais sensível às pequenas mudanças de posição e movimento. A posição do ouvido interno também difere neste crânio (mais baixo e mais para frente).  Este tipo de deformidade desafia qualquer explicação científica.
Em 2003 o laboratório Trace Genetics retirou uma amostra do crânio Starchild e outra de um dos crânios humanos encontrados junto com ele, para extrair o DNA e realizar exames, e dividiu essas amostras em quatro partes. Duas delas foram colocadas cada uma dentro de um tubo de ensaio contendo ácido etilenodiamino treta-acético. Sabe-se que dentro de uma semana este ácido dissolveria completamente um osso humano, e foi isso que aconteceu com a amostra do crânio humano, todavia, não dissolveu a do Starchild. Após um mês a amostra do crânio Starchild ainda não havia sido dissolvida, fato que só aconteceu quando utilizaram outra substância ainda mais forte. Este primeiro experimento já indicou que havia alguma coisa diferente ali...
A densidade do crânio Starchild era anormal, diferente da humana, e, além disso, a resistência era também maior. A constituição dele era semelhante à de esmalte dos dentes.

As outras amostras dos crânios (o humano e o Starchild) foram submetidas a testes de DNA nuclear e mitocondrial. Os resultados chocaram os pesquisadores: não conseguiram extrair marcadores provenientes de seres humanos da amostra do crânio Starchild! Em outras palavras, a mãe do Starchild era humana, mas o pai não era.
Como a Doutrina Espírita apresenta informações tanto sobre a vinda de seres de outros orbes para a Terra (os capelinos e outros mais) e também comenta sobre a pluralidade de mundos habitados, temos no Starchild uma evidência desse evento, já que nem mesmo no teste de DNA se puderam identificar marcadores humanos, ou seja, o DNA do pai daquela criança não era proveniente dos seres do planeta Terra. Temos então, mais um elemento para estudar como favorável às informações apresentadas pelos Espíritos em suas mensagens esclarecedoras sobre a vida no Universo. Não estamos sozinhos no Cosmos, porque, afinal de contas, conforme o Mestre Jesus afirmou há mais de dois mil anos: A casa de meu Pai tem muitas moradas.

fonte: http://www.oconsolador.com.br/ano7/307/especial.html, acesso em 14/04/2013 às 14:56h

A TRANSIÇÃO DO PLANETA TERRA

A população terrestre alcança a passos largos o expressivo número de sete bilhões de seres reencarnados simultaneamente, disputando a oportunidade da evolução...

Embora as grandes aquisições do conhecimento tecnológico e dos avanços da ciência na sua multiplicidade de áreas, nestes dias conturbados os valores transcendentes não têm recebido a necessária consideração dos estudiosos que se dedicam à análise e à promoção dos recursos humanos, vivendo mais preocupados com as técnicas do que com o comportamento moral, que é de suma importância. Por isso, a herança que se transfere para as gerações novas que ora habitam o planeta diz mais respeito à ganância, ao prazer dos sentidos físicos, à conquista de espaço de qualquer maneira, dando lugar à violência e à desordem...

Têm ocupado lugar o materialismo e o utilitarismo, contexto em que muitos comprazem-se distantes da solidariedade, da compaixão e dos espírito fraternal, ante a dificuldade da real vivência do amor, conforme ensinado e vivido por Jesus.

Os indivíduos parecem anestesiados em relação aos tesouros da alma, com as exceções compreensíveis.

Felizmente, o fim do mundo de que falam as profecias refere-se àquele de natureza moral, com a ocorrência natural de sucessos trágicos que arrebatarão comunidades, facultando a renovação, que a ausência do amor não consegue lograr como seria de desejar...

Esses fenômenos não se encontram programados para tal ou qual período, num fatalismo aterrador como muitos que ignoram a extensão do amor de Nosso Pai divulgam,mas para um largo período de transformações, adaptações, acontecimentos favoráveis à vigência da ordem e da solidariedade entre todos os seres.

É compreensível, portanto, que a ocorrência mais grave esteja, de certo modo, a depender do livre-arbítrio das próprias criaturas humanas, cuja conduta poderá apressar ou retardar a sua constituição, suavizando-a ou agravando-a...

Se as mentes, ao invés do egoísmo, da insensatez e da perversidade, emitissem ondas de bondade e de compaixão, de amor e de misericórdia, certamente o panorama na Terra seria outro.

Compreendendo-se a transitoriedade da experiência física, no futuro a psicosfera do planeta será muito diferente porque as emissões do pensamento alterarão as faixas vibratórias atuais que contribuirão para a harmonia de todos e para o aproveitamento do tempo disponível.

O amor de Nosso Pai e a ternura de Jesus para com o Seu rebanho diminuirão a gravidade dos acontecimentos, mediante também a compaixão e a misericórdia, embora a severidade da lei do progresso.

Todos nos encontramos, desencarnados e encarnados, comprometidos com o programa da transição planetária para melhor. Por essa razão, todos devemos empenhar-nos no trabalho de transformação moral interior, envolvendo-nos em luz, de modo que nenhuma treva possa causar-nos transtorno ou levar-nos a dificultar a marcha da evolução.

Certamente, os espíritos fixados nas paixões degradantes sintonizarão com ondas vibratórias próprias a mundos inferiores, para eles transferindo-se por sintonia, onde se tornarão trabalhadores positivos pelos recursos que já possuem em relação a essas regiões atrasadas nas quais aprenderão as lições da humildade e do bem proceder. Tudo se encadeia nas leis divinas, nunca faltando recursos superiores para o desenvolvimento moral do espírito.

Nesse imenso processo de transformação molecular até a conquista da angelitude, há vários meios propiciatórios para o crescimento intelecto-moral, sem as graves injunções desagradáveis. Todos esses meios, entretanto, têm como base o amor e o trabalho.

Assim, a divulgação do Espiritismo é de fundamental importância por demonstrar a todos a imortalidade, a justiça divina, a mediunidade, os mecanismos de valorização da experiência na reencarnação e o imenso significado de cada momento existencial. Desse modo, convidemos a todos o aprendizado pelo amor, à reflexão e ao labor da caridade fraternal com que se enriquecerão, preparando-se para a libertação inevitável pela desencarnação, quando ocorrer.

Louvar e agradecer ao Senhor do Universo pela glória da vida que nos é concedida e suplicar-Lhe auxílio para sermos fiéis aos postulados do pensamento de Jesus, nosso Mestre e Guia, constituem deveres nossos em todos os momentos.

Entretanto, todos os trabalhadores do bem devem atentar para o fato de que experimentarão o aguilhão da dificuldade, sofrerão o apodo e a incompreensão desenfreada que têm sido preservados pela invigilância dos que nada contribuem.

Todos serão chamados ao sacrifício, de alguma forma, a fim de demonstrarem a excelência dos conteúdos evangélicos, considerando-se, por um lado, as injunções pessoais que exigem reparação e, por outro, a fidelidade que pede confirmação pelo exemplo.

Que se não estranhem as dificuldades que se apresentam inesperadamente, causando, não poucas vezes, surpresa e angústia. Por isso, o refúgio da oração apresenta-se o lugar seguro para reabastecer as forças e seguir com alegria.

As entidades que se comprazem na volúpia da vampirização das energias dos encarnados distraídos e insensatos, voltam-se contra os emissários de Jesus onde se encontrem, gerando conflitos em sua volta e agredindo-os com ferocidade. O trabalhador do Mestre, por sua vez, deve voltar-se para a alegria do serviço, agradecendo aos Céus a oportunidade autoiluminativa, sem que nisso ocorra qualquer expressão de masoquismo. Aliás, constitui-nos uma honra qualquer sofrimento por amor ao ideal da verdade, à construção do mundo novo.

Que o discernimento superior possa assinalar-nos a todos, e que os mais valiosos recursos que se possuam sejam colocados à disposição do Senhor da Vinha que segue à frente.


pelo Espírito Bezerra de Menezes - Do livro: Amanhecer de Uma Nova Era, de Manoel Philomeno de Miranda (espírito), psicografia de Divaldo Franco


Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...