quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Aborto não realizado

A gravidez veio na hora indesejada, lembrava-se Laura.
Veio na hora errada e ainda trazia riscos de várias ordens.
A saúde debilitada, problemas familiares, o desemprego...
Seu primeiro impulso foi o aborto. Tomou uns chás que, em vez de resolver, a debilitaram ainda mais.
Recuperada, buscou uma dessas pessoas que arrancam, ainda no ventre, o chamado problema das mães que não desejam levar adiante a gestação.
Naquele dia, a parteira havia adoecido e faltara.
Laura voltou para casa preocupada, mil situações lhe passavam pela mente.
À noite, deitou-se e custou a adormecer, mas foi vencida pelo sono. No sonho, viu um belo jovem pedindo-lhe algo que, na manhã seguinte não soube definir.
Durante todo o dia não conseguiu tirar aquela imagem da mente, de sorte que esqueceu a gravidez.
Na noite seguinte voltou a sonhar com o mesmo jovem, só que acordou com a agradável sensação de tão doce quanto agradável Obrigado.
Era como se ainda visse seus lábios pronunciando palavras de agradecimento, enquanto de seu coração irradiava uma paz indefinível.
Desistiu do aborto.
Enfrentou tudo, superou todos os riscos e saiu vitoriosa...
Hoje, passados vinte e três anos do episódio, ouve emocionada seu belo e jovem filho pronunciar, do púlpito da solenidade de sua formatura, ante uma extasiada multidão:
...Agradeço sobretudo à minha mãe, que me alimentou o corpo e o Espírito, dando-me não só comida, mas carinho, companhia, amor e, principalmente, vida.
E, olhando-a nos olhos, o filho pronunciou, num tom inconfundível:
Obrigado!
Ela não teve dúvidas. Foi o mesmo Obrigado, doce e agradável de um sonho, há vinte e três anos...
*   *   *
A mulher que nega o ventre ao filho que Deus lhe confia, nega a si mesma a oportunidade de ouvir a cantiga alegre da criança indefesa a rogar-lhe carinho e proteção.
Perde a oportunidade de dar à luz um Espírito sedento de evolução, rogando-lhe uma chance de reencarnar, para juntos superarem dificuldades e estreitarem laços de amizade e afeto.
Se você, mulher, está passando pela mesma situação de Laura, mire-se no seu exemplo e permita-se ser mãe.
Permita-se sentir, daqui alguns meses, o agradecimento no olhar do pequenino que lhe roga o calor do colo e uma chance de viver.
Conceda-se a alegria de, daqui alguns anos, ornamentar o pescoço com a joia mais valiosa da face da Terra: os bracinhos frágeis da criança, num abraço carinhoso a lhe dizer:
Obrigado, mamãe, por ter me permitido nascer e crescer, e fazer parte desse Mundo negado a tantos filhos de Deus.
*   *   *
Todos nós voltaremos a nascer um dia...
Se continuarmos negando oportunidades de reencarnação aos Espíritos com os quais nos comprometemos antes do berço, talvez estejamos negando a nós mesmos a chance de uma mãe ou pai, no futuro.
Pensemos nisso!
Redação do Momento Espírita, com base em história
publicada no Jornal 
Caridade, de maio/junho 1997.
Disponível no CD Momento Espírita, v. 3, ed. FEP.
Em 17.6.2013.

PRECE DE NATAL

PRECE DE NATAL

Senhor Jesus, tamanha é a Tua grandeza, que ultrapassa todas as do Universo e da razão; o espaço, o tempo, o infinito, acima dos quais a cruz da Tua tragédia espantosa parece maior que os voos da metafísica, as imensidades do cálculo e as hipóteses do sonho.

Daí a palavra e a imaginação recuam assombradas, balbuciando. A criatura sente o Teu amor.

De onde, porém, Tu penetras no coração de todos com a doçura de uma carícia universal, é daquele presépio, onde a Tua bondade amanheceu um dia no sorriso de uma criança.

Enquanto César cuidava do império, e Roma do mundo, Tu surgias ao canto de uma província e na vileza de um estábulo, sem que Roma, nem o império, nem César Te percebessem, para ficar à posteridade a lição indelével de que a política ignora sempre os seus mais formidáveis interesses.

Tiveste por berço as palhas de um curral. A última das mães sentir-se-ia humilhada, se houvesse de reclinar o fruto do seu regaço naquele sítio, onde recebeste os primeiros carinhos da Tua.

Mas a manjedoura, onde, só, abriste os olhos à primeira luz, espalha até hoje o perfume da mais estranha poesia, e o dia do Teu natal fez-se para a cristandade o mais famoso dia da Terra, o dia azulado e cor-de-rosa entre todos, como o céu da manhã e o rosto das crianças.

Elas, de geração em geração, ficaram sabendo para todo o sempre a história do Teu nascimento.

E nessas festas do seu contentamento e da sua inocência tens, ó Senhor dos mansos e dos fracos, dos humildes e dos pequeninos, a parte mais límpida do Teu culto, o raio mais meigo da Tua influência benfazeja.

Esses ritos infantis estrelam de alegria as neves polares, orvalham de suave umidade os fulgores tropicais, estendem o firmamento debaixo dos nossos tetos e, dentro do nosso Espírito mortificado, inquieto, triste, põem uma hora de alvorada feliz.

Cristo, como Te sentimos bom quando Te vemos entre as crianças, e quando as crianças Te encontram entre si.

Despindo a Tua majestade toda, para caberes num seio de mulher e no tamanho de um pequenito, assentaste sobre as almas um império sutil e irresistível, por onde a espontaneidade da nossa adoração continuamente se renova e embalsama nas origens da vida.

Todos aqueles, pais, irmãos, ou benfeitores, a quem concedeste a bênção de amar um menino, e o tem nos braços, veem nele a Tua imagem, a cópia, idealizada pela fé e pelo amor, do eterno tipo do belo.

Divinizando a infância, nascendo e florescendo como ela, deixaste à espécie humana a recordaçãomais amável e celeste da Tua misericórdia para conosco.

De cada casa, onde permitiste que gorjeie e pipile neste dia um desses ninhos tecidos pela providência das mães, se estão exalando para Ti as súplicas e os hinos do nosso alvoroço.

Por essas criaturinhas, Senhor, em especial Te pedimos. Elas que se ensaiam para a nova vida e necessitam de estradas propícias ao progresso, para bem cumprirem as suas missões, no lar abençoado da Terra.

Cura a nossa pátria da aridez da alma, semeando a Tua semente nesta geração que desponta.
Permite, enfim, que nossos filhos possam celebrar com os seus, em dias mais ditosos, a alegria do Teu Natal.

Redação do Momento Espírita, com base  na Prece de Natal, de Rui Barbosa. Em 22.12.2014.

Fonte: http://www.momento.com.br/pt/ler_texto.php?id=4335&stat=0 - acesso em 24/12/2014 - 10h08min

sábado, 13 de dezembro de 2014

Palestras Estudos das Parábolas do Evangelho

A partir do mês de janeiro do próximo, começo uma série de palestras "ESTUDOS DAS PARÁBOLAS DO EVANGELHO".

Antes seriam apenas no Centro de Estudos e Difusão Espírita Joana de Angelis mas, confirmamos a mesma série na Seara Espírita Allan Kardec, nas últimas sextas-feiras de janeiro, fevereiro e março/2015. No CEDE Joana de Angelis, será nas últimas quintas de janeiro, fevereiro e março/2015.

Todas as palestras têm início às 20:00h.


domingo, 7 de dezembro de 2014

Palestras A Felicidade e estudo sobre as parábolas do Evangelho

Dia 12, próxima sexta-feira, estarei na Seara Espírita Allan Kardec - SEAK, com a palestra  A FELICIDADE.

Nas ultimas quintas dos meses de janeiro, fevereiro e março, estarei realizando palestras com estudo sobre as parábolas do Evangelho, no Centro de Estudos Espíritas Joana de Angelis, sempre a partir das 20:00h.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Seminário: Relações Interpessoais na Casa Espírita

Seminário: Relações Interpessoais na Casa Espírita
Data: 29.11.2014 das 14 às 17:00h
Local: Comissão Estadual de Espiritismo - CEE (Rua Iguatu, 135 - Campina do Barreto).
Expositora: Nádja Naíra - PE

Um fraternal abraço

Heleno Vidal

Pres. da CEE

domingo, 7 de setembro de 2014

LINCHAMENTO MORAL!

LINCHAMENTO MORAL!

(...) Naquele que nem sequer concebe a idéia do mal, já há progresso realizado; naquele a quem essa idéia acode, mas que a repele, há progresso em vias de realizar-se; naquele, finalmente, que pensa no mal e nesse pensamento se compraz, o mal ainda existe na plenitude da sua força.[1]

Racismo, homofobia, xenofobia[2], preconceito e outras infelizes idiossincrasias do ser humano são o resultado da falta de compreensão e aceitação de que existem duas chagas morais, quais canceres, maculando a sociedade humana: egoísmo e orgulho. [3]

Para tais chagas existem dois antídotos perfeitos e de reação imediata: humildade e caridade! [4]

As afirmativas do Sr Allan Kardec ainda são bastante atuais, em pleno século 21 onde, com toda certeza, não passaria pela mente do insigne Codificador Espírita, o quanto estaríamos evoluídos materialmente, mas, tão distantes da vivência legitimamente cristã!

Não falo aqui de religião alguma. Falo da vivência dentro dos postulados apresentados por Jesus Cristo e que, independem desta ou daquela crença.

De que nos serve vivermos dentro dos nossos templos religiosos, orando, cultuando, emocionados até às lágrimas, se não conseguimos exercer os mais comezinhos deveres de fraternidade?

Somos todos irmãos e tal afirmativa não é feita aqui como simples metáfora. De fato, somos todos irmãos, Espíritos criados simples e ignorantes, em lento processo de evolução, a caminho da plenitude com Deus! [5]

A maior decepção das pessoas com as suas crenças equivocadas ocorre justamente no post mortem! Ao despertarem na vida espiritual e não encontrarem Deus à disposição dos seus caprichos, sentem todo o peso de tal decepção.

Veem, bem acima de si, aqueles que consideravam inferiores ou indignos de sua atenção e isso é uma tortura ainda maior porque, estando no mundo da verdade maior, não podem se esconder e nem esconderem seu interior, escancarado diante de todos! [6], [7]

Desejariam que existisse o inferno teológico, com seus demônios e seus tridentes, mergulhando-os em um tonel de fogo, lava e enxofre. Isso talvez fosse um refrigério!

A verdade é bem outra e os homens da Terra precisam compreender, o mais rápido possível, o quanto é imprescindível a reforma íntima, como propiciadora da paz interior, do desenvolvimento do Reino de Deus e da Sua Justiça dentro de si![8]

Por outro lado, quando alguém comete tais erros, torna-se alvo de toda uma sociedade, que passa a lançar reptos hostis, julgando e condenando antes mesmo que a Justiça humana profira sua sentença condenatória. E ainda que seja absolvido perante a Justiça, perante a sociedade, a condenação não tem limites.

É curioso ver como muitas pessoas são rápidas em condenar, apontando o dedo em riste, esquecidas da máxima de Jesus: “com a mesma medida com medires, será medido.” [9]

Temos o caso recente de uma moça, torcedora de um clube de futebol, que teve sua vida virada pelo avesso por um erro cometido em um momento de excitação!

Está, agora, sentindo o peso da condenação de toda uma sociedade que age como se pudesse atirar a primeira pedra. [10]

A mídia, por sua vez, explora tal fato de forma a auferir mais índices de audiência e seus responsáveis incorrem em erro[11].

904. Incorrerá em culpa aquele que sonda as chagas da sociedade e as expõe em público?

“Depende do sentimento que o mova. Se o escritor apenas visa produzir escândalo, não faz mais do que proporcionar a si mesmo um gozo pessoal, apresentando quadros que constituem antes mau do que bom exemplo. O Espírito aprecia isso, mas pode vir a ser punido por essa espécie de prazer que encontra em revelar o mal.” (destaquei)

Pergunto: se somos uma sociedade que, em sua maioria se afirma cristã, como podemos agir de tal forma? Qual seria a atitude cristã para o caso, independente das ações judiciais?

Mutatis mutandis[12], é a mesma situação, quando linchamos um criminoso, afirmando praticar a justiça quando, na verdade, cometemos um crime, quiçá, mais hediondo que o do próprio criminoso e nos tornamos incursos no crime de lesa-fraternidade perante as Leis divinas e teremos de responder por tal ato, hoje, amanhã ou depois! Não importa quanto demore, pois, “não sairemos de lá (do cárcere da nossa consciência[13]) até que tenhamos pago o último ceitil![14]

Eis que ela, a torcedora, sofre um verdadeiro linchamento moral e, me pergunto, se todos os que a condenam são puros o suficiente para atos deste jaez?

Jesus não condenou a Justiça, condenou a vingança e todas as formas de violência contra o próximo[15],[16].

Quem erra, deve responder pelo seu erro perante a Justiça humana e Divina. No entanto, a Justiça humana ainda está há anos-luz da perfeição da Justiça Divina que afirma, peremptoriamente que, “o amor cobre a multidão de pecados”![17]




[1] - KARDEC, Allan, in O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap VII, item 07, 112 ed.FEB.
[2] - Significa aversão a pessoas ou coisas estrangeiras
[3] - KARDEC, Allan, in O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap XV, itens 01 a 05, 112 ed.FEB.
[4] - idem, ibidem
[5] - idem, in O Livro dos Espíritos, 2ª parte, cap I, questão 115, 76 ed.FEB
[6] - idem, in O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap II, item 08, 112 ed.FEB.
[7] - idem, in O Céu e o Inferno, 2ª parte, cap VII, A Rainha de Oude, 40 ed.FEB.
[8] - Lucas, 17:21
[9] - Mateus, 7:2
[10] - João, 8:7
[11] - KARDEC, Allan in O Livro dos Espíritos, 3ª parte, cap XI, questão 904, 76 ed.FEB
[12] - Mudando o que deve ser mudado
[13] - KARDEC, Allan in O Livro dos Espíritos, 3ª parte, cap I, questão 621, 76 ed.FEB
[14] - Mateus, 5:26
[15] - idem, 5:21-22
[16] - KARDEC, Allan, in O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap IX, 112 ed.FEB.
[17] - I Pedro, 4:8

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Desencarna o ex-presidente da FEB Nestor João Masotti

Desencarnou no Hospital Santa Lúcia, em Brasília, na tarde do dia 3 de setembro o companheiro Nestor João Masotti.

O Velório esta marcado para o dia 04/09 às 11:30 na capela 07 do Cemitério Campo da Esperança.

O Sepultamento ocorrerá no mesmo dia às 16:30

Por Antonio Cesar Perri de Carvalho

Foi o 15º presidente da Federação Espírita Brasileira. Nasceu em Pindorama (SP) em 21/6/1937, filho de Damiano Henrique Venâncio Masotti e Eloyda G. Masotti, ambos espíritas.

Graduou-se em Odontologia em Araraquara e exerceu a profissão por menos de um ano em Tupã. Atuou profissionalmente como funcionário público fazendário em Fernandópolis e São Paulo.

Sempre foi muito ativo no Movimento Espírita nas cidades já citadas do mesmo Estado, integrando desde a mocidade espírita até a direção de centro espírita. Atuou em eventos regionais, inter-estaduais e nacional de juventudes espíritas. Foi presidente (1974-1982) e vice-presidente (1982-1986) da União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo, integrando o Conselho Federativo Nacional da FEB. A convite do presidente Francisco Thiesen, na Sede da FEB, em Brasília, exerceu cargos de diretor (1986-1990) e secretário geral do CFN, vindo depois a assumir a vice-presidência (1990-2001) e a presidência da FEB. Participou ativamente da implantação das Comissões Regionais do CFN da FEB.

Exerceu o 21º. mandato de presidente da FEB: 2001-2013, mas licenciando-se em maio de 2012. No início de sua gestão como presidente procedeu à reforma e atualização da gráfica da FEB, a modernização das capas e formato dos livros. Durante seu mandato: foram realizados dois Congressos Espíritas Brasileiros (2007 e 2010); comemorações do Bicentenário de nascimento de Allan Kardec com emissão de selo comemorativo pelos Correios; Sesquicentenário de O Livro dos Espíritos com emissão de selo comemorativo pelos Correios e o “Projeto Centenário de Chico Xavier” (2010); foram cunhadas medalhas pela Casa da Moeda em homenagem a Chico Xavier (2010); Sesquicentenário de O livro dos médiuns(2011); Centenário da Sede Histórica do Rio (2011). Durante sua gestão, o CFN da FEB aprovou: Atividade de Preparação de Trabalhadores Espíritas (2002), que gerou o curso “Capacitação Administrativa da Casa Espírita”; Campanha “Construamos a Paz Promovendo o Bem!” (2002); “Plano de Trabalho para o Movimento Espírita Brasileiro (2007-2012)”; Campanha “O Evangelho no Lar e no Coração” (2008);Orientação aos órgãos de unificação (2009); Regimento Interno do Conselho Federativo Nacional da FEB (2011). A FEB apoiou: a criação do Movimento Nacional Em Defesa da Vida-Brasil sem Aborto; reforma das instalações da Fazenda Modelo e construção do Memorial do C.E. Luís Gonzaga de Pedro Leopoldo (MG); apoio aos filmes “Chico Xavier”, “Nosso Lar” e “E a Vida Continua…” Simultaneamente aos seus encargos junto à FEB, juntamente com os ex-presidentes Francisco Thiesen e Juvanir Borges de Souza trabalhou intensamente pela fundação do Conselho Espírita Internacional, o que se efetivou em 1992.  Exerceu também o cargo de 1º. Secretário e secretário-geral do Conselho Espírita Internacional. Neste último cargo criou a TVCEI, a EDICEI com livros traduzidos para vários idiomas, o Centro Administrativo do CEI em Brasília e promoveu Congressos Mundiais trienais: Cidade da Guatemala (2001), Paris (2004), Cartagena de Índias (2007) e Valencia (2010). Participou de dois eventos na ONU, em New York: o Millennium World Peace Summit  (2000) e da homenagem pelo Centenário de Chico Xavier (2010); atuou em palestras, seminários e vários eventos em vários países das três Américas, Europa e África.

No final de sua gestão efetiva na FEB houve desativação da gráfica e se iniciou as impressões por terceirização. Afastou-se da presidência, para tratamento de saúde, em maio de 2012, e em definitivo em março de 2013.

Ao retornar para Brasília, em agosto de 2013, depois de mais de um ano em tratamento em São Paulo, retornou a algumas reuniões mediúnicas e fez algumas palestras na FEB.  Nestor foi homenageado em vários momentos pelo atual presidente: embora a distância, no CFN de 2012, com coleta de assinaturas em livro e placa de prata; em sua primeira aparição pública após o início do tratamento de saúde na passagem do Museu Espírita de São Paulo para a FEB (abril de 2013), inauguração de sua foto na Galeria dos Ex-Presidentes no Espaço Cultural da FEB (novembro de 2013) e na abertura da Reunião Extraordinária do CFN da FEB – dia 23 de agosto de 2014 -, oportunidade que proferiu a prece de abertura. Esta foi sua última aparição pública e na FEB.
Conhecemos Nestor ainda solteiro bem no início dos anos 1970. Desde então acompanhamos sua trajetória, principalmente durante sua gestão na USE-SP e nos seus encargos na FEB e no CEI. Sempre apreciamos suas propostas doutrinárias, de unificação e de difusão. Coincidentemente nos mudamos para Brasília, por razões profissionais, dois meses antes dele assumir a presidência da FEB e atuamos com ele em ações na FEB e CEI aprendendo a valorizar e respeitar seus esforços e lutas empreendidas pela Causa. Nosso amigo abriu muitos caminhos e contribuiu enormemente para a difusão da mensagem espírita.

domingo, 31 de agosto de 2014

Palestra no CEDE Joana de Angelis, em setembro e novembro

Dia 25/09, estarei realizando palestra no CEDE Joana de Angelis, com o tema JESUS, O BOM PASTOR, a partir das 20:00h.

Dia 27/11 também será no CEDE Joana de Angelis, com tema ainda a ser definido.

sábado, 16 de agosto de 2014

Ideologia partidária X Doutrina dos Espíritos

Ideologia partidária X Doutrina dos Espíritos
JORGE HESSENO legado da tolerância doutrinária não se deve manifestar na forma de omissão diante das enxertias conceituais e ideias anômalas que alguns companheiros intentam impor nas instituições doutrinárias em nome da militância política. Principalmente nas proximidades das disputas para eleições político-partidárias, em que surgem aqui e acolá discussões sobre se o espírita deve ou não candidatar-se a algum cargo eletivo.

Em verdade, a Doutrina dos Espíritos não estimula o engajamento para funções nas estruturas político-partidárias. E não ajusta sua tribuna a serviço da propaganda partidária de quaisquer candidatos. A tarefa urgente do espírita é a transformação de comportamento individual, a luta pelo ideal do bem, em nome do Evangelho. Agindo assim, os espíritas não estão alheios às questões políticas; engana-se quem pensa o contrário. Os espíritas incorruptíveis, fiéis à família, à sociedade e aos compromissos morais, são, integralmente, cidadãos ativos, que exercem o direito e/ou obrigação (depende do ponto de vista) de votar; porém, sem vínculos com as absurdas contendas ideológico-partidárias.

Se algum confrade estiver vinculado a qualquer partido político, se deseja concorrer como candidato a cargo eletivo, obviamente tem total liberdade de fazê-lo, mas que atue bem longe dos ambientes espíritas, de modo que não camufle, dentro da Instituição Espírita, disfarçada intenção, visando conquistar votos dos frequentadores. O excesso de cautela nesse caso é recomendável; não é questão de preconceitos; é até uma questão de lógica, pois, em se discutindo assuntos da política humana, é inadmissível trazer, para as hostes espíritas, o partidarismo, a ideologia (de “direita”, “esquerda”, “centro”, “ambas” etc. etc. etc.). Conquanto, como cidadão, cada espírita tenha o direito e o livre-arbítrio para militar no universo fragmentado das ideologias político-partidárias, não tem o direito de confundir as coisas. Não esqueçamos que o Espiritismo não é um fragmento da política mundana, nem tampouco se envolve com grupos políticos sectários, que utilizam meios contraditórios com os fins de poder.

Como vimos, por razões óbvias, repetimos, é imperioso distinguir o interesse de valor inócuo da política humana da excelsa política de Jesus – a “Verdadeira luz que alumia a todo homem”(1). Quando trabalhamos pela erradicação da miséria e da exclusão social, estamos adotando a política “d’Aquele que é desde o princípio”(2). A política do verdadeiro espírita é a favor do ser humano e de seu crescimento espiritual. O espírita consciente não se submete nem se omite diante do poder político, e nem tampouco assume o lugar de “oposição” ou de “situação”. Até porque “o discípulo sincero do Evangelho não necessita respirar o clima da política administrativa do mundo para cumprir o ministério que lhe é cometido. O Governador da Terra, entre nós, para atender aos objetivos da política do amor, representou, antes de tudo, os interesses de Deus junto do coração humano, sem necessidade de portarias e decretos, respeitáveis embora”(3).

Bezerra e Eurípedes

O primeiro capítulo do Estatuto da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas estabelece a seguinte PROIBIÇÃO (isso mesmo, PROIBIÇÃO!): “AS QUESTÕES POLÍTICAS, DE CONTROVÉRSIA RELIGIOSA E DE ECONOMIA SOCIAL NELA [S.P.E.E.] SÃO INTERDITAS”. Portanto, e por imparcial razão, é inaceitável alguém utilizar a tribuna espírita para propaganda político-partidária. Da mesma forma, é situação deprimente um espírita utilizar palanques eleitoreiros a fim de implorar votos, valendo-se demagogicamente de sofismas e simulacros de “modéstia”, “pobreza”, “humildade”, “altruísmo”, “tolerância”, exaltando suas inigualáveis “virtudes” e colossais obras de “caridade”. Aconselhamos a tais imponderados “espíritas”, mendicantes de votos, que se afastem do Espiritismo e optem por outro credo, a fim de que seja assegurado ao movimento espírita a não contaminação dessa infecciosa política reles e mesquinha de interesses pessoais.

Alguns defensores da politização nas casas espíritas evocam Bezerra de Menezes e Eurípedes Barsanulfo a fim de justificarem seus arrazoados. A carreira política de Bezerra de Menezes iniciou-se em 1861, quando foi eleito vereador municipal pelo Partido Liberal. Foi reeleito para o período 1864-1868 e elegeu-se Deputado Geral em 1867. Novamente foi eleito vereador em 1873. Ocupou o cargo de presidente da Câmara, que atualmente corresponde ao de prefeito do Rio de Janeiro, de julho de 1878 a janeiro de 1881. Nessa época, a intensificação da luta abolicionista teve a adesão de Bezerra, que usou de extrema prudência no trato do assunto. Entretanto, no dia 16 de agosto de 1886, o público de duas mil pessoas que lotava a sala de honra da Guarda Velha, no Rio de Janeiro, ouviu, silencioso e atônito, o famoso médico e político anunciar sua conversão ao Espiritismo. A partir daí, não se envolveu com o partidarismo político.

Quanto a Eurípedes Barsanulfo, foi respeitável representante político de sua comunidade, sem dúvida. Tornou-se secretário da Irmandade de São Vicente de Paula, tendo participado ativamente da fundação do jornal “Gazeta de Sacramento” e do “Liceu Sacramentano”. Logo viu-se guindado à posição natural de líder, por sua segura orientação quanto aos verdadeiros valores da vida. Através de informações prestadas por um dos seus tios, tomou conhecimento da existência dos fenômenos espíritas e das obras da Codificação Espírita. Diante dos fatos, voltou completamente suas atividades para a nova Doutrina, pesquisando por todos os meios e maneiras, até desfazer totalmente suas dúvidas. A partir daí, o partidarismo político deixou de ser parte integrante dos anseios do jovem mineiro.

Não temos necessidade de representantes políticos

Por fortes razões, é necessário que façamos profunda distinção entre Espiritismo e política partidária. Somos “políticos” desde que nascemos e vivemos em sociedade; sim, e daí? A Doutrina Espírita não poderá, jamais, ser veículo de especulação das ambições particulares nesse campo. Se o mundo gira em função de políticas econômicas, administrativas e sociais, não há como tolerar militância política dentro das hostes espíritas. Não se sustentam as teses simplistas de que só com a nossa participação efetiva nos processos políticos ao nosso alcance ajudaremos a melhorar o mundo. Isso é parvoíce ideológica.

Não há como confundir a política terrena de interesses menores com a política do “Filho do Altíssimo”(4). Cada situação na sua dimensão correta. Política partidária, aos políticos pertence, enquanto que prática espírita é atividade para espíritas cristãos. O argumento de que os parlamentares se servem, com o pretexto de “defender” os postulados da Doutrina, ou aliciar prestígio social para as hostes espíritas, ou, ainda, ser uma “luz” entre os legisladores, é argumento ardiloso, desonesto. “NÃO TEMOS NECESSIDADE ABSOLUTA DE REPRESENTANTES OFICIAIS DO ESPIRITISMO EM SETOR ALGUM DA POLÍTICA HUMANA”(5).

Os legítimos estudiosos espiritistas acercam-se da compreensão de viver naturalmente impregnados de bom senso e humildade. Entendem que “a missão da doutrina é consolar e instruir, em Jesus, para que todos mobilizem as suas possibilidades divinas no caminho da vida. Trocá-la por um lugar no banquete dos Estados é inverter o valor dos ensinos, porque todas as organizações humanas são passageiras em face da necessidade de renovação de todas as fórmulas do homem na lei do progresso universal”(6).

Mais uma vez, afiançamos que não se sustentam as teses inúteis de que só com a nossa participação efetiva nos processos políticos ao nosso alcance ajudaremos a “melhorar” o Brasil. Não esqueçamos que o “Rei dos Séculos”(7) cogitou muito a melhora da criatura em si. Não nos consta que o “Filho de Deus”(8) tivesse aberto qualquer processo político-partidário contra ou a favor do poder constituído à época. Portanto, a nossa conduta apolítica (apartidária) não deve ser encarada como conformismo; pelo contrário, essa atitude é sinonímia de paciência operosa, que trabalha sempre para melhorar as situações e cooperar com aqueles que recebem a responsabilidade da administração de nossos interesses públicos.

É acertado lembrar que, nos imperceptíveis consentimentos, vamos descaracterizando o programa da Terceira Revelação. A título de tolerância, diversas vezes fechamos os olhos para a politização nas casas espíritas; entretanto a experiência demonstra que, às vezes, é presumível até fechar um olho, porém nunca os dois. Considerando que nosso mundo é a morada da opinião, é natural que apresentemos para os companheiros militantes políticos desacordos sobre esse tema. Inadmissível, porém, tendo em vista a própria orientação da Doutrina Espírita, é o clima de injunções que se coloca, não raro, envolvendo os que confundem intensidade com agressividade, ou defesa da verdade com inflexibilidade.

Estamos investidos de compromisso mais imediato, em vez de mergulhar no mundo da política saturada por equívocos deploráveis. Por isso, não devemos buscar uma posição de destaque, para nós mesmos, nas administrações transitórias da Terra. Se formos convocados pelas circunstâncias, devemos aceitá-la, não por honra da Doutrina que professamos, mas como experiência complexa, onde todo sucesso é sempre muito difícil. “O espiritista sincero deve compreender que a iluminação de uma consciência é como se fora a iluminação de um mundo, salientando-se que a tarefa do Evangelho, junto das almas encarnadas na Terra, é a mais importante de todas, visto constituir uma realização definitiva e real. A missão da doutrina é consolar e instruir, em Jesus, para que todos mobilizem as suas possibilidades divinas no caminho da vida. Trocá-la por um lugar no banquete dos Estados é inverter o valor dos ensinos, porque todas as organizações humanas são passageiras em face da necessidade de renovação de todas as fórmulas do homem na lei do progresso universal.”(9)

Conclusão

Fosse uma sociedade educada para a tolerância recíproca, para o respeito à autoridade, para o trabalho persistente, sem conflitos entre servidores e governo, empresários e trabalhadores, em que as pessoas se unissem para compreender a necessidade dos valores espirituais na vida de cada um ou de cada grupo social, seríamos um país venturoso e pacífico. Muitos podemos admirar a política enquanto ciência, enquanto princípios, enquanto filosofia, mas definitivamente não precisamos nos envolver em partidarismos políticos. Pensamos ser justos em lutar por nossa ação voluntária na Sociedade, seja na ação profissional, seja na ação de cidadania, sem trocar nossa dignidade por politicagens ou conveniências pessoais.

Referências bibliográficas:
1 João 1:9
2 1 João 2:13
3 Xavier, Francisco Cândido. Vinha de Luz, ditado pelo Espírito Emmanuel, Rio de Janeiro: Ed. FEB, 1999, cap. 59
4 Lc 1.32
5 VIEIRA, Waldo. Conduta Espírita, Ditado pelo Espírito André Luiz, Rio de janeiro: FEB, 2001, Cap. 10
6 Xavier, Francisco Cândido. O Consolador, ditado pelo Espírito Emmanuel, Rio de Janeiro: Ed. FEB, 1984, pergunta 60
7 1Tm 1.17
8 Mt 2.15
9 Xavier, Francisco Cândido. O Consolador, ditado pelo Espírito Emmanuel, Rio de Janeiro: Ed. FEB, 1984, pergunta 60.

NOTA DO BLOG:

artigo publicado nos sites:
http://aluznamente.com.br/ideologia-partidaria-x-doutrina-dos-espiritos-revista-o-consolador/
http://www.oconsolador.com.br/ano8/376/especial.html
http://www.garanhunsespirita.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=2588&mode=&order=0&thold=0

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

9º Encontro de Dirigentes Espíritas

CONVITE

A Comissão Estadual de Espiritismo – CEE em cumprimento ao seu calendário de atividades estará realizando o 9º Encontro de Dirigentes Espíritas no dia 30 de agosto de 2014 em sua sede, objetivando a integração das Casas Espíritas.

O encontro tema como Central “O CENTRO ESPÍRITA E O PAPEL DO DIRIGENTE”.

Mediante o exposto temos a grata satisfação de convidar o (a) Presidente dessa Instituição e os Membros da diretoria para estarem conosco, com certeza será um dia muito aprendizado e vivências Cristãs.

Em virtude do evento ser nos dois turnos, haverá almoço no local que deverá ser reservado com antecedência na ficha de Inscrição baixo:

Heleno Vidal da Silva
Presidente

Sônia Pedrosa
1ª Secretária


INSCRIÇÃO
Instituição: ________________________________________________
NOME
CARGO
Adesão do almoço
Peixe
Frango








































Nota: Informar relação de Inscrição por Email ou por telefone até dia 25/08/2014 com opção almoço SIM ou NÃO. Indicando se peixe ou frango.
O valor do almoço pode ser pago na hora. R$ 10,00

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

46ª SEMANA ESPÍRITA DE GARANHUNS - PE

46ª SEMANA ESPÍRITA DE GARANHUNS - PE

TEMA

Um encontro com Jesus, convite à felicidade

:: todas as palestras terão início às 20:00h ::

P R O G R A M A Ç Ã O

Data

Instituição

27/09

Seara Espírita Chico Xavier - abertura

28/09

Centro Espírita Paulo de Tarso

29/09

SEAK - Seara Espírita Allan Kardec

30/09

Casa Bezerra de Menezes

01/10

Seara Espírita Caridade

02/10

C.E.D.E. Joana de Angelis

03/10

Centro Espírita Deus, Amor e Caridade

04/10

Casa Bezerra de Menezes - encerramento


domingo, 10 de agosto de 2014

X Jornada “Saúde e Espiritualidade 2014"

A Associação Médico Espírita de Santos (AME-Santos) promove, no dia 30 de agosto, sábado, a partir das 8h, a X Jornada “Saúde e Espiritualidade 2014", na Universidade Santa Cecília. Na ocasião, os palestrantes discorrem sobre temas atuais na área da ciência e saúde, enfatizando a visão espiritual do câncer, aspectos imunológicos e oncologia, a importância do pensamento para a saúde integral, a terapia do perdão e aspectos da mediunidade na saúde.

Dentre os palestrantes estão Dr. Décio Iandoli Jr, cirurgião, autor de livros e também presidente da Associação Médico Espírita de Mato Grosso do Sul (MS); Dra. Luciana Galvão, imunologista e presidente da AME-ABC (SP); Dra. Elisa Pacheco, bioquímica e membro da AME-ABC (SP) e Dr. Ricardo Sallum, otorrinolaringologista e vice-presidente da AME-Santos (SP).

As inscrições serão realizadas apenas no dia e no local do evento, a partir das 8h.

Mais informações pelo email: giovana@ccbeunet.br // Facebook: AME-Santos // Twitter: ame_santos // Blog: www.amesantos.blogspot.com.

Jornada: "Saúde e Espiritualidade 2014"
Data: 30 de agosto de 2013 (sábado)
Horário: 8h – 17h
Local: Universidade Santa Cecília
Rua Cesário Mota, 8 – Bloco E – 4 ºandar (anfiteatro)
Boqueirão – Santos
Investimento: R$ 30,00

sábado, 9 de agosto de 2014

Intecepe 2014 – Regional 23 - Agreste Meridional – Águas Belas – PE


Intecepe 2014 – Regional 23 - Agreste Meridional – Águas Belas – PE

Datas e horários:
23/08, das 14:00h às 18:00h
24/08, das 08:30 às 12:30h

Tema:
TRABALHADORES ESPÍRITAS DIANTE DAS DIMENSÕES DO CENTRO ESPÍRITA

Expositor:
Xerxes Pessoa de Luna

Local:
Fraternidade Espírita A Caminho da Luz
Segunda Travessa Dirceu Raimundo,s/n - Águas Belas - PE

PROGRAMAÇÃO DA 11ª SEMANA ESPÍRITA DE CARPINA

PROGRAMAÇÃO DA 11ª SEMANA ESPÍRITA DE CARPINA

De 23 a 31 de agosto de 2014

Tema central: VIVÊNCIA DO EVANGELHO: DIRETRIZ PARA SER FELIZ
Dia 23/08 – ABERTURA:
19h30 – MOMENTO MUSICAL – VALDA SEDÍCIAS – AUDITÓRIO DA PREFEITURA
20h00 – PALESTRA: VIVÊNCIA DO EVANGELHO:DIRETRIZ PARA SER FELIZ – Palestrante: OSCAR DE LIRA (PB)
Dia 24/08 – AUDITÓRIO DO CEAC – Centro Espírita Amor e Caridade
09 às 12h30 – SEMINÁRIO: ROTINA, ANSIEDADE, MEDO, SOLIDÃO: É HORA DE SUPERÁ-LOS – OSCAR DE LIRA (PB)
14 às 16h00 – FUNCIONALIDADE DO PERISPÍRITO – ADEMAR FARIA (ES)
16h15 – PALESTRA: O MAU RICO E LÁZARO: UM DIÁLOGO DO OUTRO MUNDO – ADEMAR FARIA (PB)
Dia 25/08 – PALESTRA – AUDITÓRIO DA PREFEITURA
19h30 – VIVÊNCIA DO EVANGELHO: ANTÍDOTO À OBSESSÃO – ALISSON GUEDES (PE)
Dia 26/08 – PALESTRA – AUDITÓRIO DO CEAC – Centro Espírita Amor e Caridade
19h00 – VIVÊNCIA DO EVANGELHO: ANTÍDOTO AO SUICÍDIO – SUELY WERKHAUSER (PE)
Dia 27/08 – PALESTRA – AUDITÓRIO DA PREFEITURA
19h30 – VIVÊNCIA DO EVANGELHO: ANTÍDOTO AO ABORTO – ARTURO JORDAN
Dia 28/08 – PALESTRA – AUDITÓRIO DA PREFEITURA
19h30 – VIVÊNCIA DO EVANGELHO UM ANTÍDOTO AOS VÍCIOS – ALEXANDRE SALSA (PE)
Dia 29/08 – PALESTRA – AUDITÓRIO DA PREFEITURA
19h30 – VIVÊNCIA DO EVANGELHO: ANTÍDOTO À DEPRESSÃO – CONCEIÇÃO CORREIA
Dia 30/08 – PALESTRA – AUDITÓRIO DO GENOL – Grupo Espírita Nosso Lar
19h30 – VIVÊNCIA DO EVANGELHO: UM CONVITE AO TRABALHO – ANDRÉA ARAÚJO
Dia 31/08 – PALESTRA – AUDITÓRIO DO RANCHO DO HIMALAIA
15h00 – VIVÊNCIA DO EVANGELHO: UM CONVITE AO AMOR E TRABALHO – BRUNO TAVARES (PE)
Dia 31/08 – PALESTRAS – AUDITÓRIO CEAC – Centro Espírita Amor e Caridade
16h15 – JÁ NÃO VOS DIGO AMANHÃ. O EVANGELHO DO SENHOR NOS CONCLAMA: É AGORA! – DENIS MARTINS (PE)
17h15 – VEM, SEGUE-ME! – SÍLVIO ROMERO (PE)

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Palestra e seminário com Leonardo Machado, em Garanhuns

Evento patrocinado pelo GACE - Grupo de Apoio aos Centros Espíritas de Garanhuns

Palestrante:
Leonardo Machado (médico psiquiatra e escritor)

Tema:
A Cultura da Paz, Tolerância e Respeito para Viver Melhor.

A palestra será realizada no auditório da Câmara Municipal de Garanhuns, no dia 16/08, às 20:00h

O Seminário será na Seara Espírita Allan Kardec, na Rua Joaquim Távora, no dia 17/08, das 9:00h às 12:00h

quinta-feira, 24 de julho de 2014

2º SEUNA - SEMINÁRIO ESPÍRITA UNIÃO E AMOR


TEMA: "ASPECTOS PSICOLÓGICOS E ESPIRITUAIS NOS TRANSTORNOS MENTAIS"

Com a psicóloga ROSEMERE KISS GUBA

Data:
16/11/2014

Horário:
14:00h às 20:00h com 02 intervalos

Local:
auditório do Teatro Anália Franco
Rua Carlos Gomes, 354 - Prado - Recife
(casarão azul em frente ao antigo Cavalo Dourado)

INGRESSOS: R$ 10,00

MOMENTO ARTÍSTICO:
I Conjunto Coral FEP

II - Peça teatral "Célia Lúcius" com o grupo teatral do CE Peixoto Lins

INFORMAÇÕES:
Ednaldo Maia - (81)9145-2611
Cleide Cavalcante - (81) 9180-8019
Isabel Moura - (81)8586-4251

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Palestra de Cláudio Luciano, em Buique - PE

Dia 1º de agosto, a partir das 20:00h, estarei de volta a Buque - PE, no Grupo Espírita Irmã Lídia, para realização de palestra, com o tema: JESUS, GUIA E MODELO DA HUMANIDADE.

domingo, 13 de julho de 2014

Intecepe 2014 – Regionais 01 a 16 - Capital, Área Metropolitana do Recife e Mata Central I (Vitória de Santo Antão)

Intecepe 2014 – Regionais 01 a 16 - Capital, Área Metropolitana do Recife e Mata Central I (Vitória de Santo Antão)
Data: 20/07/2014
Expositora: Sandra Borba (RN)
Tema: O Consolador Prometido e o Centro Espírita
Horário: 08h30 às 12h30
Local: Auditório Lírio Ferreira - FEP
fonte: http://federacaoespiritape.org/calendario-de-atividades-em-2013/

Calendário de atividades - Federação Espírita Pernambucana - FEP

Conforme informações colhidas no site da Federação Espírita Pernambucana - http://federacaoespiritape.org - segue o link do arquivo em PDF,com o Calendário de Atividades da FEP em 2014:

sexta-feira, 11 de julho de 2014

EDUCAÇÃO DO DESEJO - novo livro de Orson Peter Carrara


Síntese da obra:
Como educar e entender o desejo que se apresenta de forma tão variada e intensa na vida humana? Desejo de ser, de possuir, de poder. Motivado pelo tema, o conhecido autor reuniu outros autores numa única obra para estudar e analisar o assunto, com contos, casos e reflexões. Afinal, é o caso de perguntar: buscamos felicidade ou prazer? Como ficamos diante dos desafios da educação de nós mesmos e as escolhas possíveis entre o desejar e o escolher? Entre necessidades e vontades autênticas o que diz o Espiritismo?

Autores convidados:
Angela Moares
Cláudio B. da Silva
Donizete Pinheiro
Guaraci Lima
Lucy Dias Ramos
Marcus de Mário
Ricardo O. Forni
Rogério Coelho
Wellington Balbo

Com a participação dos psicólogos:-
André Luiz Bordini
Carlos H. Vernier
Dario Schezzi

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Comprovação Cientifica de Chico Xavier

A revista Saúde & Espiritualidade publicou na sua ultima edição trimestral, Artigo Cientifico sobre Chico Xavier e Andre Luiz.

No artigo Historical and cultural aspects of the pineal gland: comparison between the  theories provided by Spiritism in the 1940s and the current scientific evidence (Aspectos históricos e culturais da glândula pineal: comparação entre as teorias fornecidas pelo Espiritismo na década de 1940 e as evidências científicas atuais) conclui-se que Chico trouxe varias contribuições para a Ciência por meio da série “A Vida no Mundo Espiritual”. O artigo é de autoria de Giancarlo Lucchetti da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Segundo o endocrinologista Jorge Cecílio Daher Jr. “A aceitação do artigo para publicação, sem exigência de revisão, pode ser entendida como a aceitação que as informações de André Luiz eram cientificamente válidas e apropriadas” afirma.

Tenha acesso ao artigo na integra clicando no link .

12º ENARGE - Encontro das Áreas Geográficas


Ocorrerá o dia 19 de julho (sábado) das 14 ás 18h o 12º ENARGE - Encontro das Áreas Geográficas.

Local: Grupo Espírita Djalma Farias - R. Marechal Deodoro, 460 - Encruzilhada.

Heleno Vidal

Pres. da CEE

domingo, 6 de julho de 2014

Novo filme Espírita “Causa & Efeito”

Estreou no dia 3 de julho, nos cinemas de todo o Brasil, o filme “Causa & Efeito”, do mesmo diretor de "O Filme dos Espíritos", André Marouço, que pede aos espíritas e simpatizantes do Espiritismo no Brasil que divulguem essa notícia e não deixem de assistir ao filme. O trailer oficial do filme pode ser visto em https://www.youtube.com/watch?v=9jnL9fOLm7Q / Mais informações podem ser obtidas na página do filme no Facebook: https://www.facebook.com/CausaeEfeito?fref=ts.

fonte: http://www.oconsolador.com.br/ano8/370/movimentoespiritabrasileiro.html - acesso em 06/07/2014 às 11:25h

sábado, 28 de junho de 2014

PBDE - todas as palestras em Office 2003 (arquivo zipado)

Algumas pessoas ainda usam o Office 1997-2003, então, disponibilizo aqui os arquivos das palestras sobre os Princípios Básicos da Doutrina Espírita, zipado.

terça-feira, 24 de junho de 2014

sábado, 21 de junho de 2014

Encontro de Adesas CEE Junho de 2014


Prezados e Prezadas Dirigentes, muita Paz!

Conforme nosso Calendário CEE.2014 está previsto nosso costumeiro Encontro de Adesas para o dia 28.06.2014.

Estamos num empasse por conta da COPA.

Daí informamos as duas possibilidades

01 - Caso não tenha JOGO DO BRASIL dia 28.06 (Sábado) -Haverá nosso Encontro sem alteração das 14 ás 17h.

02 - Se o Brasil for Classificado em 1ª, haverá Jogo do Brasil ás 13h. Nosso Encontro será adiado para o dia 29.06 (domingo) das 8 ás 12h.

Fiquemos atentos, tudo depende da Classificação do Brasil. 

Heleno Vidal
Pres. da CEE
Nota: Estamos Aderindo a CAMPANHA" TODOS COM A NOTA PARA O LAR CECI COSTA". Solicitamos as Instituições compartilhar nas reuniões públicas e com os trabalhadores da Casa, juntarem notas (cupons de compras). Poderá ser entregue na CEE no dia do Encontro de Adesas. VAMOS PARTICIPAR!

segunda-feira, 19 de maio de 2014

SEMINÁRIO: Espiritismo e Sustentabilidade Social e Ambiental, em Aldeia-PE

A Coordenadoria de Ação Social da Comissão Estadual de Espiritismo -PE convida para mais um Seminário em Aldeia 

Um fraternal abraço


Heleno Vidal


sexta-feira, 2 de maio de 2014

Atualizando minha agenda de palestras até junho/2014

Por motivo de força maior, a palesta de Cláudio Luciano, do dia 30/05 foi transferida para o dia 23/05, na Seara Espírita Allan Kardec.

Data
Dia
Hora
Local
Tema
23/05/2014
sexta-feira
20:00
SE Allan Kardec, Garanhuns - PE
PBDE (*) - Comunicabilidade dos Espíritos
24/05/2014
sábado
19:30
Fraternidade Espírita André Luiz, Panelas - PE
O Cristo Consolador
29/05/2014
quinta-feira
20:00
CEDE Joana de Angelis, Garanhuns-PE
PBDE - Comunicabilidade dos Espíritos
21/06/2014
sábado
14:30
CE Espírita Bezerra de Menezes, Garanhuns - PE
Tema livre sobre o Evangelho Segundo o Espiritismo
26/06/2014
quinta-feira
20:00
CEDE Joana de Angelis, Garanhuns-PE
PBDE - Justiça Divina
27/06/2014
sexta-feira
20:00
CEDE Joana de Angelis, Garanhuns-PE
PBDE - Justiça Divina
(*) - PBDE - PRINCÍPIOS BÁSICOS DA DOUTRINA ESPÍRITA, resumo da Introdução de O LIVRO DOS ESPÍRITOS, item VI.

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...