sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Em defesa da tolerância religiosa e da cidadania

A Federação Espírita do Distrito Federal (FEDF) vem a público lamentar o ato criminoso que resultou no incêndio do Centro Espírita Auta de Souza, em Sobradinho II, na chácara 14 do Núcleo Rural 2, ocorrido na última madrugada, 29 de janeiro.
As chamas destruíram parcialmente as dependências do centro e também provocaram ferimento em uma vítima. Os danos poderiam ter sido piores caso não houvesse a atitude de vizinhos do centro, que ajudaram a combater o incêndio, e a atuação do Corpo de Bombeiros.
O Centro Espírita Auta de Souza, atua desde a década de 1970. Nesses anos, conquistou reputação na comunidade Chão de Flores pelas atividades religiosas e sociais. Difícil de compreender e aceitar que uma instituição com esse perfil seja alvo de um delito de ódio.
Esse episódio evidencia que a tolerância religiosa está sob risco no Brasil. Importante mencionar que fatos semelhantes tendo por alvo outros segmentos vêm sendo registrados com frequência no Distrito Federal e no país.
A FEDF espera que as autoridades apurem com celeridade e responsabilizem legalmente os autores do ato criminoso.
Da mesma forma ressaltar que o respeito e o direito da liberdade de fé e de credo são valores professados no Brasil e uma conquista que não pode ser maculada.
Esperamos que os valores cristãos, das demais religiões orientais, afrodescendentes e de cidadania sejam defendidos e preservados pela sociedade e pelas instituições brasileiras.
Que este ato, fruto da ignorância das leis divinas, possa fortalecer as ações de integração das lideranças religiosas e da sociedade no desenvolvimento da cultura da Paz, tão necessária para vivermos em harmonia.
Presidente da Federação Espírita do Distrito Federal
Paulo Maia

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...