domingo, 23 de junho de 2019

TROVAS DE O LIVRO DOS MEDIUNS (OLM, Cap. 25, itens 27 a 31))

Se há vários Espíritos evocados
Ao mesmo tempo para falar
Como tal poderá se realizar
Com os devidos cuidados?

Kardec nos ensina
Que não há dificuldade
Assim, com grande bondade
Recebemos a mensagem de Cima

Com vários médiuns presentes
Todos falarão à nossa alma
Nos enchendo de paz e calma
Ainda que, um ou outro, esteja ausente

Mas, somente um médium há
Para a mensagem do Além
Então, na condição que tem
Somente um a vez terá

Falará por todos os irmãos
Entrelaçado no mesmo pensamento
Em uníssono sentimento
Fazendo de todos uma só mão

Eis que o contrário ocorre
Há dois médiuns no lugar
Mas apenas um Espírito para falar
Então, pelos dois, o pensamento percorre

Ao mesmo tempo, em dois pontos
O Espírito amigo é convidado
Responde aos dois, desde que elevado
Em prosa, verso e contos

Não pode se dividir
Nem ao meio se quebrar
Porém o pensamento irradiar
Para a mensagem florir

Aos dois clamores vindos
De médiuns diferentes
Responderá, tão somente:
À seriedade! Sentimento bem vindo

Evocando os Espíritos puros? Jesus!
Seremos tão pretensiosos?
Ah, não sejamos egoístas e orgulhosos
Somos evocados, todos os dias, ao caminho da Luz!

Cláudio Luciano, em 05/06/2019

Meditações...


Brilha a lua sua luz prateada
Ilumina a noite dos viajantes
Em suas longas caminhadas
Refletindo diversos cambiantes

Salpica-se de estrelas o céu
Quais archotes em noites sem lua
Não nos deixa perdidos ao leu
A caminhar sozinhos pela rua

Ilumina o sol os nossos passos
Aquece-nos a pele suada
Queima-nos, modifica-nos os traços
Em nosso percurso pela estrada

A água refresca-nos a alma
A sombra diminui o calor
Dando-nos, da glória, a palma
De quem supera o próprio estupor

Caminhar pelo vasto mundo
Sem o apoio do cajado
Qual se fora mero vagabundo
Trazendo o rosto calejado

É rasgar os pés em sangue
É trazer os passos lentos
É quase cair exangue
Ao sabor de fortes ventos

Ao entardecer, olho o firmamento
Deito a cabeça na macia relva
Envolve-me forte sentimento
Distante da sombria selva:

Grande é a divina obra
Presente do bondoso Deus,
Que nada mais nos cobra
Que o amor dos filhos seus!

09/06/2019

Soneto a GABRIEL DELANNE



Nos albores de uma nova Era para a Humanidade,
Às vésperas do Consolador Prometido por Jesus,
Que inundaria a nossa Terra de intensa Luz
Iluminando caminhos para a posteridade,

Chegava ao mundo, envolto em humildade
Espírito de escol, que em nome de Anjo se traduz
François-Marie Gabriel Delanne! Tua mente produz
Obras que as trevas afastam com sua claridade!

Atacas o labor, comprometido, presto!
Ergues tua voz, lanças teus escritos, cumpres tua missão
Prenhe de grandes realizações!

E o que, para muitos, seria um trabalho indigesto,
Tu o fazes, sem medo da intromissão
Da maldade que ainda habita nos corações

Garanhuns, 22/06/2019

quarta-feira, 12 de junho de 2019

7 anos do GEGADE/Caruaru


O GEGADE - Grupo Espírita Gabriel Dellane, da cidade de Caruaru, realiza uma série de palestras comemorativas do seu 7º aniversário de fundação, com palestra cuja temática é "160 anos de O Queé o Espiritismo, de Allan Kardec.

Endereço do GEGADE: Rua Benjamin Larena 172. Divinopolis/Caruaru - PE